Melhores Melhores Guias Guias Ferramentas Ferramentas Mobills Mobills
outros
isca
Não
semestral

Como definir um orçamento familiar? Descubra agora!

Manter o orçamento doméstico equilibrado é importante para as finanças e bem-estar de uma família. Por isso, saiba como fazer o seu!

Artigo escrito por Larissa Brioso em 02 de Março de 2022

Atualmente, contar com um orçamento familiar pode ser uma verdadeira conquista para a sua família, uma vez que todos terão um controle mais eficiente dos ganhos e gastos.

Além disso, planejar em família pode ser o primeiro passo para honrar com os compromissos financeiros em conjunto. 

Porém, é compreensível que nem sempre é fácil manter a organização financeira dentro do ambiente familiar, uma vez que existe desemprego, altas taxas de juros e outros motivos familiares.

Por isso, separamos uma série de dicas sobre orçamento doméstico para que você, junto com a sua família, possam ter o equilíbrio financeiro necessário para alinhar as finanças.

Boa leitura!

O que é orçamento familiar?

Sabe aquela prestação da sua TV nova que esqueceu de pagar, por exemplo? Ou até mesmo a mensalidade da escola do seu filho que está atrasada?

Estes são apenas alguns dos problemas enfrentados pelas famílias brasileiras que não conseguem se organizar financeiramente.

No entanto, existe um recurso que pode fazer toda a diferença no seu controle financeiro. Ele se chama orçamento familiar, uma ferramenta que permite a visualização completa das receitas e despesas do lar.

Em outras palavras, ele existe justamente para registrar tudo que entra de ganhos e gastos dentro de casa, por exemplo:

  • Ganhos: salário, rendimentos de aplicações, pensões, renda extra e muito mais;
  • Gastos: contas essenciais, aluguel, impostos, entre outros.

Para que serve o orçamento familiar?

Para atingir objetivos financeiros e planejar o futuro com mais segurança, a família precisa ter um orçamento doméstico bem planejado e equilibrado.

Caso isso não aconteça, as contas começam a se acumular e o desequilíbrio financeiro fica cada vez mais evidente.

O percentual de famílias endividadas no Brasil, por exemplo, chegou a 76,3% em dezembro de 2021, segundo os dados da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor.

Por isso, uma planilha de orçamento familiar pode ser extremamente útil para que você e sua família consigam enxergar onde é possível diminuir os gastos e onde vale a pena investir o dinheiro, para ações e planos futuros.

Como planejar o orçamento familiar?

Se você quer descobrir como fazer o orçamento familiar, esse é o seu momento!

Mas, antes de apresentarmos nossas dicas para que planeje o seu orçamento doméstico, é importante saber que:

  • Toda família é capaz de melhorar sua saúde financeira, independentemente dos fatores internos e externos;
  • Acompanhar o planejamento é essencial;
  • Organizar as finanças não é um caminho tão fácil. Sendo assim, é fundamental criar hábitos mais saudáveis e que contribuam com o planejado.

Agora que você já está por dentro dessas questões essenciais, vamos te mostrar o passo a passo de como organizar o orçamento familiar sem complicações.

12 dicas práticas para fazer o orçamento da família

  1. Saiba exatamente quais são suas fontes de renda (salário, renda extra e aplicações, por exemplo);
  2. Some todas as fontes de renda da sua família;
  3. Descubra para onde está indo o dinheiro da sua família (a dica 3 mostra como);
  4. De início, anote os gastos fixos mensais (contas de água, luz, telefone e alimentação);
  5. Lembre-se de anotar também os gastos variáveis, ou seja, roupas, lazer, entre outros;
  6. Chegou a hora de comparar o dinheiro total dos seus ganhos com os gastos totais do período;
  7. Quando descobrir o valor dessa conta, faça a média dos gastos e ganhos;
  8. Com isso, você já vai ter uma noção se está com as finanças em dia ou não, podendo ver o que pode ser ajustado;
  9. Agora, escolha como você pretende manter o seu orçamento doméstico, se será de forma manual (anotações em cadernos ou planilha) ou com o uso da tecnologia (por meio de aplicativos e tabelas);
  10. Defina quais serão as metas financeiras da família, de curto, médio e longo prazo;
  11. Faça uma estimativa da quantia mensal que deverá ser economizada para atingir esses objetivos financeiros;
  12. Depois disso, você já consegue acompanhar seus gastos e ganhos de uma forma mais rigorosa e completa.

Dicas extras para elaborar o orçamento familiar

Planejar o orçamento familiar pode ser mais simples do que você imagina. Por isso, confira algumas dicas extras de como elaborar esse planejamento.

Conheça a renda disponível para o orçamento

Ao acompanhar os gastos e ganhos de todos da casa, que participam ativamente do orçamento familiar, é possível ter uma visão mais ampla das despesas e receitas e dividir o orçamento.

Para isso, você pode utilizar um aplicativo de controle financeiro, planilhas de gastos e até mesmo papel e caneta. O importante é fazer o registro e manter o controle dos gastos.

Registre os gastos fixos e variáveis

Saber quais as suas despesas fixas e variáveis vai fazer a família entender o quanto entra de receita e o quanto sai.

Por isso, um passo importante para a família é fazer um diagnóstico financeiro, a fim de definir quais os gastos essenciais e não essenciais, o que pode contribuir para enxergar formas de economizar dinheiro.

Estipule um teto de gastos

Para manter as contas em controle e conseguir poupar para investir, é necessário estabelecer um teto de gastos, mesmo em família.

Por isso, ao reunirem-se para definir o orçamento, procurem entrar em consenso sobre qual será o valor máximo dos gastos e tentem não ultrapassar.

Tenha objetivos financeiros

Ter objetivos financeiros pode ser uma dose extra de motivação para a família.

Por exemplo, se o objetivo da sua família é poupar para viajarem juntos ao fim de cada ano, a tarefa de manter o orçamento em dia não vai ser tão árdua. Afinal, aquela ação terá um propósito.

Por isso, tenha objetivos pessoais, mas também em família.

Envolva toda a família no orçamento

Envolver a família no orçamento, a fim de fazer todos entenderem o quão importante é poupar e manter o orçamento organizado, é primordial para que funcione.

Por isso, não defina nada sozinho. Reúna todos e, sempre que possível, os deixe cientes do que está ou não acontecendo.

Monte uma reserva de emergência

Utilizar a poupança mensal da família para montar uma reserva de emergência é de extrema importância, uma vez que ninguém está ileso a imprevistos.

Feito isso, você pode pensar em investir seu dinheiro em determinados ativos para aumentar seu patrimônio.

Outra questão que compensa incluir no orçamento é ter o compromisso de evitar as compras por impulso e gastos supérfluos.

Afinal, se todas as pessoas da casa estiverem comprometidas com esse desafio, será muito mais simples reduzir os gastos.

Importante: lembre-se de envolver toda a família durante o desenvolvimento do orçamento para que todos possam caminhar em direção às mesmas metas.

Como administrar os gastos da casa?

Com o orçamento pronto e em uso, você já tem à sua disposição uma estratégia de controle das finanças da família.

Porém, para que essa estratégia prossiga sem grandes problemas, é necessário seguir as seguintes orientações:

  • Analise o orçamento familiar mensalmente;
  • Mantenha o diálogo constante entre todos os membros do núcleo familiar;
  • Confira se as dívidas estão sendo pagas nas datas corretas;
  • Controle as contas essenciais para que elas não fujam do orçamento definido;
  • Crie uma rotina para que você, assim como as outras pessoas da família possam preencher o orçamento doméstico;
  • Não se esqueça de sempre preencher o orçamento, inserindo as compras parceladas para os próximos meses.

Qual a melhor planilha de orçamento familiar?

O orçamento de uma família, como já dissemos, pode ser organizado conforme as necessidades de cada núcleo familiar.

Se você prefere uma planilha de orçamento familiar no Excel para fazer download, pode conhecer a ferramenta de controle de gastos domésticos desenvolvida pelo gerenciador financeiro da Mobills.

Modelo 3 de planilha de orçamento familiar
Organize as finanças da família com a nossa planilha

Outros modelos também podem ser baixados pelo Pinterest.

Modelo 1 de planilha de orçamento familiar
Modelo de planilha para ser preenchida pela família (Fonte: Pinterest)
Modelo 2 de planilha de orçamento familiar
Planilha de orçamento familiar para preenchimento com diversos campos (Fonte: Pinterest)

Como dividir o orçamento familiar?

Existem diversos métodos de distribuição de renda, mas o mais conhecido é o método 50 30 20. Entretanto, vale ressaltar que o melhor método é aquele que melhor atende às necessidades da casa.

É claro que a criatividade conta muito nessas horas, por isso, você pode elaborar o orçamento doméstico da forma que achar melhor.

O segredo, no entanto, é deixá-lo de uma maneira organizada e mais intuitiva para que todos da sua família possam compreender quais são as despesas, ganhos e outros itens que compõem esse documento.

Importante: essa ferramenta pode ter uma listagem mais moderna ou simples. Tudo vai depender de quais são as necessidades da sua família.

Mobills: Finanças e Cartões

Avaliação Mobills
4.5 300
Avaliação Mobills
URL verificada
Plataforma Android, iOS e Web.
Funcionalidades Controle de contas, cartões planejamentos e objetivos.
Preço Menos de R$8,40 por mês para ter suas contas em dia.
Benefícios App com ótima usabilidade e Design.
URL verificada
  • Mais detalhes do Mobills
    • Conecte suas contas e cartões: Saiba para onde o seu dinheiro está indo com nossas integrações automáticas. Gerencie todos os seus gastos e evite o cheque especial, o empréstimo com maior taxa de juros do mercado;
    • Monte um planejamento financeiro: Faça orçamentos mensais e mantenha seus gastos sob controle. Defina alertas para evitar passar do seu limite de despesas;
    • Crie objetivos: Determine metas para alcançar os seus sonhos. Quer comprar uma casa, fazer uma viagem? Crie objetivos no app e realize os seus desejos.

Principais vantagens de ter um orçamento para a família

Como você já deve ter percebido, o orçamento familiar contribui para que a família saiba lidar melhor com o seu dinheiro.

Fora isso, vale destacar que essa ferramenta também tem um papel fundamental na hora de evitar o endividamento.

Portanto, quem deseja sair do vermelho, também pode contar com as vantagens de definir um plano familiar, que são diversas. Conheça as principais:

  • Registra todas os ganhos e despesas que envolve o núcleo familiar;
  • Permite a fácil compreensão das entradas e saídas de dinheiro;
  • Auxilia a família nas tomadas de decisões;
  • Identifica gastos desnecessários e que podem facilmente ser cortados do orçamento;
  • Ajuda na economia que a família poderá conquistar no futuro;
  • Serve para análises futuras;
  • Compreender a situação financeira da família a fundo;
  • Diminui o consumo de itens considerados supérfluos;
  • Traz mais consciência financeira para a família;
  • Dimensiona para os membros da família o que é essencial e o que pode ser evitado;
  • Torna a convivência e o diálogo familiar mais tranquilo e saudável;
  • Distribui as obrigações no que diz respeito às finanças;
  • Permite poupar dinheiro para realizar sonhos e outras conquistas financeiras.

Diferença entre orçamento familiar e orçamento pessoal

Em ambos os casos, você poderá controlar melhor suas finanças. A diferença principal é que um deles é direcionado quando os gastos se referem apenas a você.

Enquanto isso, a outra opção traz os gastos e despesas de toda a família.

Para entender melhor, veja com mais facilidade por que um plano pessoal não é a mesma coisa que um orçamento familiar:

  • Orçamento pessoal: neste caso, estamos nos referindo a uma ferramenta que leva em conta somente os gastos que você não compartilha com mais ninguém. Eles podem ser faculdade, academia, roupas, sapatos, entre outros;
  • Orçamento familiar: por outro lado, esse tipo de orçamento inclui um grupo de pessoas. Neste caso, os gastos podem ser luz, água, aluguel, plano de saúde e compras do mês, por exemplo.

Orçamento familiar: invista seu dinheiro

Se no seu orçamento doméstico não existe nenhuma meta financeira em relação a investimentos, considere essa possibilidade.

Isso porque, ao investir, o dinheiro começa a render e trazer inúmeros benefícios para a vida financeira da sua família.

Para começar, no entanto, você precisa descobrir qual é o seu perfil de investidor (conservador, moderado e agressivo). Pois, sua tolerância ao risco pode ser diferente em cada um dos casos.

Assim, você pode estudar cada vez mais sobre o assunto e escolher opções de investimento que condizem com o seu perfil e objetivos da casa.


Compartilhe este conteúdo


Escrito por Larissa Brioso Educadora Financeira

Educadora Financeira na Mobills; formada em Economia pela Universidade Federal do Ceará; e estudante de Gestão de Negócios e Marketing. Possui experiência na área de marketing e criação de conteúdo com ênfase em educação financeira, comunicação de marketing, indicadores de marketing, mídias sociais, SEO e CRM.

  • Editora-chefe do site da Mobills;
  • Formada em Economia;
  • Especializada em Gestão de Negócios e Marketing.

Assine a Newsletter Mobills
Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Você também vai gostar


🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!