Melhores Melhores Guias Guias Ferramentas Ferramentas Mobills Mobills
seguros
isca
Não
anual

Seguro de vida: O que é e como funciona!

Fazer um seguro de vida é importante para muita gente. Conheça todos os tipos de seguro e veja qual se encaixa melhor na sua vida!

Artigo escrito por Claudia Borges em 25 de Dezembro de 2021

Você sabe o que é e como funciona um seguro de vida? Ter essa informação é importante na hora de buscar proteção para você e sua família.

Até porque, contratar um tipo de seguro e entender bem as cláusulas do contrato não é uma tarefa fácil! Então, quanto mas pesquisa você fizer antes de fechar negócio, melhor.

Pensando nisso, preparamos um conteúdo que vai te ajudar e tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto, continue lendo!

O que é seguro de vida?

Existem diversos tipos de seguro, e o seguro de vida é um deles. Ele funciona como uma garantia de que, caso algo aconteça com o segurado, a família não fique desamparada financeiramente.

É uma compensação que a seguradora paga, que é um valor estipulado na apólice, para os familiares indicados pelo contratante após sua morte.

Contudo, na prática não é tão fácil. Existem diferentes tipos de seguro de vida e cada um deles oferece um tipo de cobertura. Conheça quais são a seguir.

Tipos de seguro de vida

Antes de falar sobre os tipos de cobertura, é preciso estabelecer que, em um contrato de seguro de vida, existem as seguintes nomenclaturas:

  • Titular: quem contrata o seguro. É quem tem a vida e a saúde assistida. Pode ser individual ou familiar;
  • Beneficiário: quem recebe o valor do seguro caso algo aconteça com o titular. É escolhido pelo titular.

Sendo assim, ao escolher um seguro de vida o titular deve analisar bem quais suas prioridades e objetivos de vida e, principalmente, qual a importância do seguro.

Isso porque, existem diferentes tipos de seguro, que podem atender a diferentes etapas da vida de uma pessoa, veja só:

Tradicional

Com já falamos, é o tipo de seguro que as pessoas mais conhecem, em que um valor pré-estipulado é pago para o beneficiário em caso de morte do titular.

No entanto, no seguro tradicional, caso o titular deixe de pagar as prestações, o valor aplicado não pode ser resgatado.

Resgatável

Muito parecido com o tradicional, contudo na modalidade resgatável, o titular tem a opção de resgatar o valor aplicado, caso não queira continuar com o contrato ou fique endividado e não possa continuar pagando.

Inclusive, o valor é resgatado com acréscimo de juros e correção monetária. O que ode dar uma ajuda na hora de sair das dívidas, não é?

Temporário

É um tipo de seguro contratado por um período específico. Então, suponha que você precise passar uma por uma cirurgia e queira deixar sua família protegida. É possível contratar o seguro apenas para o período desejado.

Ou, durante o período escolar dos seus filhos, para garantir que eles tenham recursos para continuar os estudos. São muitas possibilidades.

No entanto, esse tipo de seguro não é reembolsável. Ou seja, o valor pago não e devolvido ao final do contrato ou com a interrupção dele.

Garantias e coberturas de um seguro de vida

Quando falamos em seguro de vida, e o próprio nome é um forte indicativo, o mais comum é o que faz a cobertura da morte do titular.

Sendo assim, os beneficiários recebem o valor definido da apólice, no caso de morte do titular.

Além disso, esse seguro pode incluir alguns diferentes tipo que podem ser contratados em conjunto ou de forma separada, que são:

  • Assistência funeral;
  • Despesas hospitalares e/ou com médicos;
  • Incapacidade temporária;
  • Invalidez acidental permanente, total ou parcial;
  • Doenças graves.

Importante ressaltar que as coberturas dependem bastante do que a seguradora tem a oferecer e do contrato que o titular está contratando.

Cuidados ao escolher um seguro de vida

Ter um seguro de vida é muito importante e por isso mesmo é preciso tomar alguns cuidados na hora de procurar uma seguradora para contratação.

  • Pesquise bem todas as opções;
  • Escolha uma corretora de segurança;
  • Seja muito sincero no questionário de risco;
  • Leia e entenda todas as cláusulas antes de assinar.

Apólice do seguro de vida

Apólice é o documento que garante aos beneficiários que eles irão receber o valor contratado.

Ele é firmado entre o titular e a seguradora e devem constar todos os detalhes da negociação, como tipo de cobertura e valor da apólice, além dos dados pessoais do titular e beneficiários. 

Quanto custa um seguro de vida?

Quando falamos em seguro de vida é comum que pensem que o valor mensal é alto, mas isso é um engano. O valor pode ser baixo e caber dentro do seu orçamento.

Lógico que alguns fatores podem afetar esse preço, como a seguradora, valor da apólice ou até uma doença que o titular já tenha. 

No entanto, é preciso consultar a seguradora para ter uma informação mais precisa e saber exatamente quanto seria um seguro de vida para você. 

Como é feito o resgate do seguro de vida?

Como falamos, alguns tipos de contrato permitem o resgate de parte do valor investido mesmo que não tenha ocorrido a morte do titular.

Ou seja, é possível reaver parte do valor pago mensalmente. No entanto, é preciso verificar as exigências e carência no contrato de assinatura. 

 Contudo, é bom se atentar ao valor que será resgatado, dependendo do número de parcelas pagas você pode perder dinheiro no resgate. 

Sendo assim, faça as contas e veja se vale a pena resgatar parte do valor ou aguardar o prazo estipulado para resgate total, que é em média de 10 anos.

Vale a pena ter um seguro de vida?

Se você se preocupa com o bem estar financeiro da sua família e teme não estar por perto para manter essa segurança, então a resposta é sim, vale a pena. 

Ter um seguro de vida dá mais confiança às pessoas que não querem deixar um ente querido em dívidas funerárias, por exemplo. 

Além disso, é possível fazer o resgate do valor total da apólice após o prazo estipulado, o que ajuda também em vida, em caso de aperto financeiro.

De toda forma, é preciso analisar bem o orçamento financeiro e verificar se a parcela se encaixa sem aperto, para assim tomar uma decisão mais acertada.



Escrito por Claudia Borges Analista de Conteúdo

Jornalista em formação, apaixonada por boas histórias e por transformar a vida das pessoas através da educação financeira.

  • Jornalista;
  • Redatora Mobills.

Assine a Newsletter Mobills
Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!