Pesquisar Fechar Menu
Melhores Melhores Guias Guias Ferramentas Ferramentas Mobills Mobills

Cálculo de Férias Proporcionais Online

Quer saber como calcular o valor que deve receber de férias proporcionais? Utilize nossa calculadora de forma gratuita!

Cálculo de Férias Proporcionais
R$
Meses
Resultado
EventoValor
Número de dias de férias
Valor férias proporcionais
1/3 férias
Valor total férias proporcionais
Compartilhar resultado
Clique no botão para copiar o link abaixo:
Ou compartilhe direto nas redes sociais:
*Os resultados dessa calculadora são simulações. Podendo assim, sofrer divergências causadas por mudanças nas regulamentações e taxas. Esta página tem caráter informativo, sem valor legal. Portanto, não dispensa a consulta de um profissional da área.
*Os resultados dessa calculadora são simulações. Podendo assim, sofrer divergências causadas por mudanças nas regulamentações e taxas. Esta página tem caráter informativo, sem valor legal. Portanto, não dispensa a consulta de um profissional da área.

Sair de férias é sempre um momento muito esperado. No entanto, alguns imprevistos podem acontecer e você não ficar na empresa até a data certa.

Contudo, mesmo nesses casos, o trabalhador não perde o direito de receber o valor devido de férias, entretanto, o valor será proporcional ao tempo trabalhado.

Sendo assim, para aprender como calcular férias proporcionais e manter suas finanças organizadas, continue lendo!

Cálculo de férias proporcionais online

Como utilizar a calculadora de férias proporcionais

Utilizar a calculadora de férias proporcionais é simples, basta seguir os passos abaixo:

  1. Preencha o valor do seu salário bruto;
  2. Preencha os meses trabalhados;
  3. Clique em calcular;
  4. Saiba o seu resultado.

Para saber mais sobre esse direito, prossiga a leitura, vamos explicar todos os detalhes sobre férias proporcionais e como fazer o cálculo.

Como funcionam as férias proporcionais?

Todo trabalhador tem direito a receber o valor proporcional a um salário bruto, adicionado de 1/3 de bonificação ao sair de férias.

Toda via, muitos acreditam que, a demissão do funcionário antes de completar o período de 1 ano ode ocasionar a perda desse valor. Mas essa informação é incorreta.

Mesmo que a saída da empresa aconteça antes de completar o período aquisitivo de férias, ainda existe o pagamento, porém, nesse caso, é proporcional ao período que trabalhou.

Dessa maneira, se você trabalhou 7 meses, vai receber o proporcional a esse tempo, por exemplo. Inclusive o valor de 1/3 será, também, sobre o proporcional.

Como calcular as férias proporcionais?

Para realizar o cálculo das férias proporcionais você deve multiplicar o valor do salário bruto pelo número de meses trabalhados e então dividir por 12, que é o valor cheio das férias.

Além disso, é preciso somar 1/3 para ter o valor total que irá receber de férias proporcionais.

Por exemplo, um trabalhador demitido, que trabalha por 6 meses na empresa e ganha R$ 2.000,00, então o valor das férias proporcionais dele é de (2.000*6)/12 acrescidos de um terço.

Sendo assim, fica em R$1.300,00. Mas, pode ser um cálculo complicado, então para facilitar você pode utilizar nossa calculadora acima.

Quem tem direito as férias proporcionais?

Todo trabalhador que trabalhe de acordo com CLT tem direito a receber o valor referente as férias proporcionais. Mesmo que ainda não tenha feito 1 ano de empresa.

Além disso, existem casos em que o trabalhador tem mais de um ano de férias. Nesse caso, ele recebe o valor total mais o valor de férias proporcional ao tempo que exceder um ano.

O que você precisa saber antes de tirar férias

Os pontos principais são os valores que irá receber e o período que irá ter de descanso. Contudo, tirar férias é muito importante para sua saúde mental e física.

Outro ponto a saber é que o valor referente as férias deve cair na conta do trabalhador até dois dias antes de começar o período de descanso.

 Dúvidas frequentes sobre o assunto [FAQ]

Por lei todo trabalhador tem direito a 30 dias de férias a cada doze meses. As férias proporcionais dizem respeito ao período de férias menor que 12 meses.

Por exemplo, se um trabalhador for dispensado tendo trabalhado 10 meses ele recebe férias proporcionais a esse período, que seria 10/12.

A reforma trabalhista estipula que o trabalhador, estando em concordância com o empregador, poderá parcelar suas férias por até 3 vez, desde que respeite o seguinte:

  • Um dos períodos tem que ser de 14 dias ou mais;
  • Não tenha menos que 5 dias corridos.

Também chamado de abono de férias, corresponde ao adicional que o trabalhador recebe ao tirar férias. É referente a 1/3 do salário bruto.

Quando sai de férias o trabalhador recebe adiantado um salário integral acrescido de 1/3 de férias.

Para calcular o valor recebido pelo período de férias basta somar o salário bruto a 1/3 de férias e subtrair os descontos.

Então, se você recebe R$3.000, o abono será de R$1.000. Nesse sentido, o valor bruto recebido de férias seria de R$4.000.

O primeiro passo é saber quantos dias de férias serão tirados, já que o pagamento é feito proporcional a isso.

O valor deve cair na conta do trabalhador, a mesma em que ele recebe o pagamento, com antecedência de pelo menos 2 dias, segundo o artigo 145 da CLT

Em regra o trabalhador não recebe nada no no pagamento seguinte ao voltar de férias de 30 dias, isso porque, o valor referente ao mês já foi antecipado ao sair.

No entanto, se o período de férias for menor que 30 dias, o trabalhador recebe normalmente pelos dias trabalhados.

De acordo com a CLT o período de férias deve ser tirado até 12 meses depois do direito estabelecido. Ou seja, depois que o trabalhador fizer 1 ano de empresa, tem 12 meses para gozar do descanso.

Caso a empresa não conceda as férias dentro desse prazo, o trabalhador tem direito a receber o valor integral dobrado, inclusive o acréscimo de 1/3.

De acordo com o artigo 140 da CLT só podem ser antecipadas as férias dos trabalhadores que tenham menos de 1 ano em caso de férias coletiva.

No entanto, a MP 1046/2021 estipulou que durante o período de pandemia até as férias individuas deram ser antecipadas.

Nesse caso, o melhor a ser feito é tirar a dúvida com sua empresa.


🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.


.