Quando pensamos em educação financeira, dicas importantes podem te ajudar a conquistar sonhos e realizar objetivos. Saiba mais!

Educação financeira: dicas que vão mudar toda a sua vida!

Quando falamos sobre educação financeira, dicas são importantes para ajudar na conquista de objetivos.

Podemos imaginar que, pelo menos uma vez na vida, você pode ter ouvido de alguém sobre a importância de se organizar financeiramente.

Seja para conquistar objetivos, ficar mais perto de alcançar um sonho ou de simplesmente melhorar a forma como você lida com o seu dinheiro, elas são muito importantes.

Nesse sentido, um outro ponto interessante é que, além de necessárias, várias delas são extremamente simples.

O desafio, então, está no comprometimento em segui-las.

Por isso, desenvolvemos este conteúdo para reunir tudo aquilo que você já deve ter ouvido, mas provavelmente não prestou tanta atenção.

E saiba de uma coisa. Se você compreendê-las com muito e carinho e cuidado, tenha certeza que perceberá o poder de cada uma delas em pouco tempo!

Vamos lá?

Educação financeira: dicas iniciais sobre “Não gaste mais do que ganha”

Essa dica é praticamente um “mantra” que deve ser seguido na vida de todas as pessoas. Pois, existem muitos contextos que envolvem a relação entre gastar e ganhar.

Acreditamos, inclusive, que ela pode ser até mesmo óbvia, mas o desafio se encontra em praticá-la.

Atualmente, a educação financeira no Brasil conta com muitos problemas.

Sete em cada dez brasileiros estavam endividados no início do ano, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio.

E os motivos que levam a isso são muitos. Aqueles que se destacam são a falta de educação financeira e o desemprego, e às vezes parece impossível conseguir conciliar todas as contas no fim do mês.

De toda forma, é importante olhar para dentro e avaliar a sua realidade atual. Se for possível, então, não gaste mais do que ganha.

Os motivos são óbvios, afinal, se você gastar o que não tem, precisará dar um jeito de arrumar o dinheiro.

E sabemos que as alternativas mais factíveis, como empréstimos e cheques especiais, podem se transformar em uma cilada, caso não exista um bom planejamento.

Esquemas que podem ajudar

Para ajudar a priorizar os gastos e não extrapolar as finanças, existem várias “regras” de proporção que podem ser usadas. Veja, por exemplo, a 50-15-35.

Você considera três grandes grupos diferentes de gastos. 50% fica para os gastos essenciais. 15% para prioridades financeiras, que podem ser a quitação de dívidas ou a construção da reserva de emergência.

Por fim, os últimos 35% ficam para seus gastos não essenciais, ou seja, pode ser lazer e tudo aquilo o que deveria ser cortado ao máximo caso você passe por um momento de crise.

Além desse esquema, existem vários outros que podem ser usados por você! E é possível, também, fazer a própria regrinha, personalizada de acordo com suas prioridades e necessidades mensais.

Não existe um padrão melhor, apenas aquilo que funciona para cada pessoa.

Tenha um planejamento financeiro

Para atingir uma série de outras dicas, como a que apontamos acima, um planejamento financeiro será essencial.

Além de alcançar os objetivos de forma mais rápida, você terá a capacidade de analisar minuciosamente seu padrão de gastos e entender quais deles são nocivos e podem ser reestruturados.

Assim, chegará ao patamar de gastar menos do que ganha!

Se você se perguntar o que é esse planejamento, vamos te explicar de forma simples. Ele consiste, basicamente, no registro e análise da sua situação atual.

A partir disso, você deverá traçar um plano de ação para que o objetivo final seja atingido.

Vários objetivos e metas podem existir, inclusive, simultaneamente. Veja alguns deles:

  • Quitar todas as dívidas;
  • Montar a reserva de emergência;
  • Viajar no ano que vem para a Europa;
  • Colocar meu filho na escola particular;
  • Cortar gastos supérfluos.

Pense em qualquer plano e saiba que ele poderá ser facilmente adaptado a um planejamento financeiro!

Além disso, uma dica complementar está relacionada com a ferramenta que será usada. Afinal, só é possível colocá-lo em prática caso você tenha um local para registro e análise.

Pode ser o papel, planilhas ou até mesmo o bloco de notas do celular. Mas recomendamos uma forma ainda mais completa: um bom aplicativo de planejamento financeiro.

É o exemplo do Mobills, aplicativo de controle financeiro pessoal online mais bem avaliado do Brasil.

Tela de planejamento financeiro no Mobills para manter uma boa educação financeira
Monte seu planejamento financeiro no Mobills!

Com ele, você será capaz de registrar e categorizar todas as suas despesas. Assim, fará um planejamento exemplar, entendendo pontos positivos e negativos.

Mais do que isso, poderá traçar os melhores planos de ação para ter uma boa educação financeira.

Se interessou? Então conheça tudo o que você precisa saber sobre o app!

Pense no futuro com cuidado e planejamento

O dia de amanhã é algo, de fato, incerto. Nesse sentido, contar apenas com a aposentadoria de quem é CLT — ou até mesmo a de microempreendedores — não é o cenário ideal.

Isso acontece por um motivo muito simples: os valores podem ser bem inferiores ao seu padrão de vida atual.

E sabemos que com a velhice, alguns imprevistos de saúde podem surgir, então é importante se garantir como for possível.

Assim, é muito importante considerar o seu futuro e considerar um planejamento para a aposentadoria feito ainda agora na “juventude”.

Quanto antes você começar, menos sentirá o peso das parcelas que serão investidas a longo prazo.

Existem várias opções de investimentos privados com foco em aposentadoria, então você não terá problemas de encontrar a melhor opção para você.

Lembre-se de ter em mente suas prioridades. Dessa forma, poderá escolher a melhor e mais sincronizada opção com você, seu padrão de vida e desejos!

Saiba priorizar os gastos

É claro que gostaríamos de ter dinheiro para fazer tudo agora. Reformar a casa, fazer aquela cirurgia estética, quitar o financiamento do carro e aproveitar para viajar.

Nem falamos, ainda, das prioridades necessárias, como gastos de supermercado, vestimenta e pequenos lazeres.

De toda forma, para ter uma saúde financeira positiva, você deverá ter um bom senso de priorização. Mas o que isso significa, afinal?

É simples. Priorizar os gastos é saber escolher, dentre várias “necessidades”, quais são aquelas que vão ser resolvidas primeiro e as outras que poderão esperar um pouco.

Nesse sentido, com essa estratégia, você evita as dívidas, já que não terá aquele comportamento de gastar com várias coisas de uma vez só para perceber, no final, que não tem dinheiro suficiente para quitar tudo em tempo.

O planejamento financeiro é essencial para que essa priorização funcione. Com ele, você terá objetivos muito claros, podendo decidir qual será feito primeiro.

Se resguarde frente a possíveis imprevistos

Aqui, reforçamos o que falamos acima. Mas vamos pensar em um cenário a curto prazo, não precisa se imaginar com 75 anos.

Imagine que no mês que vem você descobre uma grande infiltração na estrutura da sua casa. É aquele tipo de gasto que não dá para postergar.

Ao fazer o orçamento, percebeu que precisaria de uns dois meses de salário para cobrir os gastos. É justamente para isso que existe a reserva de emergência!

Quando você se planeja financeiramente pensando em imprevistos, vive essas situações de forma muito mais fácil, já que se preparou para o desconhecido.

Veja o tamanho desse privilégio: poder se organizar para algo que nem sabe ainda!

Especialistas indicam que uma boa reserva de emergência tenha o valor total de 6 meses de seus gastos mensais – no mínimo.

Ou seja: se você precisa de R$ 2 mil para viver, deverá juntar R$ 12 mil reais.

Depois da reserva de emergência montada, chega aquela hora maravilhosa de pensar em multiplicar o dinheiro com investimentos.

Lembre-se de algo importante. Se você tem dívidas atualmente, a ideia é quitá-las antes de começar a reserva. Beleza?

Invista, invista, invista!

Esse “papo de investimento” que conquistou o Brasil nos últimos anos não chegou por acaso.

Foi justamente um maior conhecimento sobre finanças pessoais que levou os brasileiros a se interessarem por formas de aumentar o seu patrimônio e ter uma vida financeira mais próspera.

Por isso, depois de finalizar a sua reserva e seguir direitinho o planejamento financeiro, é hora de incluir os investimentos na história.

Ah, e não precisa se preocupar. Existem vários — mas vários mesmo — tipos de aplicações de acordo com suas prioridades.

Tanto pessoas mais moderadas, quanto aquelas dispostas a arriscar muito, poderão se beneficiar com opções diversas.

Quando você faz uma boa escolha do investimento “correto” unida às empresas de qualidade, poderá esperar por boas recompensas a curto, médio e longo prazo.

Tudo depende de você e do quanto está disposto a investir, além dos riscos e expectativas de tempo.

O estudo é algo que ninguém pode tirar de você!

E essa dica vale para todas as áreas da vida. Estudo e conhecimento nunca é demais!

Quando falamos sobre a área de finanças, então, nem se fala. Situações que envolvem o governo, mercado financeiro internacional e notícias do jornal têm total interferência nas suas aplicações e na sua vida.

Afinal, se a inflação sobe, as idas ao supermercado serão mais sofridas. A Taxa Selic, então, poderá interferir na poupança, onde você guarda uma quantia do dinheiro.

O mesmo acontece com várias outras questões, até mesmo conteúdos periódicos e que contenham dicas simples. Não deixe de se atualizar e entender como situações externas poderão interferir na sua vida financeira.

Conclusão

Com a união de todas as dicas que te passamos acima, você terá, com toda a certeza, uma vida financeira muito mais saudável e repleta de educação!

Aproveite também a oportunidade para conhecer o Mobills e tenha o controle financeiro na palmas das mãos.

Desse modo, além de colocar em prática as dicas, ainda vai controlar o seu dinheiro de forma simples e descomplicada!

Comente, nos siga nas redes sociais e compartilhe este conteúdo!

O que achou do artigo “Educação financeira: dicas que vão mudar toda a sua vida!”?

Se gostou, então, cadastre-se na nossa Lista Vip para receber as novidades em primeira mão e compartilhe esse post com seus amigos e familiares que possam se interessar.

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, sugira novos temas e deixe seu comentário!

Quer acompanhar nosso conteúdo no Instagram? Siga @mobillsedu!

Não deixe, também, de acessar o canal do Mobills no Youtube.


VEJA TAMBÉM:

Postado em: Finanças Pessoais


Escrito por Larissa Brioso

Estudante de Economia na Universidade Federal do Ceará e Educadora Financeira na Mobills. Cresci com o desejo de possuir a minha independência financeira e aos 17 anos me tornei estudante incansável das técnicas de gerenciamento financeiro e investimentos.

    Junte-se a mais de 239.950 pessoas

    Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

    Logo Mobills
    Mobills Google Play
    Mobills Apple Store
    Mobills Web