17 Despesas mensais para cortar e otimizar o orçamento

Você conhece bem suas contas mensais? Veja no nosso artigo as principais despesas do dia a dia e como otimizar o seu orçamento!

Artigo escrito por Carlos Terceiro em 01 de Junho de 2021

Mulher assustada com suas despesas mensais

Se você quer otimizar o seu orçamento, reduzir ou cortar despesas mensais que pesam no seu planejamento financeiro é uma atitude a ser tomada.

Mesmo que você viva no limite da sua renda e acredite que não é possível reduzir os seus gastos, saiba que simples mudanças de hábitos te ajudarão a conquistar os seus objetivos mais facilmente.

Pois, ao contrário do que você possa imaginar, o quanto você gasta é mais importante do que o quanto você ganha.

Logo, independente de qual seja a sua renda atual, sempre é possível repensar os seus gastos e fazer escolhas mais inteligentes, como trocar produtos caros por mais baratos, para economizar dinheiro.

Leia o nosso artigo e conheça as principais despesas mensais para cortar e otimizar a sua renda!

Entendendo o conceito de despesa

De maneira simples, uma despesa é tudo o que sai das suas contas, sejam elas contas bancárias, carteira ou até mesmo o cofre onde guarda dinheiro.

Nesse sentido, quando falamos de despesas mensais, nos referimos a todo gasto que você tem no dia a dia, em especial aqueles necessários para sua subsistência.

Ou seja, a conta do supermercado, do aluguel e da energia são alguns exemplos de contas mensais.

Vale ressaltar que existem despesas fixas e variáveis, sendo que a primeira não varia conforme com o seu consumo.

Leia mais: Despesas Fixas e Variáveis: O que são, principais diferenças e como afetam seu orçamento

Conhecendo sua realidade financeira

Antes de você conhecer quais são as principais despesas mensais para cortar e otimizar seu dinheiro, vamos te deixar com uma reflexão sobre sua realidade financeira.

Para poupar dinheiro, mesmo ganhando pouco, é fundamental que você conheça a sua capacidade de gastar dinheiro.

Em outras palavras, você precisa ter noção de tudo o que entra e sai de todas as suas contas.

Além disso, para reduzir gastos você precisa fazer uma análise das despesas, saber se eles são essenciais ou não, e fazer pesquisas de preços para descobrir se você está fazendo uma boa compra.

O uso de um gerenciador financeiro, como o Mobills, pode te auxiliar nesse processo de conhecimento e diagnóstico da sua situação financeira.

Por meio de um planejamento e controle diário do seu dinheiro você será capaz de descobrir onde você está hoje e quais mudança deve fazer para alcançar o que deseja.

Agora, chegou a hora de conhecermos as 17 despesas mensais para cortar e otimizar o orçamento!

Vamos lá?

17 Despesas mensais para cortar ou reduzir no dia a dia

Dinheiro para despesas mensais
Dinheiro para despesas mensais

1. Elimine maus hábitos

Quando falamos de escolhas mais inteligentes nos referimos também ao nosso estilo de vida e aos nossos hábitos que praticamos no dia a dia.

A exemplo, se você possui algum tipo de vício, como fumar, beber e jogar em excesso, além da sua saúde no geral, sua vida financeira também será prejudicada.

Por isso, a primeira dica de despesas mensais para cortar e otimizar o orçamento é eliminar maus hábitos.

2. Faça você mesmo

Já parou para pensar na quantia de dinheiro que você teria economizado ao longo da sua vida se ao invés de sempre pagar por serviços de costura, transporte e alimentação, por exemplo, você fizesse você mesmo?

Sabemos que nem sempre é possível e talvez essa alternativa não seja a mais cômoda.

No entanto, se possui um objetivo maior, economizar nas pequenas tarefas do dia a dia, como cozinhar para você, faz uma grande diferença em seu orçamento pessoal.

Desse modo, não hesite em colocar em prática ou desenvolver novas habilidades que facilitem a sua vida e te permitam poupar dinheiro.

3. Diminua seus gastos com delivery

Durante o período de pandemia e quarentena, os gastos com delivery tiveram um grande crescimento.

E não é para menos, visto que a atividade tornou-se necessária em um cenário onde a ida a ambientes públicos como supermercados devia ser limitada.

Mas, desconsiderando nossa alimentação essencial, quem não gosta de uma comida diferente, não é mesmo? Principalmente se for fast-food.

Contudo, além de serem alimentos prejudiciais para a saúde quando ingeridos em excesso, estes podem se tornar um peso no nosso plano financeiro.

Nesse sentido, com a ajuda da dica anterior, é essencial colocar um limite nos gastos com delivery e fazer aquilo que gosta de comer.

4. Tenha uma lista de supermercado

Quem nunca foi a um supermercado e comprou mais do que deveria?

Esta atitude é bastante comum e extremamente prejudicial para as nossas finanças pessoais, mas pode ser evitada com a simples criação de uma lista de supermercado.

Antes de ir ao supermercado, tire um tempo para você observar o que precisa e o que de fato irá consumir para não gastar dinheiro com coisas desnecessárias nem desperdiçar alimentos.

Você pode fazer isso em um papel ou aplicativos de celular, estilo to do list, para que você marque os itens que for comprando e não esqueça as quantidades.

Ah, outra dica válida é não ir ao supermercado com fome. Isso vai te fazer economizar um bom dinheiro com lanches!

5. Cancele serviços que não utiliza

Essa dica inclui exatamente todos os serviços que você não utiliza. Mesmo que pareçam essenciais, se você não utiliza não tem necessidade de mantê-los.

Por exemplo, a academia ou a sociedade de um clube que você não frequenta e a TV por assinatura que você não utiliza, entre outros.

6. Use menos o seu transporte particular

Por mais confortável e cômodo que seja utilizar transporte particular em nosso dia a dia, as despesas com combustível pode se tornar uma dos maiores gastos mensais.

Sendo assim, optar pelo transporte público pelo menos 3x na semana, se você costuma utilizar seu transporte particular como carro ou moto diariamente, é uma economia a ser feita.

Uma outra excelente alternativa, inclusive para a sua saúde física, é usar a bicicleta, por exemplo, como um de seus principais meios de transporte.

7. Reveja planos e seguros

Alguns tipos de planos como o plano de saúde e o seguro de um carro podem ser essenciais para você.

No entanto, é sempre válido pesquisar e buscar melhores alternativas de consumo.

Por meio de uma boa pesquisa, certamente você irá encontrar planos mais baratos que cubram o que você precisa.

Ou ainda se você preferir, você pode negociar o seu contrato atual, tirar algo que não julgue ser necessário e que reduza o valor a ser pago.

8. Pratique exercícios físicos baratos

Praticar exercícios físicos é fundamental para a manutenção da sua saúde física e mental.

O melhor de tudo é que existem diversos tipos de atividades e esportes que você pode fazer sem pagar nada, como a caminhada e a corrida.

Se atualmente você paga academia ou aulas de crossfit e artes marciais, entre outros, mas não consegue manter uma rotina de treino, o melhor é cancelar sua matrícula.

Já se você pratica, mas quer cortar gastos para otimizar o seu orçamento, uma das melhores alternativas é praticar atividades sem custos ou trocar seus planos por outros mais baratos.

9. Compre somente o necessário

Ao fazer um plano financeiro você deve saber quais são as suas despesas essenciais e quais são somente desejos pessoais ou supérfluos.

Sabendo disso, estipule a porcentagem a ser gasta em cada categoria e não ultrapasse esse limite.

No caso dos supérfluos, o melhor a se fazer no momento é eliminá-los para cumprir o seu objetivo atual que é cortar despesas para poupar dinheiro.

10. Compartilhe serviços de streaming

Gastos mensais com serviços de streaming

Os serviços de streaming como Spotify e Netflix estão se tornando cada vez mais queridos pelos brasileiros e talvez eles estejam incluídos em suas despesas mensais.

Em caso afirmativo, os mesmos já disponibilizam planos que permitem o compartilhamento da plataforma com outras pessoas por um preço mais acessível do que o individual, quando dividido entre amigos e familiares.

Então, essa é uma das despesas mensais para cortar e otimizar o orçamento. Temos certeza de que você conhece alguém interessado em compartilhar serviços de streaming. Aproveite!

11. Troque seu plano de telefone e internet

Se você trabalha em casa ou tem livre acesso à internet em seu ambiente de trabalho, pagar por um plano caro de internet pode não valer a pena.

Isso se aplica também aos planos de telefone que você não costuma utilizar.

Logo, uma das despesas mensais para cortar está relacionada aos gastos com telefone e internet.

12. Não pague por lugares gratuitos

Isso mesmo! Por que frequentar lugares que cobram a entrada se você pode ir para um bastante similar com entrada gratuita?

No momento em que você possui como meta poupar mais dinheiro, é necessário fazer escolhas mais inteligentes como esta que te faz poupar uma grana considerável.

Alguns lugares cobram R$25,00, R$50,00 ou mais somente de entrada. Somando algumas idas no mês isso lhe custa um bom dinheiro que pode ser poupado e investido, por exemplo.

13. Cuidado com as despesas com manutenção

Essa forma de reduzir as despesas de casa pode ser conhecida também como o famoso ‘barato que sai caro’.

Exemplificando, é melhor pagar um alinhamento e balanceamento do seu carro do que pagar pela manutenção e reparo da falta dos mesmos.

14. Economize nas suas viagens

Viajar na baixa temporada do destino e não comprar moda rápida são dicas bastante comuns quando o assunto é economizar.

Por isso, fique atento às datas de suas viagens para não pegar alta temporada, mais movimentada e mais cara do que outras viagens.

Uma outra dica super válida é ativar alerta de preços em aplicativos de viagens para o destino que você pretende ir. Assim, sua economia pode ser bem maior.

15. Taxas por atraso de pagamentos

Você sabia que no Brasil temos as tarifas e os juros por serviços bancários mais altos do mundo?

Agora que você sabe, muito cuidado para não atrasar pagamentos, muito menos os dos cartões de crédito.

Se planeje para pagar suas contas em dia e suas faturas completas para não acabar perdendo dinheiro.

16. Nada no stand-by

Mesmo em modo de espera ou hibernação, os dispositivos continuam a gastar energia.

Por isso, se você quer reduzir gastos, o recomendado é que não deixe nada no stand-by, ou no modo de espera.

Experimente fazer isso e veja a diferença na sua conta de energia e, consequentemente, no seu bolso.

17. Menos é mais

Outra dica fundamental está relacionada ao minimalismo financeiro.

O minimalismo consiste em você deixar de lado o que você não precisa e se concentrar em seu valores.

Quando o assunto é finanças, você deve deixar de lado bens supérfluos e todos os outros que são dispensáveis no seu dia a dia.

Viver somente com o que você de fato precisa é uma ótima forma de economizar dinheiro.

É possível reduzir as contas mensais?

Como você viu ao longo do nosso artigo, é possível sim reduzir despesas mensais colocando em prática algumas dicas simples no dia a dia!

Quais delas você irá implementar na sua vida?

Independente de qual seja sua renda ou mesmo o seu objetivo financeiro, economizar e investir dinheiro são atitudes chave para alcançar a independência financeira.

Por isso, se você acha que não consegue poupar uma grana a mais todos os meses ou que isso é besteira, você está muito enganado!

Quando colocadas em ação, simples mudanças de hábito como essas mencionadas, entre outras atitudes de consumo mais inteligentes, são úteis para poupar dinheiro!


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


1 comentário publicado nesse artigo
    18/02/2021 às 08:39

    Dicas valiosas que a gente não percebe no dia a dia.
    Gostei vou colocar em prática.

🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


Escrito por Carlos Terceiro CEO da Mobills

Apaixonado por finanças e investimentos, em 2014 Carlos Terceiro decidiu unir sua paixão com seu conhecimento em tecnologia para fundar o Mobills.

  • Pós graduação em finanças na PUCRS;
  • Graduado em desenvolvimento de sistemas na Estácio;
  • Investidor a mais de 10 anos.
.