Reserva de emergência: o que é, como montar e se proteger contra imprevistos financeiros

Independente da sua organização e do seu planejamento, situações inesperadas irão acontecer. Então, aprenda como se proteger contra imprevistos financeiros!

Artigo escrito por Larissa Brioso em 23 de Novembro de 2020

Cofre com moedas representando uma reserva de emergência

Reserva de emergência: o que é, como montar e se proteger contra imprevistos financeiros

Banner Mobills

Mesmo que você seja uma pessoa com uma vida equilibrada, que planeja cada gasto que vai ter, ainda assim existirão vários aspectos da sua vida que não vão estar totalmente sob o seu controle.

Dessa maneira, uma coisa é certa: imprevistos acontecem. De forma que alguns imprevistos são capazes de mudar todos os seus planos e a sua vida financeira.

Assim, ter aquele dinheirinho guardado para te salvar naqueles momentos de aperto no fim do mês ou numa situação imprevista, pode te dar uma grande tranquilidade.

Portanto, é importante economizar dinheiro e guardar um valor para eventuais momentos de necessidade ou imprevistos que possam ocorrer.

Este valor é bastante conhecido como reserva de emergência.

Se você quer entender o que é e como montar a sua reserva de emergência, continue lendo este texto! Pois, preparamos um conteúdo especial para você.

Vamos lá?

Como contornar dificuldades financeiras

Muitas pessoas sofrem para pagar as contas por não possuírem uma educação financeira sólida. Assim, muitas pessoas não conseguem guardar dinheiro sequer para uma situação imprevista.

Metade dos consumidores brasileiros precisaram recorrer a financiamentos, empréstimos, cartão de crédito ou crediário em agosto de 2019.

É o que mostrou uma pesquisa da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) divulgada em outubro de 2019.

Assim, nessas situações inesperadas, como bater um carro, ter que repor um eletrodoméstico, situação de doença ou desemprego, por exemplo, ter uma reserva de emergência pode te livrar do constrangimento de recorrer a empréstimos de amigos ou familiares.

Da mesma forma, ter uma reserva para imprevistos também pode te livrar de ter que pegar dinheiro emprestado no banco e posteriormente sofrer com as altas taxas de juros praticadas no mercado.

Sob o mesmo ponto de vista, quando você não forma a sua reserva de emergência, tanto o seu presente quanto o seu futuro ficam comprometidos.

E esse é um tipo de erro que você não pode mais cometer.

O que é uma reserva de emergência?

As dívidas impagáveis se formam justamente porque a maioria das pessoas não se organizam para imprevistos que exigem o desembolso de uma considerável quantia de dinheiro.

Para não se apertar nessas situações, é fundamental ter uma reserva de dinheiro para emergências.

Ela será seu porto seguro caso ocorra qualquer evento imprevisto que esteja fora dos seus planos.

Muitas pessoas não fazem uma reserva financeira por falta de conhecimento sobre assuntos relacionados às finanças pessoais, ou mesmo por acharem desnecessário.

Contudo, mas uma coisa é certa: ter uma reserva de emergência pode tornar a sua vida muito mais tranquila.

Dessa maneira, ter o objetivo de possui uma quantia em dinheiro para situações imprevistas deve ser uma prioridade.

Além disso, uma reserva para emergências deve ser formada antes de qualquer investimento que você pense em fazer.

Assim, você não deveria pensar em multiplicar o seu patrimônio sem antes formar uma reserva de emergência para as possíveis eventualidades.

Como montar uma reserva de emergência?

Antes que você comece a poupar para montar a sua reserva de emergência, é preciso fazer um autoexame para conhecer a sua situação financeira.

Dessa maneira, é importante que você conheça o seu rendimento mensal líquido (descontando os impostos) e o quanto você gasta para que você possa organizar as suas contas e fugir do vermelho.

Assim, ficará ainda mais fácil conhecer a sua atual situação financeira e, com isso, poder eliminar gastos desnecessários e planejar melhor as suas finanças pessoais.

Qual o valor da sua reserva de emergência?

Os seu gastos mensais podem servir como um bom parâmetro para definir o tamanho da sua reserva financeira.

No entanto, o mais conveniente é montar uma reserva que seja suficiente para cobrir suas despesas por, no mínimo, 3 meses.

Assim, caso você seja um servidor público e tenha elevada estabilidade no emprego, uma reserva de emergência equivalente a 3 meses dos seus gastos mensais certamente já seria suficiente.

Mas, se você é um profissional autônomo, uma reserva de emergência mais volumosa, equivalente a cerca de 12 vezes os seus gastos mensais, é o mais adequado.

Montando sua reserva de emergência

É importante que você defina um planejamento financeiro para montar a sua reserva de emergência.

Vale lembrar que você não precisa aportar todo o valor que você definiu para a sua reserva em uma única vez, mas muito pelo contrário. Você deve aportar os valores que você estabeleceu no seu planejamento aos poucos!

Ou seja, aportar um valor correspondente a algo entre 5% e 10% do seu ganho mensal já é o suficiente para montar o seu “colchão financeiro”.

Contudo, é importante ter em mente que esse dinheiro reservado só deve ser usado para bancar despesas essenciais e imprevistas.

Portanto, é importante que você tenha autocontrole para não gastar a sua reserva de emergência de forma desnecessária com itens supérfluos.

Reserva de emergência: qual o melhor investimento?

É importante entender que quando falamos de reserva de emergência, rendimento não é o aspecto mais importante.

O que realmente importa é que o investimento escolhido possa ser resgatado logo que seja necessário.

Sabendo disso, a sua reserva de emergência deve apresentar três atributos importantes: segurança, liquidez e baixa volatilidade.

Agora vejamos quais são as opções mais interessantes para guardar a reserva de emergência.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um título público emitido pelo governo que constitui o conhecido Tesouro Direto. Ou seja, o risco de o investidor perder o valor aplicado é o risco de o país quebrar.

Vemos essa possibilidade como sendo a mais baixa entre os emissores de títulos de dívida.

Assim, o Tesouro Direto tem o menor risco de crédito do mercado, já que, em última instância, o governo pode até imprimir dinheiro para honrar as suas contas.

Os recursos do Tesouro Selic estão disponíveis para resgate diariamente, caindo na sua conta no dia seguinte a requisição de resgate (D+1).
 
Além disso, a rentabilidade do Tesouro Selic é diária, ou seja, todos os dias você poderá observar um incremento no investimento.

CDBs – Certificados de Depósito Bancário

Alguns CDBs (Certificados de Depósito Bancário) com liquidez diária também possuem essas características.

Vale lembrar que esses investimentos são tão seguros quanto a caderneta de poupança, e ainda podem apresentar elevada liquidez e rendimento superior.

Os CDBs são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), o qual garante valores até R$ 250 mil por CPF.

Assim, caso o banco quebre, o FGC ressarce o investidor até o limite de R$ 250 mil.

Bancos digitais

O Picpay e o Nubank também oferecem opções interessantes para guardar a sua reserva de emergência.

Além da facilidade para usar o dinheiro da conta para pagar contas ou fazer transferências, o dinheiro guardado vai render.

No caso do Nubank, você irá receber um rendimento referente a um o Recibo de Depósito Bancário (RDB) que corresponde a 100% do CDI.

Já no Picpay, você conseguirá uma rentabilidade de 210% do CDI.

Nada mal, não é?

Conclusão

Montar uma reserva de emergência deve ser uma prioridade para um planejamento financeiro de sucesso.

Assim, ao ter um valor suficiente e disponível aplicado com inteligência em investimentos com alta liquidez, seguro e com baixa volatilidade, você estará seguro no momento em que ocorrer algum imprevisto.

Por isso, é muito importante planejar e montar a sua reserva financeira para garantir sua segurança e tranquilidade.

Mas, se você está com um orçamento apertado ou quer controlar melhor o seu dinheiro, sugiro que utilize o Mobills – o melhor aplicativo de controle financeiro do Brasil – para organizar as suas finanças pessoais.

Comente, nos siga nas redes sociais e compartilhe este conteúdo!

O que achou do artigo sobre como montar uma reserva de emergência?

Se gostou, então, cadastre-se na nossa Lista Vip para receber as novidades em primeira mão e compartilhe esse post com seus amigos e familiares que possam se interessar.

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, sugira novos temas e deixe seu comentário!

Quer acompanhar nosso conteúdo no Instagram? Siga @mobillsedu!

Não deixe, também, de acessar o canal do Mobills no Youtube.


VEJA TAMBÉM:


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


6 comentários publicados nesse artigo
    07/06/2021 às 17:25

    Eu achei legal bem bacana bem divertido fazer

      08/06/2021 às 09:25

      Com certeza, Jessica. À medida que vemos nossa reserva crescendo, nos sentimos mais seguros e motivados e buscar outros objetivos financeiros.

    06/03/2021 às 23:16

    Já utilizo o Mobills Premium há mais de 4 anos e sou muito satisfeito com essa excelente plataforma. Super recomendo a todos. Incluindo esta matéria (que já teve o assunto abordado anos atrás) sempre aprendo muito e venho conseguindo me organizar financeiramente. Já equilíbrei os meus gastos e estou montando a minha reserva de emergência! O próximo passo é criar a minha carteira de investimentos. Parabéns pelo importante trabalho que a equipe Mobills oferece a nós brasileiros.

      08/03/2021 às 08:12

      Muito obrigado pelo feedback, Mauro. Mensagens como essa nos motivam a continuar melhorando nossa plataforma para que possamos ajudar cada vez mais pessoas.

    26/11/2020 às 11:30

    De ótimo entendimento, depois que conheci este aplicativo, tem me ajudado a saber onde estava gastando e economizar.
    Obrigada, por sempre estaremos me ajudando com minhas dúvidas.

      27/11/2020 às 09:41

      Que demais saber disso, Kely! Nossa missão é transformar sua vida financeira para melhor. Nos ajude compartilhando nosso conteúdo para que mais pessoas possam aprender sobre educação financeira. =D

🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


Escrito por Larissa Brioso Educadora Financeira

Larissa Brioso, formada em Economia, é Educadora Financeira da Mobills. Possui experiência na área de marketing, SEO e criação de conteúdo com ênfase em Educação Financeira.

  • Editora-chefe do Blog Mobills;
  • Formada em Economia;
  • Estudante de Gestão de Negócios e Marketing.
.