Você conhece a diferença entre poupar, economizar e investir? Aprenda agora!

Neste artigo você irá compreender as principais diferenças entre os conceitos: poupar, economizar e investir dinheiro.

Artigo escrito por Larissa Brioso em 08 de Dezembro de 2020

Imagem representando o tema diferença entre poupar, economizar e investir dinheiro

Deixa eu te contar um segredo: não é todo mundo que conhece os termos usados no área das finanças.

A diversidade de conceitos pode confundir; principalmente aquelas pessoas que estão dando os primeiros passos em busca da independência financeira.

Mas agora eu tenho uma notícia boa para você. Sempre existirá a possibilidade de aprender, e a maioria dos conceitos financeiros são bem mais simples do que você pensa.

Por isso, neste artigo vamos te explicar a diferença entre poupar, economizar dinheiro e investir.

Apesar de terem uma certa semelhança, esses conceitos não são sinônimos e devem ser usados em momentos distintos.

Dito isso, te faço uma pergunta: você realmente consegue diferenciar os significados desses três termos? 

Se sua resposta é não, pode ficar calmo que aqui é o lugar certo para tirar as suas dúvidas.

Então, acomode-se em um local confortável e prepare-se para aprender o significado desses três termos. Pois acredite, eles são fundamentais para você alcançar a prosperidade financeira.

Todavia, antes de começar, é importante ressaltar que esses conceitos se complementam, quase como um passo a passo. Devido a isso, a separação em tópicos foi pensada apenas para fins didáticos.

Boa leitura!

1º Conceito – Economizar

Economizar consiste em utilizar seu dinheiro de forma inteligente, minimizando gastos por meio de boas escolhas financeiras. Em outras palavras: deixar de gastar dinheiro de forma desnecessária.

Por exemplo, lembra aquele delivery que você pediu mesmo com a geladeira cheia de comida? Ou a assinatura da TV a cabo de 100 canais que ninguém assiste? Ou até mesmo aquela blusa que você comprou e só usou uma vez?

Pois é, economizar é cortar essas “gordurinhas” desnecessárias do orçamento. Dessa forma, você consegue dar um melhor uso para seu tão suado dinheiro.

E é isso o que queremos para a nossa vida, não é mesmo? Equilíbrio nas contas para ter uma rotina confortável.

Mas qual a melhor forma de economizar?

Em princípio, não existe “a melhor forma de economizar”. Isso porque os métodos variam de pessoa para pessoa. Tudo depende dos objetivos financeiros e disciplina de cada um.

Mas existem algumas dicas gerais que podem te ajudar na hora de economizar alguns trocados. Separamos aqui algumas das principais orientações:

  • Registre todo o dinheiro que entra ou sai da sua conta;
  • Use um aplicativo de controle financeiro pessoal ou uma planilha;
  • Corte os gastos desnecessários e supérfluos;
  • Fale com sua família sobre essa vontade de economizar;
  • Pague as contas imediatamente, não invente de deixar para depois;
  • Diversifique sua fonte de renda.

2º Conceito – Poupar

Agora chegamos ao ponto da explicação que mais deixa as pessoas confusas: a diferença entre poupar e economizar. Os dois conceitos são muito semelhantes e se completam, como duas faces de uma mesma moeda.

Em síntese, economizar é deixar de gastar dinheiro desnecessariamente. Já poupar significa guardar esse dinheiro que foi economizado. 

Entendeu? Os conceitos se complementam, como um passo a passo. Primeiro você precisa economizar o dinheiro para depois poupá-lo.

Mas fique esperto! Não adianta economizar em um canto e gastar em outro. Isso não é poupar, é simplesmente mudar a forma como você desperdiça sua renda.

Ademais, poupar também é construir uma reserva de emergência. Ou seja, separar mensalmente uma parte do seu salário e guardá-la para solucionar imprevistos, como um conserto no carro ou uma cirurgia de última hora.

E uma das melhores formas para conseguir poupar é definir objetivos e metas. Qual o seu propósito ao guardar dinheiro? Quer viajar para fora do país?  Comprar um carro novo? Ou talvez finalmente tirar do papel o sonho da casa própria? 

Sem dúvidas suas metas vão te ajudar a manter o foco. Porque quando não há um propósito estabelecido o trabalho de poupar acaba ficando cansativo e as pessoas tendem a gastar todas as economias de uma hora para outra.

Por isso, defina bem seus objetivos. Olhar diariamente para a sua meta pessoal vai fortalecer sua disciplina e força de vontade para fazer os sacrifícios necessário para cortar gastos e equilibrar as finanças pessoais.

Mas e a poupança?

Apesar do nome, a poupança é uma forma de investimento. Ou seja, é um método financeiro que já está com um pé no terceiro e último conceito deste artigo.

A poupança é bastante apreciada pelos brasileiros. Isso acontece porque a caderneta é prática, segura e disseminada no imaginário popular.

Primordialmente, através da poupança você recebe juros por manter sua reserva de emergência nos cofres de algumas instituições financeiras.

Mas você sabia que existem outras alternativas de investimento para além da poupança? E o melhor: que são tão seguras e práticas quanto? 

Então, se você quer colocar seu dinheiro para trabalhar por você de uma forma efetiva, fique atento ao próximo conceito.

3º Conceito – Investir

Deixar seu dinheiro parado na conta corrente ou dentro de um cofrinho em casa é coisa do passado, praticamente um desperdício.

Se você quiser ver o seu dinheiro aplicado para trazer rentabilidade, será preciso fazer um investimento.

Mas para quem não sabe, investir é aplicar dinheiro em ativos por meio de instituições financeiras, como bancos e corretoras, e receber rentabilidade pelo empréstimo. É, basicamente, fazer o seu dinheiro trabalhar para você.

Entretanto você precisa saber que existem várias modalidades diferentes de aplicações financeiras.

Como eu já disse, a poupança é uma das formas de investimento mais populares. Porém, também é possível investir no Tesouro Direto, em Letras de Créditos, no Fundo de Renda Fixa e etc.

Também é importante ressaltar que investir não é só coisa de gente rica, como muitas pessoas pensam. 

Mesmo ganhando pouco você pode e deve encontrar a modalidade de aplicação financeira que mais se encaixa ao seu perfil.

Você não gosta de arriscar dinheiro e prefere a estabilidade da segurança? Então, os investimentos conservadores são a melhor opção.

Se você aceita correr alguns riscos e até mesmo prefere controlar suas perdas para galgar lucros maiores, os investimentos moderados são perfeitos.

Entretanto, se você quer a maior rentabilidade possível e multiplicar seu patrimônio de forma enérgica, seu perfil é o agressivo.

Mas, independente do seu perfil, a maior lição deste tópico é que é possível investir de acordo com sua realidade. Você só precisa ter disciplina, foco e vontade de aprender.

Artigos relacionados

Conclusão

Economizar, poupar e investir são três conceitos diferentes, mas que devem ser vistos como um caminho para a tão sonhada estabilidade financeira.

Pois, para investir você precisa poupar, e para poupar, é necessário primeiro economizar.

Então, agora que você já sabe a diferença entre esse três termos, arregace as mangas e continue estudando. 

Aprofundar o conhecimento sobre o mundo das finanças é essencial caso realmente você queira tomar as rédeas da sua vida e equilibrar os gastos de casa.

Ademais, continue utilizando o Mobills para controlar seu dinheiro. Além disso, o nosso blog tem uma imensa variedade de temas que vão te ajudar a entender cada vez mais sobre a área das finanças. Saiba mais!

Comente, nos siga nas redes sociais e compartilhe este conteúdo!

Gostou de conhecer a diferença entre poupar, economizar e investir dinheiro?

Se gostou, então, cadastre-se na nossa Newsletter para receber as novidades em primeira mão e compartilhe esse post com seus amigos e familiares que possam se interessar.

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, sugira novos temas e deixe seu comentário!

Quer acompanhar nosso conteúdo no Instagram? Siga @mobillsedu!

Não deixe, também, de acessar o canal do Mobills no Youtube.


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


    4 comentários publicados nesse artigo
      19/12/2020 às 08:41

      Realmente, entender os conceitos financeiros é muito importante para a desenvolvimento da educação financeira. Parabéns Mobills.

        21/12/2020 às 11:42

        Ficamos muito felizes em saber que gostou das nossas dicas. Já conhece o aplicativo do MobillsEdu? Aprenda conceitos de educação financeira em até 5 minutos com essa nossa ferramenta. Baixe agora: CLICANDO AQUI.

      11/12/2020 às 21:27

      Ótimo conteúdo parabéns

        14/12/2020 às 11:27

        Olá, Gilberto! Ficamos muito felizes em saber que gostou das nossas dicas. Já conhece o aplicativo do MobillsEdu? Aprenda conceitos de educação financeira em até 5 minutos com essa nossa ferramenta. Baixe agora: CLICANDO AQUI.

    🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

    Notifique-me de novos comentários via e-mail.

    Junte-se a mais de 239.950 pessoas

    Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


      Você também vai gostar...


      Escrito por Larissa Brioso Educadora Financeira

      Larissa Brioso é estudante de Economia e Educadora Financeira na Mobills. Possui experiência na área de marketing, SEO e criação de conteúdo com ênfase em Educação Financeira.

      • Editora-chefe do blog Mobills;
      • Estudante de economia;
      • Criadora de lições para o app MobillsEdu.
      .