Como ganhar dinheiro no YouTube: 6 formas práticas e eficazes

Já pensou em ganhar dinheiro no YouTube? A plataforma de vídeos já mudou a vida de muita gente e você pode ser o próximo. Saiba mais!

Artigo escrito por Claudia Borges em 04 de Julho de 2021

Imagem representando como ganhar dinheiro no YouTube

Se você usa a internet provavelmente deve conhecer o YouTube, certo? Mas, você sabia que é possível ganhar dinheiro nessa plataforma?

A plataforma de vídeos YouTube chegou ao Brasil em Junho de 2007 e, desde então, se tornou febre principalmente entre os jovens.

A popularidade da plataforma se dá pela facilidade de criar conteúdo, dessa maneira, é necessário apenas um celular com câmera e internet.

Nesse sentido, é possível encontrar todo tipo de conteúdo navegando pelo site. Desde dicas domésticas a tutoriais de jogos. O YouTube abrange praticamente todos os públicos.

Os criadores de conteúdo perceberam que, além de ser um hobbie, fazer vídeos poderia ser uma profissão que, inclusive, pode dar um bom retorno financeiro.

Continue lendo e saiba como ganhar dinheiro no YouTube!

6 formas de ganhar dinheiro no YouTube

Agora que você sabe que é possível ganhar dinheiro no YouTube, deve estar se perguntando: como? Existem algumas maneiras para faturar com seu canal, vamos falar um pouco sobre elas.

1. Monetize seu canal

Primeiramente, vamos falar da maneira mais clássica de ganhos: a monetização. Dessa forma, você ganha um valor cada vez que alguém assiste seu vídeo.

Isso porque, o YouTube possui um programa de parceria com seus criadores de conteúdo, chamado de YPP (YouTube Programa de Parceria), que remunera por números de cliques.

Para participar do programa e começar a monetizar seus vídeos, existem algumas exigências, são elas:

  • Ter pelo menos 4 mil horas de conteúdo assistido nos últimos 12 meses;
  • Ter 1 mil inscritos no mínimo;
  • Ter um conteúdo 100% original;
  • Ter mais de 18 anos;
  • Ter conta no Google Adsense.

O pagamento é feito pelo que é chamado de CPM (Custo Por Mil visualizações). Cada canal tem um valor de CPM e quem decide é o YouTube.

Além disso, é importante ressaltar que, mesmo que seu canal cumpra todas as especificações, a plataforma é quem decide se ele será aprovado para monetização ou não, com base nas Diretrizes de conteúdo adequado para publicidade.

2. Tenha anúncios nos vídeos

Quando um canal fica apto para monetizar, também passa a ser possível incluir anúncios durante a exibição dos vídeos, mesmo que essa prática seja polêmica, ela garante um bom retorno para o dono do canal.

Os anúncios funcionam de forma bem semelhante a monetização dos vídeos, sendo pagos por número de cliques e visualizações.

Porém, o criador de conteúdo pode receber um valor maior ou menor dependendo da interação dos usuários com o anúncio.

Quanto mais tempo o usuário assistir ao anúncio melhor. E, se além de assistir, o usuário clicar no anúncio, aumenta ainda mais o valor recebido.

Tipos de anúncio

O YouTube age como intermediário entre o anunciante e o produtor de conteúdo, Dessa forma, os anunciantes escolhem um perfil de canal que deseja anunciar e o YouTube faz esse alinhamento.

Existem alguns tipos de anúncio, confira quais são:

  • Anúncio gráfico: disponível apenas em computadores, são os anúncios que aparecem na lateral do vídeo;
  • Anúncio de vídeo ignorável: pode aparecer antes, durante ou depois dos vídeos e o usuário pode pular, depois de 5 segundos;
  • Anúncio de vídeo não ignorável: tem duração de até 30 segundos, não pode ser pulado.
  • Anúncio de sobreposição: banner que aparece sobre o vídeo, somente em computador.
Conheça o canal da Mobills no YouTube e aprenda mais sobre educação financeira!

3. Faça um Clubes de membros

O YouTube disponibiliza a seus criadores de conteúdo a possibilidade de criação de um clube de membros, com assinatura mensal e benefícios exclusivos.

No entanto, o valor da mensalidade e os benefícios oferecidos são de responsabilidade do canal e do criador de conteúdo.

É comum que os youtubers ofereçam aos membros vídeos exclusivos, lives e figurinhas para usar nos comentários.

4. Ganhe com Super Chat e Super Stiker

Na mesma linha do clube de membros, essa categoria também é diretamente relacionada aos usuários, pois eles podem pagar um valor pré-determinado para que seu comentário fique em destaque.

Porém, essa alternativa de monetização só funciona em transmissões ao vivo, nos chats de bate-papo. Dessa forma, se o seu canal costuma fazer esse tipo de vídeo, pode ser uma alternativa.

5. Ganhe comissão sobre vendas

Mulher gravando vídeo para ganhar dinheiro no YouTube
A comissão sobre vendas de produtos é uma das formas de ganhar dinheiro no YouTube (Reprodução: banco de imagens)

Com a visibilidade alcançada com o seu canal também é possível ser vitrine para produtos e serviços e ganhar uma comissão sobre a venda deles.

Isso acontece, porém, diretamente com as marcas, não tendo participação direta do YouTube nas negociações. Então, você deve procurar a marca, ou ser procurado por ela.

6. Faça publicidade patrocinada

Similar ao item anterior, porém com algumas diferenças significativas. A publicidade é como o comercial que vemos na tv, por exemplo.

Desse modo, o youtuber é contratado para apresentar ou fazer uso de um produto ou serviço, mostrando para o público a forma de usar, benefícios e afins.

Por outro lado, há muita polêmica em torno dessa opção de monetização. Há quem diga que fazer conteúdo pago pode abalar a credibilidade do criador de conteúdo.

Qual a melhor forma de ganhar dinheiro no YouTube?

A resposta para essa pergunta é que não existe resposta. Todas as opções de monetização estão, de certa forma, interligadas, portanto, não dá para eleger uma única que seja melhor.

No entanto, se tivermos que escolher uma que seja mais importante, sem dúvidas seria a de Monetizar o Canal. Isso porque, todas as outras partem desse ponto.

Além disso, para se profissionalizar ou só garantir uma renda extra na plataforma é importantíssimo conhecer as diretrizes de monetização.

Passo a passo para se cadastrar no YouTube

Achou interessante e quer começar seu canal no YouTube? É bem simples, basta criar um canal na plataforma, e começar a gravar seus vídeos.

Veja como fazer seu canal passo a passo:

Passo a passo de como criar um canal (Reprodução: YouTube)
  1. Para começar, acesse o YouTube;
  2. Clique em “Fazer Login” no canto superior direito;
  3. Escolha “Criar uma conta”;
  4. Escolha se a conta é para você ou para uma empresa;
  5. Siga os passos informados.

Como funciona o pagamento do YouTube?

Como dissemos o pagamento é feito com base no CPM e quem determina essa valor é o próprio YouTube. No entanto, alguns critérios são levados em consideração, como popularidade e engajamento da comunidade.

Para receber a receita gerada com seu canal é preciso ter uma conta no Google Adsense e ter feito mais de US$ 100 dólares, que é o valor mínimo para retirada.

Como a sede da empresa não fica no Brasil, os pagamentos são feitos sempre em dólar e, dessa forma, convertidos na hora da transferência para a conta do youtuber.

Dicas para produção de conteúdo

Apesar de parecer simples, ser youtuber e fazer da plataforma fonte de renda, exige atenção e trabalho. Sendo assim, é preciso ser consistente e criativo na hora de criar conteúdo e fidelizar seu público.

Por isso, selecionamos 7 dicas práticas para você fazer seu canal crescer e, quem sabe, ser um profissional da criação de conteúdo.

Tenha amor pelo que faz

O primeiro passo para ter um canal de sucesso é, sem dúvidas, amar o assunto do qual você vai falar. O entusiasmo de falar sobre algo que ama vai contagiar seus seguidores.

E, também, é preciso colocar muita energia para ter consistência para publicar os vídeos sempre, de preferência no mesmo horário e dia da semana.

Então, fica muito mais fácil ter esse empenho e colocar energia em algo que nós acreditamos e pelo qual temos interesse e paixão.

Pense bem no nome do seu canal

Muito provavelmente as pessoas irão te chamar por esse nome, então pense em algo inovador, que seja legal e faça referência ao nicho de mercado que você quer atingir.

Para isso, faça uma lista com possíveis nomes, vá falando eles em voz alta, tente pensar na sua marca e no que gostaria que ela representasse.

Lembre-se de pensar no seu público alvo e no que eles esperam ver no seu canal quando escutarem seu nome.

Depois disso, basta verificar se o nome está disponível na plataforma a partir do nome escolhido.

A dica é escolher alguns possíveis nomes e ir testando até encontrar um que seja bom para seu canal e esteja disponível.

Defina bem o estilo e a identidade do seu canal

Pessoa gravando vídeos para o YouTube
É mais fácil para o público se identificar quando percebe que o youtuber é autêntico e faz o que ama (Reprodução: banco de imagens)

Para fidelizar seu público é importante que haja identificação. Dessa maneira, é imprescindível que você tenha bem definido qual estilo você quer ter como youtuber.

Além disso, muitos usuários da plataforma se baseiam na identificação visual com seu canal, então crie uma marca forte, com boa identidade visual.

Porém, não se esqueça que tanto o estilo, quanto a identidade visual têm que ser algo que tenha sua cara. Afinal, você é a estrela e principal protagonista em seu canal.

Divulgue seu canal

A princípio pode ser que você sinta vergonha de falar para as pessoas que tem um canal no YouTube, mas deixe a timidez de lado.

Um fator importante que pode fazer diferença para o crescimento do seu canal é a divulgação nas redes sociais. Então, identifique em qual rede social seu público alvo está e crie seu perfil.

Interaja com a maior quantidade de pessoas possível, comente outros perfis, responda quem comentar no seu, seja simpático e acessível.

Sempre que postar vídeo novo, avise nas suas redes sociais, peça para as pessoas interagirem, faça perguntas, seja interessante, dessa forma irá criar uma comunidade em suas redes.

Estude sobre SEO

Search Engine Optimization ou SEO, como é mais conhecido, é um mecanismo usado pelo Google para determinar a posição do seu vídeo nas páginas de busca.

E se trata de algumas otimizações que devem ser aplicadas no título e descrição do seu vídeo, a fim de garantir que as pessoas encontrem seu vídeo de forma orgânica, ou seja, buscando na aba pesquisar.

Você deve definir uma palavra-chave que, em outras palavras, é a palavra base do seu vídeo. E, a partir daí, desenvolver título do vídeo, descrição e tags.

É possível aprender mais sobre SEO no próprio YouTube, com os materiais da plataforma.

Crie um bom conteúdo

Primeiramente, tenha um bom conteúdo. De nada adianta seguir todos os passos se o conteúdo do seu canal for fraco e desinteressante.

Desse jeito as pessoas que assistirem aos seus vídeos não irão se inscrever nem continuar no canal. Então, pesquise, se dedique de verdade e traga sempre assuntos interessantes e agregadores para sua audiência.

Não pare de aprender

Não pense que um dia a preocupação vai acabar, pois isso não é verdade. Os grandes nomes do YouTube têm um ponto crucial em comum: estão constantemente se renovando.

Por isso, fique de olho em tudo que diz respeito ao seu nicho, estude bastante e perceba as novas tendências que estão acontecendo.

Dessa maneira seu canal estará sempre com novidades e agregando coisas boas, e consequentemente crescendo cada dia mais.

Dúvidas frequentes sobre o assunto

Por ser uma profissão relativamente nova, é normal surgir algumas dúvidas quando falamos em como ganhar dinheiro no YouTube, sabendo disso, separamos algumas das questões mais frequentes para te ajudar.

O método de pagamento do YouTube é o CPM e ele é variável, dependendo de diversos fatores.

Alguns criadores de conteúdo maiores chegam a receber valores acima dos R$ 500 mil por mês, apenas de monetização dos vídeos.

Apesar de não divulgar os valores pagos para seus criadores, estima-se que o valor do CPM esteja entre U$ 0,60 a U$ 7,60.

Os conteúdos de finanças tiveram uma ascensão durante o ano de 2020 e são, em 2021, os líderes do ranking.

Outro conteúdo que gera bastante engajamento são as gameplays. Youtubers grandes como Felipe Neto apostam nas lives jogando com sua equipe para movimentar o canal.

Canais culinários também tiveram crescimento durante 2020. Então, se você gosta de cozinhar, que tal começar a preparar algumas receitas para o canal?

A história da plataforma no Brasil e no mundo nos diz que sim, é possível ganhar muito dinheiro com o YouTube e mudar de vida.

Para isso, porém, é preciso foco, determinação e ficar de olho em tudo que está acontecendo de novo no mundo.

Apesar de não divulgar quanto paga de CPM para seus criadores de conteúdo, estima-se que a plataforma esteja remunerando em torno de U$ 0,60 a U$ 7,60.

Esse valor depende de diversos fatores e é determinado pelo próprio YouTube. Porém, é possível entrar em contato com a central de atendimento e negociar o valor.

As diretrizes para monetização do YouTube dizem que, para começar a monetizar o canal, é necessário ter ao menos 1 mil seguidores.

Além disso, é preciso ter mais de 4 mil horas de conteúdo assistido nos últimos 12 meses. Outro fator importante é que, mesmo cumprindo as exigências, é a plataforma que aprova ou não a entrada no YPP.

Posso mudar de vida com o YouTube?

Certamente é possível, com muito esforço e dedicação. Mas, tão importante quanto saber como ganhar dinheiro no YouTube, é saber como gastar o valor recebido.

Por isso, utilize uma ferramenta de controle financeiro para gerenciar os gastos e organizar a vida financeira.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário, pois sua opinião é muito importante para nós!


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


    2 comentários publicados nesse artigo
      04/07/2021 às 13:50

      Bom bem fácil o entendimento

        05/07/2021 às 09:31

        Ficamos felizes em poder ajudar, Manoel. Aproveita e confere nossos outros artigos de finanças.

    🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

    Notifique-me de novos comentários via e-mail.

    Junte-se a mais de 239.950 pessoas

    Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


      Você também vai gostar...


      Escrito por Claudia Borges Jornalista

      Jornalista em formação, apaixonada por boas histórias e por transformar a vida das pessoas através da educação financeira.

      • Jornalista;
      • Redatora Mobills.
      .