O que é crédito rotativo? Descubra como funciona e como não cair no rotativo do cartão!

Não consegue pagar a fatura do cartão? Entenda como funciona os juros de crédito rotativo e como ele afeta suas finanças!

Artigo escrito por Jennifer Figueiredo em 02 de Junho de 2021

Homem tentando saber o que é crédito rotativo

Quando as contas apertam ou imprevistos acontecem, pode faltar dinheiro para pagar o valor integral da fatura do cartão. Em casos como esse, é bastante comum optar pelo crédito rotativo.

Sendo assim, você realiza apenas o pagamento parcial da fatura e o valor restante é financiado e lançado no mês seguinte com incidência de juros e IOF.

Apesar dessa modalidade de pagamento já ser conhecida por muitos usuários de cartão de crédito, em 2017 o Banco Central (BC) anunciou, por meio da Resolução 4.549/17, um novo limite de prazo para o uso do rotativo. O que antes era ilimitado, foi reduzido a 30 dias.

Desta forma, é comum que surjam dúvidas a respeito do rotativo do cartão. Por isso, vamos te explicar exatamente o que é essa alternativa e como ela funciona!

O que é crédito rotativo?

O crédito rotativo trata-se de uma modalidade de crédito para financiar a fatura do cartão e é concedida no momento em que o usuário paga um valor entre o mínimo e o máximo cobrado.

Contudo, desde abril de 2017, o rotativo do cartão só pode ser utilizado uma vez no mês. Desse modo, o valor integral da fatura deve ser quitado na próxima cobrança.

Caso não seja possível pagar integralmente a nova fatura, é aconselhável entrar em contato com o banco para tentar uma negociação de pagamento.

Existem instituições, por exemplo, que oferecem o parcelamento de saldo do crédito rotativo, conhecido como Parcelamento de Fatura.

Por que os juros são tão elevados?

No Brasil, a média anual de juros rotativo cobrado pelas instituições financeiras para a concessão desse crédito chegou a passar de 320%, em 2021. Essa é considerada uma das taxas mais elevadas, segundo o Banco Central.

Um dos principais fatores que tornam a taxa tão elevada é sua fórmula de juros compostos. Ou seja, é aplicado “juro sobre juros” em que o valor vai crescendo em cima de uma quantia já existente.

Por isso, é tão importante assumir o controle financeiro e evitar o financiamento da fatura. Lembre-se que este é um recurso emergencial sem muitas vantagens para seu bolso no mês seguinte.

Calculando o rotativo do cartão de crédito

Suponhamos que a sua fatura chegou e assim que notou o valor total, soube que não poderia pagar naquele momento.

Como calcular o rotativo do cartão de crédito?

Veja o passo a passo a seguir:

  1. Tenha em mãos as seguintes informações: Valor Total (VT) e Juros Rotativo mensal (JR). Elas podem sem encontradas na fatura, no aplicativo do cartão ou por meio de canais atendimento;
  2. Transforme a porcentagem de juros em número decimal, dividindo-a por 100:
    ◾ Exemplo: 5% = 5/ 100 = 0,05;
  3. Pegue o Valor Total e subtraia o Valor Efetivo, ou seja, aquele que você tem intenção de pagar. O resultado é o Valor Restante (VR) em aberto, que será financiado no rotativo na próxima cobrança. Por exemplo:
    ◾ VT – VE = VR
    ◾ R$ 1.500, 00- R$ 1.000,00 = R$ 500,00.
  4. Agora, multiplique o Valor Restante pelo percentual de Juros Rotativo mensal:
    ◾ R$ 500,00 x (1 + 0,05) = R$ 525,00. Este valor de juros é adicionado ao Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) do cartão de crédito com uma porcentagem mensal (0,38%) e diária (0,0082%);
  5. Divida as duas porcentagens de impostos por 100 e multiplique pelo Valor Restante:
    IOF/mês: R$ 500,00 × 0,0038 = R$ 1,9
    IOF/dia por 30 dias: R$ 500,00 × 0,000082 × 30 = R$ 1,23
  6. O total cobrado fatura seguinte é a soma dos valores obtidos: R$ 525 + 1,9 + 1,23 = R$ 528,13
  7. Agora, basta subtrair R$ 500,00 de R$ 528,13 e verá que o cálculo do Valor Rotativo do cartão de crédito foi R$ 28,13.

Vale lembrar que o juros rotativo é diferente do juros por atraso de pagamento. Nesse caso, outras taxas serão aplicadas.

Juros do rotativo dos principais bancos

O Banco Central disponibiliza Relatórios de Taxas de Juros periódicos, contendo as porcentagens mensais (% a.m.) e anuais (% a.a.) das instituições financeiras.

Selecionamos os principais bancos da lista, no período de 11/05/21 a 17/05/21 para que possa consultar os juros do rotativo do cartão de crédito:

InstituiçãoTaxa % a.m.🔻Taxa % a.a.🔻
BANCO INTER5,8798,27
BCO AGIBANK S.A.6,73118,53
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL9,55198,77
BCO DO BRASIL S.A.9,97212,94
BCO BRADESCO S.A.11,08252,92
BANCO DIGIO11,47267,89
BCO SANTANDER (BR) S.A.11,77280,10
BCO C6 S.A.11,90285,31
NU FINANCEIRA S.A. CFI12,24299,78
BCO ITAUCARD S.A.12,62316,16
Juros do rotativo dos principais bancos

Riscos e desvantagens dos juros rotativo

Quando pensamos que os juros do crédito rotativo podem chegar a mais de 300% ao ano e junto a esse valor são adicionados impostos, é possível concluir que essa alternativa de pagamento traz desvantagens para as finanças pessoais.

Ao financiar o fatura, corre-se o risco de não ter o montante para quitá-la no próximo mês. Então, a cobrança que tinha um valor inicial (X) passará a ser ainda maior, tornando-se uma bola de neve.

Por isso, é interessante avaliar outras linhas de crédito com juros melhores, para que assim, você possa quitar integralmente o valor da fatura.

Para o próximo mês, capriche na organização das finanças e não gaste além do que você recebe.

Quando o crédito rotativo pode ser cobrado?

Com a nova Resolução 4.549/17, o período máximo de utilização do crédito rotativo é de cerca de 30 dias.

Desta forma, em sua próxima fatura é possível que você tenha acesso a algumas opções de pagamento, como:

  • Pagamento total da fatura: quitar todo o saldo no rotativo e a cobrança do mês corrente. Essa opção é a mais vantajosa, pois evita a cobrança de novos juros e encargos;
  • Parcelamento da fatura: quando previsto em contrato, o banco pode propor o parcelamento da fatura, desde que as condições desta opção sejam melhores do que o crédito rotativo.
  • Pagamento mínimo + rotativo: você pagará o valor mínimo da fatura daquele mês mais o valor do rotativo pendente. Assim, o que sobrar será cobrado no mês seguinte, como se estivesse “renovando o rotativo” por mais 30 dias.

Contudo, é importante saber que a instituição financeira não tem a obrigação de oferecer o parcelamento do saldo devedor, caso a alternativa não esteja prevista em contrato.

Dicas para não entrar no crédito rotativo

Cartão com cadeado representando o tema o que é crédito rotativo
Cartão com cadeado

Para não entrar no crédito rotativo, é importante seguir algumas dicas que vão te ajudar a sair das dívidas ou não contraí-las. Confira:

  1. Cartão de crédito não é dinheiro extra: entender isso pode ser a chave para não perder o controle dos gastos. O dinheiro não sai da sua conta imediatamente mas, em algum momento, a fatura tem que ser paga e é preciso ter saldo para quitá-la;
  2. Evite o parcelamento de compras: use apenas o que você tem. Parcelar uma compra tem seus riscos, já que você compromete uma parte do seu dinheiro por meses e não considera que imprevistos podem acontecer;
  3. Não empreste seu cartão de crédito: entenda que único responsável pela inadimplência do cartão é o proprietário. Sendo assim, se aquele amigo ou parente não consegue pagar pela quantia emprestada, você terá que assumir esse gasto ou ficará com o nome sujo;
  4. Reajuste o limite do cartão: muitas instituições liberam um valor bem acima dos ganhos mensais. Nesse caso, se não for possível você mesmo fazer esse ajuste, contate o seu banco e peça um reajuste de limite para algo que condiz com sua realidade financeira;
  5. Controle de ganhos e gastos: conte com um gerenciador financeiro, uma planilha de gastos ou até mesmo um caderninho onde você possa fazer e acompanhar seus registros financeiros.

Ao colocar em prática essas dicas valiosas, você irá notar resultados positivos em breve!

Dúvidas frequentes sobre o assunto

É um percentual de valor mínimo mensal para o pagamento da fatura, estabelecido no contrato com a emissora do cartão de crédito. Caso o valor seja alterado pela instituição, o cliente deve ser avisado com, pelo menos, 30 dias de antecedência.

O rotativo do cartão é uma modalidade de crédito com taxa de juros prefixada e paga por pessoas físicas. Quem define sua porcentagem de cobrança mensal e anual é a própria instituição financeira, com base em avaliações de risco e outros fatores.

Com o parcelamento do saldo devedor, o montante de cada mês será composto pelos seguintes valores, segundo o Banco Central:

  • O valor que entrou no crédito rotativo somado aos juros e impostos do período;
  • A prestação ou prestações resultantes de parcelamentos do saldo devedor de meses anteriores, realizados 30 dias depois do financiamento na modalidade de crédito rotativo;
  • Valor de aplicação do percentual, acordado entre as partes, para pagamento mínimo sobre as compras e dos demais gastos realizados no período.

Tratam-se de linhas de crédito rotativo com o objetivo de financiar capital de giro das empresas.

Afinal, vale a pena entrar no rotativo?

Como a gente pôde analisar, os juros do rotativo podem ser muito elevados não sendo vantajoso para quem está passando dificuldades financeiras.

Por isso, caso chegue ao ponto de não haver saldo para quitar a fatura total do seu cartão de crédito, avalie outras formas de conseguir esse montante, como um empréstimo com juros menores, por exemplo.

Esperamos ter te ajudado a entender mais sobre o crédito rotativo. Mas, se ainda ficou alguma dúvida, deixe seu comentário. Ficaremos felizes em responder!


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


Escrito por Jennifer Figueiredo Jornalista

Jornalista pela Universidade do Oeste Paulista. Uma Redatora que ama café, séries, pets e estar na presença de pessoas queridas.

  • Jornalista;
  • Conteúdo Web e SEO.
.