Por mais que seja muito comum na rotina do brasileiro, o cartão de débito pode apresentar algumas dúvidas que, quando solucionadas, tornam as escolhas financeiras ainda melhores.

Como funciona e quando devo utilizar o cartão de débito?

O cartão de débito é um meio de pagamento comum na rotina do brasileiro. Principalmente nos últimos anos, com a presença cada vez maior de contas digitais e pagamentos online, os cartões ganharam grande protagonismo.

De toda forma, mesmo com toda a sua popularidade, ainda existem dúvidas muito importantes sobre ele.

Uma delas, por exemplo, é a diferença prática entre o crédito, e quais são os momentos ideais para usar cada um deles.

Pensando em te ajudar a dominar as compras no débito, fizemos um conteúdo completo esclarecendo os principais questionamentos que envolvem o assunto para um bom controle das suas finanças pessoais.

Esperamos que tenha uma ótima leitura! Vamos lá?

O que é o cartão de débito?

O cartão de débito é uma forma de pagamento que permite a dedução do valor de uma compra de forma direta.

Falando de maneira prática, assim que é efetuada, um montante sai da conta bancária do titular e vai para o seu destino final, que é a conta da empresa ou pessoa que ofereceu o produto ou serviço.

Esta é, então, uma maneira à vista de fazer compras, assim como o cheque. Todavia, é uma alternativa mais segura e cômoda, tanto para quem compra, quanto para quem vende.

Quais são as diferenças entre o débito e o crédito?

A principal delas está relacionada ao momento de pagamento da compra. No cartão de débito, o pagamento é feito na hora e o dinheiro sai diretamente da conta do usuário naquele momento.

Já no caso do cartão de crédito, o usuário paga a compra somente na próxima fatura.

Ao mesmo tempo em que o crédito precisa de um limite (e não de valores reais de dinheiro) para fazer a compra, no caso do débito, precisamos ter valores reais a serem descontados de forma automática, no instante da transação.

Outra diferença relacionada à instantaneidade do pagamento é que enquanto no débito só é possível fazer compras diretas, no crédito podemos parcelar em vários meses.

Assim, o cliente só deverá retirar o dinheiro de cada parcela no momento de pagar suas faturas, mensalmente.

Quais são as vantagens do cartão de débito?

O cartão de débito é uma opção repleta de vantagens. Uma delas – que pode ser vista como algo não tão bom por algumas pessoas – é a questão de que você faz a compra e já é descontada da conta.

Por mais que às vezes seja interessante ter um prazo maior para fazer as compras, o débito é uma boa opção para pessoas muito compulsivas e com alta possibilidade de adquirir dívidas no crédito.

Isso acontece porque elas apenas poderão comprar se tiverem saldo, o que evita aquele processo de compra por impulso.

Ao mesmo tempo, se você tiver dinheiro na conta, também pode agir dessa forma negativa, então tudo depende da sua própria educação financeira e do quanto controla as suas finanças.

Veja outras vantagens do cartão de débito:

  • Possibilidade de fazer compras online;
  • Maior controle dos gastos;
  • Não é preciso passar por uma análise de crédito;
  • Não existem encargos em compras no cartão de débito;
  • Alta aceitação comercial;
  • Maior segurança, já que não é preciso andar com quantias de dinheiro no bolso, e o cartão é protegido por senha;
  • Acúmulo de milhas, descontos e cashback em compras realizadas no cartão.

Quais são os pontos negativos do cartão de débito?

Falando sobre pontos negativos específicos do débito, não acreditamos que exista algo pontual, já que ele funciona como o dinheiro.

Os pontos ruins estão relacionados ao comportamento de compra de quem está gastando o valor, e não do meio de pagamento.

Todavia, existe um recurso atrelado à muitas opções de débito, e ele é chamado de cheque especial.

O cheque especial funciona da seguinte maneira: ao fazer uma compra no débito sem saldo disponível na conta, algumas contas disponibilizam valores “emergenciais” para liberá-las sem problemas.

A parte do “sem problemas”, na verdade, é perigosa. Por mais que você possa arcar com emergências ou garantir algum produto mesmo quando não tem o dinheiro naquela hora, terá que bancar todas as taxas e juros abusivas.

De forma geral, o banco te empresta um dinheiro para cobrir eventuais gastos, mas cobra uma série de juros em cima do valor.

Dependendo do banco, a taxa de juros do cheque especial poderia chegar a 400% ao ano (até 2019).

Em janeiro de 2020, o Banco Central limitou os juros do cheque especial em 8% ao mês, mas mesmo assim, o valor ainda é extremamente abusivo.

Por isso, muitas pessoas entram em uma verdadeira bola de neve, já que não conseguem arcar com uma dívida que só cresce. Tudo isso, de maneira muito rápida.

Débito ou crédito: quando usar cada um deles?

A realidade cada vez mais frequente é que uma pessoa tenha, ao mesmo tempo, um cartão de débito e um de crédito.

Por isso, pode surgir aquela famosa pergunta: quando devo usar cada um deles?

E sim, podemos dizer que existem momentos mais propícios para fazer compras à vista ou a prazo. Vamos listar os principais deles abaixo.

Como funciona o cartão de crédito e quando usá-lo

Conforme já adiantamos, o banco faz uma espécie de “empréstimo” para que o cliente faça a compra com o crédito e pague depois. Ainda é possível fazer parcelamentos, que podem ter encargos cobrados ou não.

O crédito, então, é uma boa oportunidade para fazer compras maiores. Isso acontece justamente pela possibilidade de dividir em diversas parcelas, diluindo o “peso” desse valor e permitindo que você se reorganize para pagá-lo de forma mais saudável.

Tela de controle dos cartões no Mobills

Além disso, para quem tem um bom controle financeiro, compras no crédito são interessantes até quando você tem o dinheiro para pagar à vista.

E o motivo é simples: com o passar das parcelas, o seu dinheiro estará rendendo na conta.

De toda forma, muitas vezes não vale à pena parcelar compras pequenas, até mesmo quando existe rendimento na conta, porque ele seria mínimo e comprometeria o limite do cartão.

Então, compras maiores podem ser feitas no crédito idealmente.

Outro momento propício para usar o cartão de crédito é em compras online. Por mais que, atualmente, o meio de pagamento de débito online esteja se popularizando, a maioria dos estabelecimentos na internet ainda não o aceita.

Dessa forma, é possível que você tenha que recorrer ao tradicional boleto, que conta com um período mais demorado de aprovação da compra.

Por isso, o cartão de crédito é uma opção prática para este momento.

E o débito? Quando usá-lo?

Assim como o cartão de crédito, temos momentos específicos em que é melhor recorrer para este meio de pagamento. Listamos os principais:

  • Compras menores e do dia-a-dia;
  • Quando houverem descontos significativos para compras feitas no débito, já que muitos estabelecimentos trabalham com esse incentivo;
  • Quando você não tiver um perfil de consumo muito controlado.

Como controlar o cartão de débito?

Ao usar o cartão de débito, é importante ressaltar que devemos trabalhar com um bom planejamento e controle financeiro.

Acreditamos que a melhor forma de manter um bom controle é visualizando, de forma completa, todos os seus gastos.

Imagem representando o controle de gastos no Mobills

Indo além, é importante fazer uma análise minuciosa da sua rotina financeira, ou seja, aqueles lugares pelos quais você anda fazendo compras e deixando o seu dinheiro.

A partir desse diagnóstico, você saberá quais compras são aceitáveis e quais são nocivas e podem estar te impedindo de conquistar sonhos, sair das dívidas ou bater metas que envolvem as finanças pessoais.

Conclusão

Com o Mobills, nosso aplicativo de controle financeiro pessoal e planejamento online, você pode cadastrar todos os gastos, entendê-los de forma ideal e, mais do que isso, categorizá-los para ter uma visão ainda mais completa.

Com o controle do seu dinheiro na palma das mãos, gerenciar o uso dos seus cartões de débito e crédito torna-se uma missão muito mais simples e eficaz.

Dessa forma, você será capaz de fazer as melhores escolhas financeiras, além de estar pronto para bater todas suas metas.

Sabendo disso, aproveite a oportunidade: Conheça o Mobills!

Comente, nos siga nas redes sociais e compartilhe este conteúdo!

O que achou do artigo “Como funciona e quando devo utilizar o cartão de débito?”?

Se gostou, então, cadastre-se na nossa Lista Vip para receber as novidades em primeira mão e compartilhe esse post com seus amigos e familiares que possam se interessar.

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, sugira novos temas e deixe seu comentário!

Quer acompanhar nosso conteúdo no Instagram? Siga @mobillsedu!

Não deixe, também, de acessar o canal do Mobills no Youtube.


VEJA TAMBÉM:

Postado em: Finanças Pessoais


Escrito por Carlos Terceiro

Carlos Terceiro, Fundador e CEO do Mobills, o aplicativo de finanças pessoais com o maior número de clientes no Brasil. Empreendedor movido pelo propósito de transformar a vida financeira dos brasileiros para melhor. Formado em análise de sistemas e Pós-graduando em Finanças e Investimentos pela PUCRS.

    Junte-se a mais de 239.950 pessoas

    Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

    Logo Mobills
    Mobills Google Play
    Mobills Apple Store
    Mobills Web