Saiba como escolher as melhores empresas de dividendos em 2021

O investimento com objetivo de construir renda passiva é uma ótima estratégia. Leia o artigo e saiba como receber dividendos consistentes!

Artigo escrito por Marcos Vitor em 25 de Janeiro de 2021

Imagem de duas pessoas segurando dinheiro representando o tema melhores empresas de dividendos

Se você chegou até aqui, provavelmente tem interesse em saber como analisar as melhores empresas de dividendos. Então, fica com a gente até o fim, pois tem muita informação bacana!

O mundo dos investimentos é muito amplo, com uma infinidade de estratégias que se adequam aos mais diversos perfis de risco e aos mais diferentes objetivos financeiros

Então, criou-se uma numerosa quantidade de ativos diferentes para cada uma dessas estratégias.

Dentre essas estratégias, uma que tem ganhado bastante adeptos nos últimos anos é o investimento com o objetivo de criação de renda passiva.

Renda passiva é aquele valor que não está vinculado ao esforço de uma atividade, ou seja, que você recebe sem trabalhar.

Sim, você precisa trabalhar para conseguir o dinheiro para investir em ativos que te gerem essa renda passiva, mas depois que você investe, os valores caem automaticamente sem necessidade de mais trabalho.

Por exemplo, você já ouviu alguém dizer que se ganhar na Mega Sena vai aplicar o dinheiro e viver só dos juros? Esse é um caso de renda passiva.

Essa estratégia tem atraído muitas pessoas que desejam se aposentar mais cedo ou até mesmo complementar o valor que receberão da previdência social.

Existem dois ativos principais que são usados para esse fim: as ações e os fundos imobiliários, pois pagam proventos (no caso das ações, o nome mais específico é dividendo).

Hoje, nós vamos mostrar como você pode criar essa renda passiva através ações, mas sugerimos que estude também sobre os Fundos de Investimento Imobiliários.

Entretanto, para podemos concluir se essa estratégia se adeque ao nosso perfil, precisamos entendê-la melhor. Vamos lá?

O que são dividendos (ou proventos)?

Quando você se torna sócio de uma empresa, você adquire o direito de participar dos lucros dela.

Nesse sentido, os dividendos são a parcela do lucro que a companhia distribui aos acionistas (aqueles que detêm ações da empresa).

Contudo, nem todas as empresas distribuem a mesma proporção de seus lucros na forma de dividendos, algumas preferem reinvesti-los para o crescimento do negócio.

Talvez, você se pergunte: por que todas as empresas não escolhem reaplicar os lucros para expandir mais?

Aqui, nós precisamos tratar sobre a fase de maturação da empresa. Confira a seguir!

Fase de maturação

A fase de maturação é o estágio de crescimento em que determinada firma está e de posicionamento no mercado que ela detém.

Crescimento

Quando uma empresa inaugura, ela não tem muitos clientes, muita parcela de mercado nem muita receita. Então, o objetivo principal dela é conquistar esses três componentes.

Nessa fase inicial, espera-se um crescimento rápido, pois qualquer novo grupo de clientes, por exemplo, será muito significativo no total de clientes que a firma tem.

Portanto, para obter essa expansão acelerada, ela tem que reinvestir constante, seja em marketing, seja em aperfeiçoamento do produto ou serviço.

A ideia por trás dessa atitude é que o meio de obter maior rentabilidade para o capital é o reinvestimento do lucro.

Consolidação

Depois que a empresa está consolidada, já tem muitos clientes, detém uma grande parcela de mercado e a receita é robusta, não é mais possível alcançar um crescimento exponencial.

Qualquer grupo de novos clientes representa uma parcela pequena do total que a companhia possui, e estes clientes, por sua vez, gerarão uma pequena receita se comparada a que a empresa já possui.  

Dessa forma, a empresa não consegue tanta rentabilidade para o seu capital quanto conseguia no início, mesmo que ela invista uma fortuna em aquisições de outras firmas ou no aprimoramento do produto ou serviço.

Por isso, a gestão da companhia decide que é preferível distribuir o lucro aos acionistas ao invés de buscar uma rentabilidade para esse capital.

Nessa fase, a empresa deixa de ser uma empresa “de crescimento” para se tornar uma empresa “de dividendos”.

É um período em que ela distribui uma parcela cada vez maior do lucro aos sócios (até o nível em que a gestão julga como o ideal) e usa uma parcela cada vez menor em reinvestimento (sem nunca chegar a zero, pois a empresa nunca vai abrir mão de buscar crescimento).

Além disso, é importante entender que a fase de maturação da empresa não se resume apenas nos extremos “crescimento” e “dividendos”.

Na realidade, uma companhia pode se encontrar em algum nível entre essas duas fases.

Tudo que foi dito acima é fundamental para que você possa analisar uma empresa e possa tomar a melhor escolha para a sua carteira de investimentos.

Empresas de dividendos

As empresas que pagam muito provento são as que têm duas características que já falamos: são consolidadas em seu mercado e com crescimento lento.

Por ser uma firma já consolidada, com uma marca forte, grande número de clientes e uma grande receita, é uma companhia muito segura, que tem a capacidade de atravessar crises e competir com novos concorrentes.

Por essa razão, não se espera que ela vá variar muito no curto prazo em relação ao seu preço atual, ou seja, não há expectativa de forte subida ou de forte queda no preço das ações.

Então, o maior atrativo para se investir em empresas desse tipo são os dividendos.

Com que frequência os proventos são distribuídos?

A empresa é que determina a frequência de distribuição dos dividendos. Algumas distribuem mensalmente, outras trimestralmente etc.

Assim, o ideal é você ter ações de várias companhias na sua carteira, pois, assim, você diminui o risco de se expor a uma só firma e possibilita um recebimento mais frequente dos dividendos.

Principais vantagens das empresas de dividendos

O grande atrativo dos proventos é que eles são um tipo de renda passiva, que, como foi dito, é aquele valor que você recebe sem precisar trabalhar.

É óbvio que você vai querer trabalhar mais, para investir mais e ganhar mais renda passiva até o ponto em que você possa viver apenas da renda proveniente das suas aplicações.

Diante do que foi dito, você pode perceber que as ações pagadoras de dividendos são mais adequadas para aqueles que são mais conservadores (pelo menor risco da empresa), aqueles que querem diminuir a volatilidade da carteira (pela menor variação no preço das ações) e/ou para aqueles que querem construir uma carteira que gere renda passiva.

Mas, surge outro questionamento: como eu posso escolher ações de boas empresas que pagam bons proventos?

Escolhendo as melhores empresas de dividendos

Quando você tem uma estratégia de dividendos e vai analisar uma companhia, precisa ficar atento a alguns indicadores e a algumas características contábeis.

Primeiro, repare nesses dois múltiplos:

Dividend Yield

Esse indicador mostra quanto a empresa pagou de provento por ação nos últimos 12 meses em relação ao preço de cada ação.

Ter essa informação é importante porque vai te ajudar a ter noção de quanto ela vai pagar nos próximos 12 meses.

Se uma companhia tem um DY de 4%, significa que ela pagou, no último ano, 4% de dividendo em relação ao preço da ação

Portanto, se você tiver 10.000 reais investidos nela, recebeu cerca de 400 reais em proventos no ano anterior.

Contudo, fique alerta. Uma oscilação repentina e significativa no preço pode distorcer a informação transmitida por esse indicador.

Por exemplo, vamos supor que o preço de uma ação é 100 reais e ela distribuiu 2% em proventos no último.  Se, por acaso, for descoberto algum escândalo que pressione o preço da ação para 25 reais, o Yield vai para 8%.

Assim, você pode ser levado a achar que a empresa é melhor pagadora do que efetivamente é.

Na verdade, o que aconteceu na realidade foi uma mudança brusca no denominador do cálculo causando uma distorção no indicador.

Payout

Esse indicador revela quanto do lucro líquido da empresa é distribuído na forma de proventos.

Isso significa que a partir desse indicador você poderá ter noção se a empresa é uma empresa que distribui muito ou pouco do seu lucro líquido aos acionistas.

Normalmente, empresas com Payout maior que 50% são empresas já consolidadas e que estão em uma fase avançada de maturação.

Por outro lado, se esse índice for menor que 30-40%, é uma empresa que ainda necessita reinvestimento constante no negócio para crescimento.

Além de analisar esses dois indicadores, você necessita fazer uma análise da qualidade desses dividendos que são pagos e para isso você deve olhar:

Consistência do lucro

Não basta distribuir muito dividendo, é preciso distribuir de modo sustentável.

O melhor dividendo é aquele que revela que a empresa está tendo ótimos resultados e que esses resultados são consistentes, ou seja, tendem a se consolidar e crescer.

Histórico do pagamento dos dividendos

Não adianta adquirir uma companhia que distribuiu muito no ano passado, mas que não fez o mesmo nos anos anteriores e não tem a perspectiva de fazer nos anos vindouros.

O ideal é investir em firmas que pagam dividendos anuais que são constantes e crescentes.

Histórico de lucro da empresa

Uma empresa que não lucra não tem a capacidade de pagar proventos, então esse é um indicador fundamental.

Observe o crescimento e a fonte do lucro, ao mesmo tempo que você analisa se esse lucro tende a crescer no longo prazo.

Estágio de crescimento

Ninguém quer investir em uma pequena empresa que está distribuindo o lucro quando na verdade deveria estar aplicando no negócio.

Se essas dicas forem seguidas, certamente você será capaz de escolher boas ações pagadoras de dividendos, que terão lucros consistentes e crescentes no longo prazo.

Setores do mercado das melhores empresas de dividendos

Antes de concluir, quero deixar uma dica para auxiliar nos seus futuros estudos para construir uma carteira sólida de boas pagadoras de dividendos.

Existem dois setores na bolsa que têm o histórico de deter empresas que conseguem repassar boa parte do lucro aos acionistas: elétrico e financeiro.

Nesses setores, existem empresas que já estão consolidadas em seus mercados, com boas margens de lucro e baixa necessidade de reinvestimento.

No caso do setor financeiro, é importante lembrar que o Brasil tem uma das taxas de juros para tomada de crédito mais altas do mundo. Além disso, quatro bancos detêm a maioria dos clientes do país e do lucro do setor.

Por outro lado, o setor elétrico, especialmente as empresas de transmissão de energia, tem uma boa previsibilidade das receitas, pois os contratos são de longa duração, e é regulado de forma que dificulta a entrada de novos concorrentes.

Dessa forma, as companhias destes dois setores estão entre as que mais pagaram dividendos nos últimos 10 anos.

Entretanto, é possível encontrar, em outros setores, firmas que distribuem boa parte do seu lucro aos sócios.

Por fim, preciso enfatizar novamente a importância da diversificação. Esta vai diminuir o risco total da sua carteira e vai aumentar a frequência do recebimento da renda passiva.

Portanto, tenha empresas de mais de um setor, com características de negócios diferentes e que distribuem seus resultados com uma periodicidade diferente.

Conclusão

Até aqui, te mostramos o que é são dividendos, porque uma empresa os distribui e como escolher uma ação de uma companhia que tem a característica de pagar altos dividendos.

Se o seu objetivo for a construção de um portfólio que te gere renda passiva, você será muito bem sucedido se escolher as melhores empresas de dividendos.

Para isso, você necessita de conhecimento sobre o assunto que tratamos e a disciplina para fazer uma análise rigorosa dos ativos.

Construir uma renda passiva que consiga cobrir boa parte dos seus gastos mensais é uma ótima forma de alcançar a tão sonhada liberdade financeira.

Comente, nos siga nas redes sociais e compartilhe este conteúdo!

Gostou de aprender como investir na bolsa de valores e comprar as melhores ações?

Se gostou, então, cadastre-se na nossa Lista Vip para receber as novidades em primeira mão e compartilhe esse post com seus amigos e familiares que possam se interessar.

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, sugira novos temas e deixe seu comentário!

Quer acompanhar nosso conteúdo no Instagram? Siga @mobillsedu!

Não deixe, também, de acessar o canal do Mobills no Youtube.


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


    4 comentários publicados nesse artigo
      12/03/2021 às 19:26

      Foi muito importante esses conteúdos, tive um grande aprendizado. Vou estudar mais.

        15/03/2021 às 09:02

        Excelente, Cleizi. A mentalidade é essa mesmo: sempre buscar conhecimento. Assim, nossas análises vão ficar cada vez melhores.

      05/02/2021 às 09:12

      Muito bom o conteúdo!

        08/02/2021 às 07:59

        Que bom que gostou, Marcel. Temos certeza que agora você está muito mais apto para escolher as melhores empresas de dividendos. Fique à vontade para dar uma olhada nos nossos outros artigos sobre investimento.

    🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

    Notifique-me de novos comentários via e-mail.

    Junte-se a mais de 239.950 pessoas

    Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


      Você também vai gostar...


      Escrito por Marcos Vitor Especialista em investimentos

      Especialista em investimentos do Mobills, Marcos é estudante de economia na UFC e recentemente tirou sua certificação na área. Tem como hobby aconselhar amigos sobre investimentos.

      • Certificado de Especialista Anbima (CEA);
      • Estudante de economia;
      • ETF no Mercado Brasileiro - ANBIMA;
      • Gestão de Riscos - ANBIMA.
      .