Como consultar o CPF pelo nome: Passo a passo nos principais birôs de crédito

Ainda não sabe como localizar CPF pelo nome? Acompanhe nosso artigo e veja o que é preciso fazer para realizar esse tipo de consulta.

Artigo escrito por Janaína Tavares em 28 de Maio de 2021

Pessoa vendo como consultar nome pelo CPF

Ter o nome limpo é sinônimo de que você é um bom pagador e consegue quitar todas as suas contas em dia. Mas, caso esteja na dúvida se possui alguma dívida, vale a pena descobrir como consultar o seu CPF pelo nome.

Isso porque, ao fazer esse tipo de consulta, é possível identificar se existe alguma irregularidade no CPF e reduzir as chances de fraudes ligadas ao seu nome.

De acordo com a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, o ano de 2021 já começou com mais brasileiros endividados.

O estudo divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontou que o percentual de famílias endividadas alcançou 66,5% em janeiro deste ano.

Preocupante, não? Se você quer descobrir como consultar o CPF pela internet nos principais órgãos de proteção ao crédito do Brasil e organizar a vida financeira, confira o nosso conteúdo completo!

O que é e para que serve o CPF?

O Cadastro de Pessoa Física (CPF) é um documento que toda Pessoa Física (PF) precisa ter para que ela possa ser identificada pelos órgãos do governo, bancos, empresas, dentre outros.

Ou seja, esse documento composto por 11 dígitos é um dos documentos mais importantes que o brasileiro deve ter.

Além disso, como foi feito pela Receita Federal, esse órgão é capaz de identificar os contribuintes.

Veja abaixo para que serve esse documento:

  • Prestar concurso público;
  • Realizar matrícula em faculdades ou universidades;
  • Fazer a declaração do Imposto de Renda (IR);
  • Abrir conta em instituições financeiras;
  • Solicitar cartões de crédito, empréstimo, dentre outros produtos financeiros;
  • Etc.

Como consultar CPF pelo nome?

Localizar o CPF pelo nome é algo que só pode ser realizado diretamente pela Receita Federal ou por empresas que têm convênio com birôs de crédito.

Essa restrição na consulta acontece por medidas de segurança. Então, as informações que as empresas terão acesso são confidenciais, ou seja, elas não devem ser repassadas.

Ademais, esses dados só podem ser usados para que elas realizem análises de crédito.

Na prática, seria basicamente quando o consumidor deseja solicitar uma linha de crédito (cartão, empréstimo ou financiamento, por exemplo).

A partir do momento em que ele faz essa solicitação, a empresa responsável pelo produto ou serviço vai avaliar o risco de crédito desse cliente, por meio da consulta de CPF.

Tendo em mente isso, veja o que é preciso fazer para saber se você tem alguma dívida em aberto.

Consulte o CPF pelo nome completo

Em primeiro lugar, busque o CPF pelo nome em um dos órgãos de proteção ao crédito, por exemplo.

Ao acessá-los, veja como está a situação do seu documento e verifique se realmente existe alguma dívida pendente ligada ao seu nome.

Confira se a dívida é sua

Em segundo lugar, procure ver se essa foi uma dívida que você realmente fez.

Se chegar a conclusão de que não foi você que fez esse débito, entre em contato com a empresa para informá-la e solicitar a exclusão do seu nome no cadastro de negativados.

Para evitar ainda mais qualquer tipo de fraude, acione o Procon para que o órgão possa te orientar nesse caso.

Mas se percebeu que você foi o responsável pela dívida em aberto, é necessário prestar atenção na nossa próxima dica.

Negocie a dívida com a empresa credora

Por último, mas não menos importante, a parte da negociação da dívida é uma das mais relevantes. Nesse sentido, você pode seguir dois caminhos:

  • Negociar diretamente com a empresa credora;
  • Buscar ajuda de um site especializado em renegociação de débitos.

As duas opções são válidas. Porém, tente chegar em um acordo que seja vantajoso para as duas partes envolvidas nesse processo.

Assim, você consegue quitar sua dívida no período determinado e pode ter o seu nome livre de restrições.

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

4 formas de consultar CPF pela internet

O jeito mais fácil de consultar grátis o CPF pela internet é entrando nos sites oficias dos órgãos de proteção ao crédito do país.

Confira o passo a passo a seguir!

Pesquisa de CPF pelo nome na Serasa

Forma de consultar CPF pela internet
Consultar CPF pelo nome na Serasa
  1. Acesse o site da Serasa;
  2. Clique em “Consultar CPF grátis”;
  3. Digite seu CPF;
  4. Aperte o botão “Confirmar”;
  5. Se for o seu primeiro acesso na plataforma, faça o cadastro informando os dados solicitados e crie uma senha;
  6. Depois disso, faça a verificação do cadastro;
  7. Para isso, você irá receber o código por e-mail ou por SMS;
  8. Digite o código no site e clique em “Confirmar código”;
  9. Todas as informações referentes ao seu CPF estarão disponíveis na tela;
  10. Caso prefira, dá para consultar o CPF pelo nome pelo aplicativo da empresa (iOS e Android).

Dica extra: esse órgão também permite a consulta do CPF de terceiros, um serviço pago chamado de Você Consulta.

Consulta de CPF pelo nome na Boa Vista

Como consultar CPF pelo nome na Boa Vista
Buscar CPF pelo nome na Boa Vista
  1. Entre no portal do Consumidor Positivo;
  2. Insira o CPF e clique em “Consulte já”;
  3. Realize o cadastro na plataforma, com seus os dados pessoais;
  4. Logo em seguida, todas as informações sobre o CPF estarão disponíveis;
  5. Também pode consultar o CPF pelo nome no aplicativo da Boa Vista (iOS e Android).

Verificação de CPF pelo nome no SPC Brasil

Verificação de CPF pelo nome no SPC Brasil
Pesquisar CPF pelo nome no SPC Brasil
  1. Busque pelo site do SPC Brasil;
  2. Clique em “Consultar CPF”;
  3. Neste birô de crédito, será preciso comprar o pacote de créditos desejado para concluir a consulta;
  4. Assim que escolher o melhor pacote, já vai conseguir descobrir se existe alguma dívida em seu nome;
  5. Faça a consulta de CPF pelo nome no aplicativo da empresa, se preferir (iOS e Android).

Consulta de CPF pelo nome no Quod

Consulta de CPF pelo nome no Quod
Consulta de CPF pelo site Quod

Apesar de não ser um birô de crédito, o site do Quod também oferece uma consulta segura a respeito do Cadastro Positivo dos brasileiros e, é claro, da saúde financeira dessas pessoas:

  1. Vá até o site do Quod;
  2. Logo depois, clique em “Consulte grátis”;
  3. Na próxima tela, clique em “Registre-se”;
  4. Serão solicitados alguns dados pessoais para que você se cadastre na plataforma;
  5. No final dessa etapa, basta acessar o seu Cadastro Positivo usando o CPF e a senha que você criou para esse site.

Principais sites de renegociação de dívidas

Agora que você já sabe como consultar CPF pelo nome completo, chegou o momento de conhecer alguns dos principais sites que te auxiliam a renegociar as dívidas pendentes.

Acordo Certo

Negociação de dívidas pelo site Acordo Certo
  1. Acesse o site da Acordo Certo;
  2. Insira seu CPF no campo indicado;
  3. Clique em “Buscar minhas dívidas”;
  4. Se tiver alguma dívida para negociação, será possível ver as condições de pagamento;
  5. Por fim, escolha a forma de pagamento desejada e clique em “Concluir Acordo”.

Meu Acerto

  1. Acesse o site da Meu Acerto;
  2. Insira seu CPF no campo indicado;
  3. Preencha suas informações básicas;
  4. Valide o seu email;
  5. Se tiver alguma dívida para negociação, faça a proposta de pagamento;
  6. Receba a conclusão em segundos;

Serasa Limpa Nome

Negociar débitos pelo Serasa Limpa Nome
  1. Entre no site do Serasa Limpa Nome;
  2. Após isso, clique em “Consultar dívidas grátis”;
  3. Logo em seguida, digite o CPF e senha para conferir todas as opções de pagamento.

QueroQuitar

Negociar dívidas pelo site QueroQuitar
  1. Entre no site QueroQuitar;
  2. Digite seu CPF, assim a empresa vai conseguir achar os débitos em seu nome;
  3. Escolha como vai pagar o débito (à vista ou parcelado);
  4. Por último, confirme a negociação para receber os boletos de pagamento.
Imagem de banner do santander
Cartão Santander

Bônus: Dicas para limpar o nome

Com o nome sujo, você precisa regularizar sua situação financeira para que não tenha outros problemas no futuro. Sendo assim, é importante seguir as instruções:

  • Consulte seu CPF nos órgãos de proteção ao crédito ou no Quod, por exemplo;
  • Negocie com a empresa o pagamento dessa dívida. Nesse caso, você pode utilizar os serviços de sites especializados em oferecer renegociação de débitos;
  • Pague sua dívida corretamente para que a empresa solicite a exclusão do seu CPF no banco de dados de restrição ao crédito. O prazo que a empresa tem é de até 5 dias úteis para fazer esse pedido;
  • Mantenha as contas em dia. Desse modo, seu nome vai continuar limpo.

Lembre-se que, em caso de parcelamento da dívida, seu CPF precisa ser retirado do banco de dados de restrição ao crédito após o pagamento da primeira parcela.

Em algumas situações, o seu nome pode estar negativado de forma indevida. Ou seja, você foi negativado sem realmente ter feito uma dívida.

Mas, calma! Se isso acontecer, é necessário prestar atenção nos possíveis motivos que levam a isso.

Contas que já foram pagas

Este primeiro caso acontece quando a conta já foi quitada, mas mesmo assim a empresa/banco negativou seu CPF no SPC Brasil, Serasa ou Boa Vista.

Portanto, para regularizar seu nome, será preciso reunir algumas provas de que a conta foi paga.

Como provas, apresente: comprovantes, extratos bancários, recibos, dentre outros documentos que possam te ajudar.

Cobranças indevidas de serviços cancelados

Por outro lado, a negativação indevida também pode acontecer quando você cancela um serviço, mas ainda está sendo cobrado por ele.

Visto isso, compensa reunir alguns documentos que comprovem que você não contratou ou cancelou o serviço cobrado, como:

  • Comprovante de cancelamento;
  • E-mails da empresa, entre outros.

Dívidas que já venceram

Por fim, esse último caso ocorre quando a dívida já venceu há mais de 5 anos, mas seu nome ainda continua com restrições.

Tendo em vista esse problema, você pode solicitar a exclusão de seu nome do cadastro de restrição ao crédito.

Vale ressaltar que, após os 5 anos, a dívida do consumidor não deve mais aparecer nos serviços de proteção ao crédito.

Contudo, isso não significa que ela deixou de existir. Isso porque as empresas credoras ainda podem cobrar esse débito da pessoa.

Dica extra: dívida negativada e conta atrasada não são a mesma coisa. A principal diferença é que a primeira gera inscrição do CPF nos órgãos de proteção ao crédito, enquanto a segunda não.

Dúvidas frequentes sobre o assunto

Uma das formas mais práticas de saber o número do seu CPF é olhando o documento de RG.

A maioria dos documentos de identidade possuem o número do CPF na parte de trás. Portanto, basta pegar seu RG e ver se nele consta o número do seu CPF.

Você não consegue consultar o CPF pelo nome e data de nascimento, visto que grande parte dos sites confiáveis de consulta não pedem essas informações.

Dessa maneira, lembre-se que se você quiser conferir a situação cadastral do CPF, pode fazer isso pelo site da Receita Federal.

Não é possível buscar o CPF pelo nome da sua mãe nos canais oficiais de consulta.

Em alguns casos, as pessoas tentam colocar o nome da mãe, assim como o nome da cidade dela na internet para encontrar informações referentes ao próprio CPF.

Mas isso não é considerada uma prática segura, já que não é confiável inserir os dados pessoais de terceiros em qualquer tipo de site disponível na internet.

Consultar o CPF pelo nome traz diversos benefícios para sua vida no geral. Dentre eles:

  • Não correr o risco de ter o nome negativado sem saber;
  • Descobrir quais são as cobranças ligadas ao seu nome;
  • Ter a chance de limpar o nome e, consequentemente, melhorar seu score de crédito;
  • Negociar o pagamento de dívidas com as empresas credoras;
  • Diminuir as tentativas de fraudes em seu nome e muito mais.

Diversos prejuízos podem dificultar a vida financeira de quem está Negativado.

Por exemplo, redução do score de crédito; aprovações negadas em diversas linhas de crédito, como financiamentos, empréstimos; abertura de conta negada, dependendo do banco; solicitação de cartão de crédito negada e muito mais.

Controle os gastos para evitar o nome sujo!

Como vimos ao longo do texto, há várias formas de pesquisar o CPF.

O segredo, nesse caso, é buscar fazer esse tipo de consulta em sites confiáveis, como é o caso dos birôs de crédito, por exemplo.

Além do mais, para manter uma boa saúde financeira, é interessante contar com o suporte de uma plataforma de controle financeiro.

Dessa forma, você evita gastos excessivos e consegue administrar melhor suas contas.

Enfim, gostou deste conteúdo? Não se esqueça de deixar seu comentário, caso tenha alguma dúvida sobre o assunto ou sugestão de melhoria!


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


10 comentários publicados nesse artigo
    04/10/2021 às 08:02

    Quero consultar meu CPF

      04/10/2021 às 14:57

      Olá, Zilma. Você pode fazer isso nas principais instituições de crédito que foram citadas no artigo.

    19/06/2021 às 03:16

    Quero ver meu CPF tem restrição

      20/07/2021 às 18:28

      Olá Miriam! Você pode fazer essa consulta nas empresas de proteção ao crédito, como SPC ou Serasa, basta seguir os passos descritos no artigo.

    21/05/2021 às 13:04

    Quero saber se eu tenho uma dívida

      25/05/2021 às 10:48

      Oi, Irenice! Escolha uma das opções (ou todas) de órgãos de proteção ao crédito que sugerimos neste artigo, realize o nosso passo a passo e veja se possui dívidas no seu nome.

    13/03/2021 às 23:46

    Eu gostei muito do conteudo e muoto bom e legal e de mais o conteudo

      15/03/2021 às 08:44

      Ficamos felizes em saber que você gostou, Paulo. Aproveita e confere nossos outros artigos sobre finanças pessoais.

    03/03/2021 às 15:41

    A paz do Senhor a todos, gostei dessa matéria por q sempre estou lendo de tudo sobre dívidas,finanças dívidas prescritas, parcerias dos biros de crédito com acessórias de cobranças e todas as manobras de atuação dessas parcerias q sempre seguem caminho da mentira por q usam métodos anticonstituicional p receber tudo q um dia não foi pago e q prescreveu os cincos anos (caducou como diz o povo ) dentro dos biros conforme estabelece a carta magna (constituição do Brasil) e q traz clareza como uma anistia na verdade perdão concedido as pessoas que não pode pagar, tmbm existem algumas tese dentro do judiciário q interpreta ou entendem q os cinco anos q o consumidor ficou com o nome restrito nos órgãos de proteção ao crédito (biros) foi uma pena sendo q a pessoa teve tmbm prejuízos e passado os cincos anos nenhuma instituição ou credores/bancos podem aplicar sanções alem dos dos cinco anos e qualquer q insistir a por o consumidor em lista, cadastro ou restrições internas comete danos morais ao consumidor lembrando q os biros de crédito, bancos não podem perpetuar o consumidor dentro dos seus cadastros internos isso é inconstitucional fere o direto a honra e caracteriza danos morais mas os bancos movido pela ganância fundaram diversas acessórias de cobranças q se alinham com os biros ( serasa, boa Vista SPC) p pegar dados e ficarem ligando para o consumidor projetado arquitetando métodos de receber os valores do passado e mesmo q o consumidor caía em negociar e pague os mesmos nao tem autonomia para tirar o nome do consumidor do SCR do banco central é outro problema q tem tirado o sono de muito consumidor muito gerentes nem da a mínima uma vez que o cliente deu prejuízo leva tempo, outro problema qndo as acessórias de cobranças descobrem que o consumidor tem ciência q é conectado com informações das dívidas prescritas eles ligam constantemente porém não se indentifica mais com medo de ser denunciado através de um “JEC” elaborada no fórum e a Serasa é o pior eles tmbm passam informações de dados violam as normas constitucionais relacionados aos dados, a Serasa tmbm tmbm impede que tenhamos acesso as consultas pelos sites e app portanto dizer q podemos fazer consultas ñ é tão verdadeiro vou ler essa matéria inteira e com muita atenção por q acredito que é um conteúdo ótimo e tmbm me lapidar qnto a minha interpretação tudo é complexo e tmbm podemos ter acesso diversas matérias de jurisprudências sobre o q eu tentei expor.

      05/03/2021 às 10:03

      Muito bem colocado, Propício. A realidade do nosso país é essa, infelizmente. Por isso, sempre buscamos educar as pessoas para que elas não caiam em armadilhas financeiras. Aproveita e confere nossos outros artigos sobre finanças, temos certeza que você vai se interessar.

🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


Escrito por Janaína Tavares Jornalista

Jornalista formada pela UNOESTE (Universidade do Oeste Paulista). Apaixonada por educação financeira e pela escrita, principalmente, por entregar conteúdos úteis e de valor para os leitores.

  • Jornalista;
  • Inbound Marketing, Copywriting.
.