Melhores Melhores Guias Guias Ferramentas Ferramentas Mobills Mobills
emprestimos-e-dividas
isca
Não
semestral

O que é inadimplência? Saiba como deixar de ser inadimplente!

Estar inadimplente pode impactar negativamente várias áreas da sua vida, seja no âmbito financeiro ou não. Por isso, saiba mais sobre o assunto e como deixar de ser inadimplente!

Artigo escrito por Ranielle Oliveira em 25 de Fevereiro de 2022

Saber o que é inadimplência é algo muito importante, pois, devido ao baixo nível de pessoas educadas financeiramente, existe um número alto de pessoas com dívidas e contas em aberto no Brasil.

Em 2020, o número de pessoas inadimplentes aumentou. Por isso, mais de 62 milhões de brasileiros estão com contas atrasadas.

Sendo assim, é muito importante a realização de um planejamento financeiro eficiente para que os níveis de inadimplência sejam cada vez mais baixos.

Ou seja, por meio da organização das finanças, é possível sair das dívidas e limpar o nome.

Mas, o que é inadimplência e quais as suas consequências na vida das pessoas? Leia o artigo completo e tire, então, todas as suas dúvidas sobre o assunto!

Vamos lá? Boa leitura!

O que é inadimplência?

Inadimplência é o que acontece quando o consumidor deixa de efetuar o pagamento de uma dívida e ela fica em aberto.

Ou seja, ao faltar com o pagamento de uma dívida até o prazo estipulado, seja ela pequena ou grande, o consumidor passa a ser inadimplente, o que contribui para que o indivíduo fique com o CPF irregular e vá para a lista de inadimplência dos principais birôs de crédito, como o SPC e o Serasa.

O que significa inadimplente?

Ao deixar um valor em aberto, passando do prazo limite de pagamento, o consumidor se torna inadimplente.

Um exemplo simples e prático pode ser quando alguém contrata um empréstimo, mas não efetua o pagamento na data prevista no momento do acordo.

Outro exemplo é quando um consumidor faz uma compra no cartão de crédito e não efetua o pagamento da fatura no prazo definido pela empresa do cartão.

Com isso, é correto afirmar que ser inadimplente é uma consequência da inadimplência. Por isso, cuide do seu orçamento pessoal e não contraia dívidas que não pode pagar.

Dívida e inadimplência: Qual a diferença entre elas?

Uma pessoa endividada é aquela que possui dívidas acumuladas em seu nome, mas que no momento não possui capital para se libertar desses débitos.

Por outro lado, a pessoa inadimplente é aquela que, mesmo depois do prazo limite do pagamento, ainda não possui capital para pagar a dívida. Ou seja, o inadimplente é aquele que não cumpre com seus compromissos financeiros.

De maneira simples, os dois conceitos podem ser resumidos assim:

  • Dívida: valor em aberto acumulado, que será pago no momento em que o valor estiver disponível nas mãos do consumidor;
  • Inadimplência: valor em aberto que já passou do prazo limite e o consumidor se isentou da responsabilidade de pagamento.

Principais motivos que te deixam inadimplente

Há alguns motivos que tornam alguém inadimplente. Entre eles, por exemplo, está a ausência de educação financeira.

Outros motivos para a inadimplência podem ser:

  • Desemprego;
  • Diminuição inesperada no salário;
  • Falta de um plano financeiro;
  • Falta de controle financeiro;
  • Atraso de salário; e
  • Limite de crédito alto para o consumidor que não tem renda suficiente.

Agora que você já sabe o que é inadimplência, confira a seguir dicas do que pode ser feito para que você conquiste de volta sua saúde financeira.

Mobills: Finanças e Cartões

Avaliação Mobills
4.5 300
Avaliação Mobills
URL verificada
Plataforma Android, iOS e Web.
Funcionalidades Controle de contas, cartões planejamentos e objetivos.
Preço Menos de R$8,40 por mês para ter suas contas em dia.
Benefícios App com ótima usabilidade e Design.
URL verificada
  • Mais detalhes do Mobills
    • Conecte suas contas e cartões: Saiba para onde o seu dinheiro está indo com nossas integrações automáticas. Gerencie todos os seus gastos e evite o cheque especial, o empréstimo com maior taxa de juros do mercado;
    • Monte um planejamento financeiro: Faça orçamentos mensais e mantenha seus gastos sob controle. Defina alertas para evitar passar do seu limite de despesas;
    • Crie objetivos: Determine metas para alcançar os seus sonhos. Quer comprar uma casa, fazer uma viagem? Crie objetivos no app e realize os seus desejos.

Dicas para deixar de ser inadimplente

Deixar de ser inadimplente não é uma tarefa tão simples, pois vai exigir sacrifícios da sua parte. Mas, caso esteja disposto a ter de volta o controle da sua vida financeira , os passos a seguir podem te ajudar:

  • Entenda com o que seu nome está comprometido;
  • Procure os credores para verificar o melhor acordo possível para as contas em aberto;
  • Ao negociar com os credores, procure fazer o pagamento no prazo certo;
  • Só compre algo se realmente tiver condições de pagar;
  • Gaste menos do que você ganha;
  • Tenha uma reserva de emergência para imprevistos financeiros; e
  • Tenha um aplicativo para o controle dos seus gastos.

Com mais de 10 milhões de downloads, o gerenciador financeiro da Mobills é uma referência no mercado.

Com ele, você pode controlar a entrada e saída de dinheiro a fim de ter um controle eficaz das suas finanças pessoais.

Dúvidas frequentes sobre o assunto

Quando uma pessoa fica inadimplente, o nome fica automaticamente restrito no mercado de crédito. Ou seja, linhas de crédito, como cartões ou empréstimos, dificilmente serão aprovadas utilizando seu nome.

A probabilidade de inadimplência, também conhecida como probabilidade default, diz respeito à gestão de risco de crédito de cada consumidor. Assim, de maneira resumida, é basicamente a chance de um cliente faltar com a quitação de qualquer tipo de dívida.

Existem 4 tipos de inadimplentes. O primeiro é o ocasional que, por conta de um imprevisto, não conseguiu pagar a dívida.

O segundo é o crônico, que sempre atrasa suas dívidas. Já o terceiro é o devedor negligente, o qual é mais descontrolado.

Por fim, o quarto tipo de inadimplente é o mau pagador, que não está aberto a negociações e tão pouco se incomoda com as medidas adotadas durante a cobrança.

A principal consequência de ser inadimplente é ter o nome registrado nos serviços de proteção ao crédito, como o SPC e o Serasa. Esse registro é popularmente conhecido como ter o “nome sujo”.

Importância de manter o nome limpo

Se estar inadimplente tem relação com nome sujo, não estar inadimplente significa estar com o nome limpo e fora dos serviços de proteção ao crédito.

Portanto, o nome limpo é importante por muitos motivos. Um deles é a sua saúde financeira, que pode influenciar diretamente na sua qualidade de vida.

Ademais, se você passar por imprevistos que precisem de cartão de crédito ou, até mesmo, de empréstimos, ter o nome fora da lista de inadimplência dos birôs de crédito já é um passo muito importante para conseguir.

Portanto, agora que você já sabe o que é inadimplência, procure afastar-se dos possíveis motivos que podem te tornar um consumidor inadimplente.

VEJA TAMBÉM

Compartilhe este conteúdo


Escrito por Ranielle Oliveira Analista de conteúdo

Experiente na área de revisão de textos, criadora de conteúdo de finanças pessoais para web e redes sociais e apaixonada por escrever textos com uma linguagem clara e de fácil entendimento para os leitores.

  • Graduanda em Letras pela Universidade Estadual do Ceará.

Assine a Newsletter Mobills
Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Você também vai gostar


🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

2 comentários publicados nesse artigo
    08/08/2021 às 13:46

    Olá, não tenho dúvida , mas preciso de uma ajuda!
    Estava com minha vida batendo no limite mas honrando os compromissos , veio a pandemia e tive redução inesperada do salário, então hj Tenho gasto de 8000, e ganho cerca de 6500. Tá difícil mas estou negociando algumas dividas e cobrindo as menores dividas , estou no caminho certo ou tenho q fazer ao contrário?

      09/08/2021 às 09:50

      Você está no caminho certo, Marcio. Mas, precisa buscar reduzir seus gastos o quanto for possível, pois senão você sempre vai ficar acumulando dívidas. Além disso, sempre tente pagar primeiro aquelas dívidas que têm os juros mais altos.

.