Melhores Melhores Guias Guias Ferramentas Ferramentas Mobills Mobills
emprestimos-e-dividas
isca
Não
semestral

Saiba como fazer um empréstimo no banco

Descubra tudo sobre como fazer um empréstimo no banco. Separamos dicas e melhores formas de fazer. Leia o artigo completo para saber.

Artigo escrito por Equipe Mobills em 29 de Maio de 2022

Tão importante quanto saber como fazer um empréstimo no banco, é também se organizar para pagar corretamente o valor solicitado a fim de evitar o endividamento.

Então, é primordial ir em busca das melhores opções de crédito, conferir as taxas de juros e outros detalhes que fazem muita diferença durante essa contratação.

Por esse motivo, hoje preparamos uma série de dicas de como fazer um empréstimo confiável no banco para te ajudar. Confira agora mesmo!

Como contratar um empréstimo no banco

Para contratar um empréstimo pessoal no seu banco é fundamental que, antes de qualquer coisa, você tenha uma boa relação com ele.

Em suma, isso significa que você não deve ter qualquer tipo de pendência financeira junto a instituição financeira e ainda ser um cliente ativo, que movimenta a conta e faz os pagamentos em dia.

Isso porque, ter um relacionamento saudável entre você e o seu banco facilita e muito a contratação do empréstimo.

No entanto, não se limite apenas a instituição financeira na qual você é correntista, há vários correspondentes bancários e até mesmo bancos que liberam empréstimo online.

Contudo, para ser aprovado é interessante que você não tenha restrições no seu nome, pois um bom histórico financeiro facilita também a aprovação. 

Na hora de contratar, você pode decidir entre fazer um financiamento ou um empréstimo que vai depender do que você deseja.

Diferença entre empréstimo e financiamento

Vale a pena entender a diferença entre empréstimo e financiamento antes de conferir as dicas de como fazer um empréstimo no banco propriamente.

Então, ambos são formas de conseguir a liberação de recursos junto ao banco, mas existe uma diferença notável entre eles: a finalidade de uso!

Quando se fala em financiamento, existe uma finalidade específica para o uso do valor liberado e que é alinhado junto ao banco. Geralmente, para a compra de um imóvel ou automóvel.

Em contrapartida, o empréstimo não precisa de um motivo para a solicitação e não é necessário justificar o uso para instituição financeira.

Além disso, há outras diferenças também: o empréstimo é menos burocrático e exige menos documentos que o financiamento.

Porém, é que a taxa de juros do financiamento é mais atrativa e os prazos de pagamento são maiores nesta modalidade.

Finalidade para o crédito desejado

Agora que você entendeu esta diferença, é o momento de conferir as dicas de como fazer um empréstimo no banco. Então, um dos principais detalhes a se considerar é a finalidade do crédito desejado.

Logo, isso significa que você precisa entender como será feito o uso do dinheiro liberado pelo banco para ir atrás da melhor modalidade.

Por exemplo, se você precisa de um empréstimo para a compra de um carro, o financiamento é a melhor opção, pois a taxa de juros é mais baixa e as condições são mais atrativas.

Contudo, se você precisa de dinheiro para sair das dívidas, vale a pena considerar o empréstimo consignado ou pessoal, o que estiver disponível para você.

Portanto, ter este entendimento inicial da finalidade do crédito desejado irá nortear as demais dicas de como fazer um empréstimo no banco.

Inclusive, analisar a finalidade do uso do crédito é uma boa forma de evitar pedir empréstimo por impulso também.

Avalie as taxas de juros do empréstimo

Após a etapa anterior, a dica seguinte é calcular a taxas de juros propostas pelas instituições financeiras.

Assim, aproveite os simuladores de empréstimo online que boa parte dos bancos disponibilizam para conferir as condições dadas.

Desse modo, é possível ter uma dimensão mais realista de como o empréstimo vai impactar na sua vida financeira.

Lembre-se de não fechar na primeira simulação. Por mais interessante que ela possa parecer, é sempre válido ir em busca de mais alternativas no mercado.

Confira o custo efetivo total (CET)

Você não deve se limitar exclusivamente às taxas de juros praticadas no empréstimo. Afinal de contas, por mais que esta informação diga sobre o quanto você vai pagar, ela não traz uma visão completa da realidade.

Para ter esse panorama é necessário conferir o Custo Efetivo Total (CET), que envolve:

  • Encargos;
  • Taxas;
  • Tarifas ao longo do período.

Sendo assim, são detalhes que podem parecer pequenos, mas que fazem total diferença, confira também a taxa de IOF.

Ora, se o custo efetivo total de um banco for muito alto, de nada adianta ele estar ofertando taxa de juros baixas, pois no final de tudo você ainda vai estar pagando caro.

Em outras palavras, não se limite somente a porcentagem de juros, avaliar o valor total é essencial quando se fala em como fazer um empréstimo no banco.

Confira o prazo, multas e demais taxas

Para pedir o empréstimo no banco que melhor atenda às suas necessidades ainda é necessário que você tenha atenção a outros detalhes, como o prazo de pagamento.

Então, o indicado é que o seu prazo de pagamento seja o mais realista possível e dentro das suas possibilidades. Geralmente, no empréstimo pessoal, quanto maior o prazo maior tende a ser os juros também.

Por essa razão, vale a pena avaliar em conjunto as parcelas e o prazo, vendo aquela condição que melhor cabe no seu orçamento.

No entanto, há outro fator também que merece uma análise atenciosa, que são as multas e demais taxas.

Você precisa ter consciência de quais serão os encargos que podem incidir sobre as suas parcelas em caso de atraso, isso permite uma melhor programação dos pagamentos da parcela.

Contrate o seu empréstimo

Para finalizar toda a etapa de como fazer um empréstimo no banco, é chegado a hora da contratação em si: o momento mais esperado!

Como já citado anteriormente, é possível contratar empréstimo online, pois boa parte das instituições financeiras contam com este recurso hoje e que facilita e muito a vida dos clientes.

Então, ao seguir todas as dicas, confira qual documentação o banco pede para liberar o dinheiro na sua conta, que depende diretamente do tipo de empréstimo.

Por fim, é só buscar se informar sobre a forma de pagamento do empréstimo, visto que ela pode ser no boleto ou depósito bancário.

Sendo assim, programe-se e simule o empréstimo para garantir o pagamento em dia e evite juros que encarecem ainda mais o seu empréstimo.


Compartilhe este conteúdo


Escrito por Equipe Mobills Redator Web

Por trás da Mobills temos um time de sonhos, de coragem, criatividade e inovação, unido por um propósito em comum: gerar liberdade financeira.


Assine a Newsletter Mobills
Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Você também vai gostar