Os Segredos da Mente Milionária: Enriqueça mudando seus conceitos sobre dinheiro [Resumo]

Nossa visão sobre o dinheiro e a riqueza influencia nosso sucesso financeiro. Por isso, leia o artigo e aprenda como desenvolver uma mentalidade milionária.

Artigo escrito por Marcos Vitor em 05 de Abril de 2021

Livro os Segredos da Mente Milionária

No mundo, existem pessoas ricas que ficam mais ricas e pobres que continuam pobres.

Também existem aqueles que ganham muito e não conseguem construir riqueza e aqueles que não ganham tão bem e, mesmo assim, alcançam a liberdade financeira.

Mas, a questão é: o que diferencia essas pessoas?

Segundo T. Harv Eker, no livro Os Segredos da Mente Milionária, é a mentalidade.

Isto é, enquanto uns têm uma mentalidade que atrai prosperidade, outros têm uma que os levará ao fracasso.

Apesar disso, os padrões mentais ainda são muito subestimados pelo cidadão médio.

Portanto, se quisermos evitar cair no mesmo erro, precisamos aprender mais sobre educação financeira e conhecer mais profundamente como nossos pensamentos afetam nossos resultados.

Para isso, vamos conhecer as principais lições que T. Harv Eker aborda em sua obra.

Quem é T. Harv Eker

Autor do livro Os Segredos da Mente Milionária T Harv Eker
T. Harv Eker

Nascido em 1954, T. Harv Eker é um canadense que passou a maior parte de sua vida adulta morando nos Estados Unidos.

Mesmo com uma vida de restrições financeiras, ele sempre buscou empreender. Por isso, iniciou vários negócios em ramos diferentes, mas sem nenhum êxito.

Em um desses empreendimentos, ele conseguiu construir uma firma de produtos fitness que teve bastante sucesso.

Anos depois, ele conseguiu vender seu negócio para uma grande empresa, fazendo, assim, com que ficasse milionário.

Contudo, devido a investimentos ruins e uma má gestão do patrimônio, ele acabou perdendo tudo.

Foi nesse momento que ele começou a refletir sobre os fatores que fazem uns terem sucesso e outros não.

Ele listou várias formas de pensar dos milionários e descobriu que cada um de nós tem uma relação e um pensamento sobre o dinheiro.

E é justamente esses pensamentos que definem nosso sucesso ou nosso fracasso.

Depois de entender como desenvolver uma mentalidade rica, a prosperidade foi consequência.

Hoje, ele empresário, palestrante e escritor, sendo mais conhecido pelos seus princípios de riqueza expressos no livro Os Segredos da Mente Milionária.

Somente no Brasil, já foram vendidas mais de 2 milhões de cópias e até hoje é uma referência quando o assunto são livros de educação financeira.

Então, vamos conhecer as teorias desse grande autor agora.

Seja protagonista em sua vida

As pessoas ricas acreditam na seguinte ideia: “Eu crio a minha própria vida.”

As pessoas de mentalidade pobre acreditam que “na minha vida, as coisas acontecem.”

Nós precisamos acreditar que somos nós mesmos que conquistamos nosso próprio êxito, que promovemos a nossa mediocridade e que nós mesmos estabelecemos nossa própria batalha pelo dinheiro e pelo sucesso.

Em vez de assumirem a responsabilidade pelo que acontece na sua própria vida, as pessoas de mentalidade pobre preferem se colocar no papel de vítima.

Um pensamento típico de quem apresenta esse padrão é: “Pobre de mim.”

Assim, por força da leia da intenção, é literalmente isso o que as vítimas conseguem ser: pobres.

As pessoas que se colocam no papel de vítima, não são necessariamente vítimas mesmo.

Na verdade, segundo o autor, ninguém é vítima.

As pessoas adotam essa imagem por acreditarem que desse modo conseguem alguma coisa.

“Não existem vítimas verdadeiramente ricas.”

PRINCÍPIO DE RIQUEZA

Mas, afinal, você é protagonista do seu sucesso ou apenas reage às circunstâncias?

É hora de decidir.

Você pode ser uma vítima ou alguém rico, jamais as duas coisas ao mesmo tempo.

É você que produz a sua riqueza, a sua falta de riqueza e todas as possibilidades que estão no meio do caminho.

Não veja obstáculos, mas oportunidades

As pessoas com mente milionária focalizam oportunidades, enquanto as de mentalidade pobre focalizam obstáculos.

Os ricos reconhecem o potencial de crescimento, enquanto os pobres consideram o potencial de perda.

As pessoas ricas focalizam na remuneração, as de mentalidade pobre no risco.

Quem tem uma programação mental configurada para a pobreza sempre toma decisões inspiradas pelo medo.

A sua mente está o tempo todo à procura do que está ou pode dar errado em qualquer situação.

Ela sempre pensa: “E se não der certo?”. Ou, mais frequentemente: “Isso não vai dar certo.”

Quem possui uma visão de classe média é ligeiramente otimista. A sua programação mental é: “Espero que dê certo.”

Por outro lado, os ricos assumem a responsabilidade pelos resultados da sua vida e agem segundo a programação mental “Vai dar certo porque eu farei com que dê certo”.

Eles esperam ser bem-sucedidos, têm confiança em sua capacidade e criatividade e acreditam que, se alguma coisa falhar, vão descobrir outro jeito de obter sucesso.

A expectativa das pessoas de pensamento pobre, ao contrário, é fracassar.

Por não terem confiança em si mesmas nem na sua capacidade, elas acreditam que precisam saber de tudo de antemão, o que é praticamente impossível.

Enquanto isso, não fazem nada.

Elas estão certas de que, se não forem bem-sucedidas nas suas ações, será uma catástrofe.

E, como só veem obstáculos, geralmente não estão dispostas a correr riscos.

Sem risco, não há recompensa.

Portanto, aja!

T. Harv Eker tem um lema: “A ação sempre vence a inação.”

As pessoas ricas começam uma atividade mesmo sem ser especialistas, pois sabem que, durante o processo, elas podem se aperfeiçoar e tomar decisões inteligentes.

Admire pessoas bem-sucedidas

As pessoas de mente milionária admiram outros indivíduos ricos e bem-sucedidos, enquanto os de mente pobre guardam ressentimento de quem é rico e bem-sucedido.

Segundo o autor, aqueles que têm mentalidade pobre costumam olhar para o sucesso alheio com ressentimento, ciúme e inveja.

Ora alfinetam com frases do tipo “Que sorte eles têm!”, ora sussurram “Esses ricos idiotas”.

Muitas vezes, essas pessoas acham que todo rico é mau caráter ou teve que trapacear para chegar onde está.

Nesse sentido, esse tipo de pessoa diz que prefere ser feliz do que ser rica. Como se fosse uma contradição.

“Se você quer ser uma pessoa boa, mas considera os ricos naturalmente maus, nunca será um deles”.

PRINCÍPIO DE RIQUEZA

Como você pode ser algo que despreza?

É espantoso observar o ressentimento e até a raiva pura e simples que muitas pessoas de mentalidade pobre têm dos ricos.

É como se acreditassem que eles são os responsáveis pela situação difícil em que elas se encontram.

Esse é, obviamente, o perfeito discurso da vítima.

Na verdade, nossas opiniões negativas não fazem diferença para a felicidade nem para a riqueza dessa pessoa, no entanto, fazem toda a diferença para a nossa felicidade e riqueza.

Na verdade, precisamos entender que existem ricas que são honestas e pessoas ricas que são corruptas.

Da mesma forma, existem pessoas pobres que são honestas e pessoas pobres que são corruptas.

Acreditar que todo rico é desonesto é uma das causas da nossa falta de dinheiro.

T. Harv Eker acredita que a maioria dos ricos são honestos. E é por isso que são ricos.

É por isso que os outros lhes confiam dinheiro.

É por causa disso que realizam grandes empreendimentos e sempre encontram pessoas para trabalhar para eles.

Abençoe aquilo que você quer

Ao invés de se ressentir dos ricos, pratique admirá-los, pratique abençoá-los, pratique amá-los.

O autor nos convida a abençoar aquilo que queremos.

Quando virmos uma pessoa com uma casa bonita, devemos abençoar a pessoa e a casa.

Se encontrarmos alguém com um belo carro, devemos abençoar a pessoa e o carro.

Quando virmos alguém com uma bela família, devemos abençoar a pessoa e a família.

A questão é: se de algum modo você se ressente do que as pessoas possuem, você nunca poderá tê-lo.

Seja remunerado por resultados

As pessoas de mente milionária preferem ser remuneradas por seus resultados, enquanto os de mentalidade pobre pelo tempo que despendem.

As pessoas pobres preferem receber um salário garantido ou serem remuneradas por horas trabalhadas.

Elas precisam da “segurança” de saber que terão aquela exata quantidade de dinheiro todo mês.

O que elas não percebem é que essa segurança tem um preço, e o preço é a riqueza.

A vida baseada na segurança é uma vida fundamentada no medo.

Na verdade, o que essa pessoa está dizendo é: “Temo não ser capaz de ganhar o suficiente pelo meu desempenho, por isso, me contento em receber o suficiente para sobreviver ou ter algum conforto.”

Por outro lado, os ricas escolhem ser remuneradas pelos resultados que produzem, se não totalmente, pelo menos em parte.

Eles acreditam em si mesmos, creem no seu valor e na sua capacidade de agregá-lo ao mercado.

Ademais, enquanto o tempo não pode ser aumentado, a produtividade sim.

Então, as pessoas com mente milionária podem focar em se desenvolver para conseguir produzir mais em menos tempo.

Quem vai permanecer pobre troca tempo por dinheiro.

O problema dessa estratégia é que nosso tempo é limitado.

Portanto, essas pessoas invariavelmente acabam quebrando a regra nº 1 da riqueza: “Nunca estabeleça um teto para os seus rendimentos”.

“Nunca estabeleça um teto para os seus rendimentos”.

PRINCÍPIO DA RIQUEZA

O rico se torna rico porque ele arrumou uma forma de alavancar os seus ganhos.

Por fim, pense o seguinte: quando você vai a um restaurante, você quer uma comida saborosa ou uma que exigiu muito esforço?

Você quer uma comida saborosa, tanto faz se ela levou uma hora ou um minuto para ser feita.

Na vida é assim!

O resulto é mais importante que o esforço que você faz para obtê-lo.

Construa patrimônio

Em geral, quando o assunto é dinheiro, as pessoas frequentemente perguntam: “Quanto você ganha?”.

É raro ouvirmos: “Quanto vale o seu patrimônio?”. Pouca gente fala assim, a não ser nos ambientes de alta classe.

Isso porque as pessoas ricas focalizam o seu patrimônio líquido, enquanto os pobres focalizam o seu rendimento mensal.

Na realidade, a verdadeira medida da riqueza é o patrimônio líquido e não os rendimentos. Sempre foi e sempre será.

O patrimônio líquido é o valor de tudo o que uma pessoa tem.

Para determinar o seu patrimônio, some o valor de todas as coisas que você possui – dinheiro, ações, títulos, imóveis, o seu negócio atual, a sua casa – e depois subtraia tudo o que você deve.

O patrimônio líquido é a medida definitiva da riqueza porque, se necessário, os bens podem ser liquidados, ou seja, convertidos em dinheiro.

A única forma de construir patrimônio é poupando e investindo os seus rendimentos.

Dessa forma, você estará adquirindo ativos que geram mais renda, e o seu dinheiro se multiplicará.

Nesse sentido, T. Harv Eker nos diz que os ricos despendem tempo e energia aprendendo a investir e têm orgulho de ser excelentes investidores.

Quem tem a mentalidade pobre pensa que investimento é coisa de rico.

Para que você possa construir um patrimônio, você deve dar muito importância para a poupança.

Seus gastos não podem crescer na mesma proporção dos seus ganhos.

Se você ganhou um aumento, não precisa necessariamente comprar um carro melhor ou mudar para uma casa mais confortável.

Você pode tentar viver com o mesmo padrão de vida para que sobre cada vez mais dinheiro no fim do mês e seu patrimônio cresça de forma mais rápida.

Com o tempo, esse patrimônio vai poder custear um padrão de vida muito melhor para você e sua família.

Aprenda a administrar seu dinheiro

As pessoas de mente milionária administram bem o seu dinheiro, enquanto as de mente pobre administram mal.

Os ricos não são mais inteligentes do que os indivíduos de mentalidade pobre, apenas têm hábitos diferentes e mais produtivos em relação às finanças.

Portanto, o que distingue o sucesso do fracasso financeiro é a capacidade que a pessoa tem de administrar o próprio dinheiro.

Contudo, muitos pobres dizem para si mesmos: “Quando eu possuir muito dinheiro, começarei a administrá-lo.

Na verdade, elas deveriam dizer: “Quando eu começar a administrar as minhas finanças, terei dinheiro.”

“O hábito de administrar o dinheiro é mais importante do que a quantidade que você tem.”

PRINCÍPIO DA RIQUEZA

Não importa se você tem uma fortuna ou praticamente nada. O essencial é começar já a administrar o que está nas suas mãos.

Em pouco tempo, você ficará impressionado com os resultados.

Certo, mas como você pode administrar seu dinheiro?

Aqui, o livro Os Segredos da Mente Milionária nos dá uma ideia.

Modelo de orçamento de Os Segredos da Mente Milionária

Os Segredos da Mente Milionária modelo de orçamento
Modelo de orçamento do Livro Os Segredos da Mente Milionária

Na conta Investimentos, você deve separar 10% da sua renda para a construção do seu patrimônio.

Esse valor não pode ser negligenciado, pois é uma semente que está sendo plantada no presente que vai se tornar uma grande árvore no futuro.

A conta Diversão é importante porque você também precisa colher os frutos do seu esforço no curto prazo.

Se você ficar só juntando, pode acabar se sabotando.

Além disso, a vida é mais do que acumular patrimônio.

O que eu aprendi com Os Segredos da Mente Milionária

Eu li Os Segredos da Mente Milionária em 2017.

Depois da leitura, eu descobri a quantidade de crenças limitantes que eu tinha a respeito do meu sucesso.

Além disso, percebi vários pensamentos errados que me ensinaram a vida toda sobre dinheiro e riqueza.

Por isso, esse é um dos meus livros preferidos de finanças pessoais.

Não só pela riqueza da obra, mas pelo impacto que ele tem na vida do leitor que coloca suas lições em prática.

Então, se você ainda não leu o livro Os Segredos da Mente Milionária, faça-o o mais rápido possível e mude sua mentalidade financeira.

Continue aprendendo

Veja nossos outros conteúdos sobre investimento, seja no Blog, ou no YouTube.

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, sugira novos temas e deixe seu comentário!

Não esqueça de compartilhar este artigo com amigos e familiares.


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


6 comentários publicados nesse artigo
    29/06/2021 às 15:24

    Ótima matéria!!
    Agora só preciso comprar o livro.

      29/06/2021 às 15:49

      Excelente, Estela. Por melhor que seja o artigo, não substitui a leitura da obra original.

    18/04/2021 às 21:43

    Excelente resumo do livro. Eu ja comprei ele, e quando eu acabar o livro do Mil a o milhão sem cortar o cafezinho irei ler ele.

      19/04/2021 às 08:31

      Excelente, Flavio. São dois ótimos livros. Aproveita e confere nossas outras resenhas sobre livros importantes sobre educação financeira.

    06/04/2021 às 07:59

    👏🏼👏🏼👏🏼
    excelente post
    Muito obrigado!

      06/04/2021 às 08:28

      Ficamos felizes em poder ajudar, Jonathan. Aproveita e confere nossas outras resenhas sobre clássicos das finanças.

🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


Escrito por Marcos Vitor Especialista em investimentos

Especialista em investimentos do Mobills, Marcos é formado em Economia pela UFC. Tem como hobby aconselhar amigos sobre investimentos.

  • Certificado de Especialista Anbima (CEA);
  • Economista;
  • ETF no Mercado Brasileiro - ANBIMA;
  • Gestão de Riscos - ANBIMA.
.