Pesquisar Fechar Menu
Melhores Melhores Guias Guias Ferramentas Ferramentas Mobills Mobills
investimentos
epico
Não
semestral

Melhores investimentos do mercado para iniciantes

Quer começar a construir patrimônio e a conquistar objetivos financeiros? Então, conheça os melhores investimentos para iniciantes.

Artigo escrito por Marcos Vitor em 10 de Novembro de 2021

Para quem está começando a investir, é fundamental conhecer opções de investimento para iniciantes, pois essa é a melhor forma de começar a multiplicar o capital com rentabilidade e segurança. Conheça os melhores ativos!

Investir é essencial para a construção de um futuro financeiro sólido. Nesse sentido, é importante ter essa consciência para dar o primeiro passo.

Após isso, será preciso conhecer as melhores aplicações para que você possa começar da melhor forma, fazendo seu dinheiro render com baixo risco.

Isso porque essa fase inicial é bastante didática, ou seja, serve para o investidor sentir e aprender mais sobre o mercado financeiro.

Portanto, neste artigo, conheceremos os melhores investimentos e algumas dicas para quem está começando.

Então, vamos nessa?

Melhores investimentos para iniciantes

Conheça os melhores investimentos para iniciantes considerando fatores como: rentabilidade, risco, liquidez e perspectivas econômicas.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é o título mais tradicional e seguro da plataforma do Tesouro Direto, pois o fato dele acompanhar a taxa de juros da economia evita prejuízos decorrentes das oscilações da Selic.

Nesse título, você vai empresar dinheiro para o governo, que, por sua vez, te promete a devolução do valor aplicado corrigido pela taxa Selic do período.

Durante o ano de 2020 e 2021, a Selic ficou abaixou da inflação, ou seja, quem investiu nesse título teve um retorno real negativo.

Contudo, as perspectivas para o ano de 2022 é uma elevação da taxa básica de juros ao mesmo tempo em que a inflação é controlada.

Por isso, o Tesouro Selic é uma ótima opção para o investidor iniciante que quer alcançar um retorno interessante sem correr grandes riscos.

Tesouro IPCA

O Tesouro IPCA é um título atemporal, pois o seu rendimento sempre está acima da inflação, ou seja, o investidor sempre terá um retorno real positivo.

Nesse título, também há uma operação de empréstimo em que o governo é o devedor, e este te promete a devolução do seu dinheiro corrigido pela inflação do período mais uma taxa fixa.

Em 2020 e 2021, esse título performou muito bem, pois os índices de preço do país estavam batendo recordes.

Apesar das perspectivas não tão altas para a inflação nos anos subsequentes, esse título ainda é muito atraente por causa da sua proposta de entregar o retorno real positivo.

Portanto, independente do que acontecer, você estará protegendo seu poder de compra no longo prazo (esses títulos têm prazo maior).

CDB

Os CDBs, ou Certificados de Depósitos Bancários, consistem em uma operação de empréstimo em que uma instituição financeira é a devedora.

Como no Brasil há grandes bancos, com grande capacidade de honrar seus compromissos, e os CDBs são cobertos pelo FGC, esses títulos são considerados bastante seguros.

Além disso, a maioria dos CDBs têm sua rentabilidade atrelada à variação do CDI. Portanto, em um cenário de tendência de alta da Selic, esses títulos deverão apresentar rendimentos atrativos.

Sendo assim, essa é outra excelente opção de investimento para iniciantes.

LCI e LCA

As LCIs e LCAs, ou Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio, respectivamente, são títulos de renda fixa que são emitidos por instituições financeiras para captar recursos para esses setores.

Uma das principais vantagens desses títulos, além da cobertura do FGC, é que eles são isentos de Imposto de Renda, o que afeta positivamente a rentabilidade líquida do investimento.

Ademais, esses títulos costumam ter suas rentabilidades atreladas ao CDI, o que pode ser bastante proveitoso diante das perspectivas de elevação da taxa Selic.

Fundos de investimento

Os fundos de investimento são uma espécie de condomínio em que vários investidores reúnem seus recursos para serem aplicados em conjunto no mercado financeiro.

Nesse sentido, existem várias classes de fundos com diferentes estratégias, inclusive algumas que se beneficiam com a alta dos juros e com a recuperação da economia.

Além disso, como os fundos contam obrigatoriamente com um gestor certificado, você sabe que terá seus recursos sendo gerenciados por um profissional competente.

A gestão profissional acrescida da diversificação de baixo custo fazem com que essa seja uma excelente opção para o investidor iniciante que quer rentabilizar seu capital.

Fundos imobiliários

Os fundos imobiliários, ou FIIs, são uma categoria dos fundos de investimentos, mas com o diferencial de que os recursos são aplicados no setor imobiliário.

Nesse sentido, existe uma correlação negativa entre os FIIs e a taxa de juros, pois, quanto maior a Selic, maior é o custo de oportunidade de investir em fundos imobiliários.

Por isso, um padrão de queda no preço dos FIIs pode ser observado em paralelo com elevações da taxa básica de juros.

Desse modo, considerando uma elevação da Selic, surgem ótimas oportunidade de adquirir esses ativos por preços atrativos.

Ações

Uma ação é a menor parte do capital social de uma empresa, portanto, ao adquiri-la, você passa a ser sócio daquela companhia e, assim, deter os direitos de sócio.

Dentre os investimentos para iniciantes citados, as ações são os mais arriscados, pois a previsibilidade dos seus retornos é muito menor, quando comparada aos outros ativos.

Entretanto, se você fizer uma análise bem-feita e diversificar seu patrimônio em uma boa quantidade de ativos, esse risco é minimizado.

Além disso, muitas empresas se beneficiam em um cenário econômico favorável, com a abertura do país para o turismo, por exemplo.

Mas, saiba que, se você não possui ainda uma reserva de emergência, o recomendado é que construa a sua em ativos de renda fixa antes de aplicar em ações.

investimento para iniciantes longo prazo
Qual é o melhor investimento para iniciantes?

Qual é o melhor investimento para iniciantes?

Para responder essa pergunta de qual é o melhor investimento para iniciantes, precisamos levar em consideração vários fatores, tanto do ativo em si como do perfil e dos objetivos do investidor.

Nesse sentido, a resposta para essa pergunta é muito particular. Todavia, alguns aspectos precisam ser citados.

Como já falamos, em um cenário de alta da taxa Selic, a inflação e o consumo perdem força, justamente pela questão do custo de oportunidade.

Dessa forma, mais pessoas vão ser atraídas para ativos de renda fixa, pois estes vão oferecer um retorno atrativamente maior com um nível de risco baixo.

Portanto, é possível encontrar com facilidade títulos que rendem 10% ao ano, o que é um retorno consideravelmente interessante.

Por outro lado, com essa migração da renda variável para a renda fixa, surgirão ótimas oportunidades de aplicar em vários fundos e empresas a preços descontados.

Diante disso, podemos ver que o melhor investimento para iniciantes é aquele que apresenta uma boa relação risco-retorno e que está de acordo com o perfil e os objetivos do investidor.

Dicas para começar a investir do zero

Até aqui, conhecemos qual é o melhor investimento para iniciantes, então podemos refletir sobre algumas dicas práticas.

Aquele que quer dar os primeiros passos no mundo dos investimentos não pode, em nenhuma hipótese, negligenciar dois fatores fundamentais: perfil de risco e objetivos financeiros.

O perfil de risco diz respeito à sua disposição e capacidade de tomar riscos. Logo, se você desconsiderar isso, pode acabar ficando ansioso ou estressado diante das oscilações do mercado.

Por outro lado, investir em ativos que não sejam adequados às suas metas é improdutivo, pois você estará investindo como um fim em si mesmo, não para atingir um fim maior.

Nesse sentido, seus objetivos podem ser: trocar de carro, comprar uma casa, fazer uma viagem, viver de renda, se aposentar ou tudo isso.

Além de considerar esses fatores, você precisa estudar bastante os ativos que você vai investir para que consiga escolher aqueles de melhor qualidade.

Isso porque os de melhor qualidade é que vão garantir a conquista dos seus objetivos no menor prazo possível e correndo menos riscos.

Mas, lembre-se: por maior que seja a sua convicção em um ativo, considere que você pode estar errado em sua análise.

Por isso, diversifique seu patrimônio em outros ativos, que não sejam correlacionados entre si e que sejam de classes diferentes.

Desse modo, se um ativo, um setor ou uma classe for impactada negativamente, isso não vai atingir a totalidade da sua riqueza.

Por fim, aquele que quer ser bem-sucedido em seus investimentos precisa estudar bastante sobre o mercado financeiro.

Um conhecimento elevado não é pré-requisito para começar a investir, mas isso vai te dar uma vantagem muito grande no longo prazo.

Portanto, comece hoje, com o que você sabe, mas não fique acomodado, busque sempre aprender para otimizar seus retornos ao longo do tempo.

Importância de começar cedo a investir

Encare os investimentos como o trabalho de uma vida, semelhante a uma maratona. Quanto antes você começar a correr, mais longe você vai chegar e/ou mais cedo você vai alcançar a linha de chegada.

Assim, quanto antes você começar a investir, maior será o seu patrimônio e antes você alcançará seus objetivos financeiros.

A seguir, você pode fazer uma simulação em nossa Calculadora de Investimentos.

Nele, sugerimos que você coloque diferentes de prazos para que seja possível verificar a diferença de alguns anos em seu resultado final.

Por isso, comece a investir o quanto e não espere o momento perfeito, pois ele não existe. O que existe é uma decisão de transformar seu futuro financeiro e da sua família.

Dessa forma, você vai acumular o patrimônio necessário para garantir um futuro mais sólido e uma aposentadoria mais tranquila.

“Investir implica riscos, mas não investir nos condena ao fracasso financeiro.”

John Bogle

Dúvidas frequentes de investidores iniciantes

Para ser um investidor de sucesso, você precisa ter conhecimento sobre economia, contabilidade, finanças corporativas e matemática básica.

Contudo, cada um desses temas não é pré-requisito para você começar a investir, pois você vai aprendendo ao longo do tempo.

Além disso, os grandes investidores da história também tinham um conhecimento pelo menos básico sobre história, estatística, administração e finanças pessoais.

Sim, é possível investir com pouco dinheiro.

Hoje em dia, você pode investir a partir de R$ 1,00 em ações, a partir de R$ 10,00 em fundos imobiliários, a partir de R$ 30,00 em títulos públicos e a partir de R$ 1,00 em CDBs.

Portanto, o mercado de capitais é totalmente acessível para pessoas em todas as faixas de renda e com diferentes valores para começar.

Contudo, quanto mais dinheiro você tiver, mais opções você terá para escolher na hora de começar seus investimentos.

Com R$ 100,00, você tem várias opções de investimento para iniciantes.

Entretanto, o primeiro passo é começar a construir sua reserva de emergência, pois esse é um passo fundamental que não pode ser negligenciado.

Com esse objetivo, o recomendável é investir em renda fixa, pois são ativos menos arriscados, menos voláteis e mais fáceis de entender.

Durante essa fase inicial, você acumulará o conhecimento necessário para se sentir seguro para começar a investir em ativos de renda variável, como ações e fundos imobiliários.

Para começar a investir, você só precisa ter noção da importância dessa decisão, pois isso é suficiente para dar o primeiro passo.

De todo modo, entender como funciona um título renda fixa é suficiente para você dar os primeiros passos na construção da sua carteira de investimentos.

Para conhecer seu perfil de investidor, você precisa refletir sobre dois aspectos:

  • Capacidade de tomar riscos; e
  • Disposição de tomar riscos.

A capacidade diz respeito às suas obrigações financeiras e ao prazos das suas metas. Por outro lado, a disposição é o quanto você suporta ver as oscilações nos preços dos seus ativos.

Nesse sentido, esses dois aspectos configuram sua tolerância ao risco, que é o seu perfil de investidor.

Portanto, reflita sobre suas metas, suas responsabilidades e seu apetite ao risco, pois isso é fundamental na identificação do seu perfil, como conservador, moderado ou agressivo.

Sim, você pode investir sua reserva de emergência, mas em ativos seguros e com liquidez diária, ou seja, com alta facilidade de resgate.

Sua reserva financeira deve ser utilizada em momentos de imprevisto financeiro, quando seu orçamento não consegue arcar com esse gasto eventual e emergencial.

Trocar de celular, fazer uma viagem ou outro desejo de consumo não são emergências. Por outro lado, invalidez, acidentes ou desemprego são exemplos de emergências.

Entretanto, existe a reserva de oportunidade, que funciona da mesma forma da reserva de emergência, mas com a diferença de que o valor será utilizado para uma grande oportunidade de investimento.

Por exemplo, se, por algum motivo, o mercado está cotando a ação X por um preço muito abaixo do seu valor justo, é uma oportunidade de investir nessa empresa com ‘desconto'.

Afinal, vale a pena começar a investir?

Sim, com certeza vale a pena começar a investir.

Como disse John Bogle, autor do livro O Investidor de Bom Senso, não investir é um meio seguro de deixar de acumular a riqueza necessária para assegurar um futuro financeiro sólido.

Nesse sentido, investir é a melhor forma de construir um patrimônio que vai proporcionar segurança e tranquilidade para sua família.

Além disso, investir é a melhor maneira de atingir objetivos de curto e médio prazo, como fazer uma viagem ou comprar um carro.

Isso porque, ao invés de fazer um financiamento ou passar tudo no cartão de crédito, você vai investir as parcelas que pagaria e vai receber juros nesse processo. Dessa forma, você vai poder comprar à vista com desconto e ainda terá ganhado juros, ao invés de pagá-los.

Continue aprendendo!

Então, gostou de conhecer o melhor investimento para iniciantes? Deixe sua opinião nos comentários, pois ela é muito importante para nós!

Ademais, veja nossos outros conteúdos sobre investimentos e finanças, no Blog Mobills e no canal do Mobills no YouTube.



Escrito por Marcos Vitor Especialista em investimentos

Especialista em investimentos do Mobills, Marcos é formado em Economia pela UFC. Tem como hobby aconselhar amigos sobre investimentos.

  • Certificado de Especialista Anbima (CEA);
  • Economista;
  • ETF no Mercado Brasileiro - ANBIMA;
  • Gestão de Riscos - ANBIMA.

Assine a Newsletter Mobills
Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.


2 comentários publicados nesse artigo
    10/11/2021 às 19:27

    Quero aprender amiga no mercado digital

      11/11/2021 às 11:26

      Olá, Thays. Para que você possa se especializar nessa área, recomendo que você acompanhe os melhores profissionais do mercado. Dessa forma, você vai aprender bastante. Também é muito válido fazer um curso de aprofundamento e abstrair ensinamentos da experiência prática. Dessa forma, você poderá começar a dar os primeiros passos no mercado digital.

.