Banda, buffet, vestido, igreja… Os custos para realizar o casamento perfeito são bastante altos, mas é possível realizar uma ótima festa sem se endividar, utilizando planejamento e algumas dicas.

Casamento econômico: realize a festa dos seus sonhos sem extrapolar o orçamento!

Do momento do “sim” até a chegada do grande dia, os noivos tem um longo caminho para que seja feita a festa dos sonhos

Muitos pensam que a cerimônia deve ser luxuosa e incluir todos os sonhados detalhes, mas isso pode acarretar em gastos muito além do esperado para o casal.

O casamento é um grande momento na vida da maioria das pessoas, que deve ser celebrado da melhor forma possível.

Mas, não é preciso gastar mais do que se tem e se endividar por causa disso.

Economizando aqui e ali e realizando um bom planejamento financeiro é possível celebrar esse momento especial de forma única e feliz.

Neste artigo, vamos dar várias dicas de como realizar um casamento econômico, incluindo orçamento, lista de convidados e até mesmo a escolha da data.

É possível fazer um casamento econômico?

Quando se está planejando um casamento é comum pesquisar bastante e assistir séries e reality shows sobre o tema.

Os olhos da noiva podem brilhar ao ver a decoração ideal, bolos decorados de vários andares e o vestido perfeito, querendo tudo aquilo para o seu grande dia.

No entanto, todo esse cenário digno de filme traz custos que geralmente não cabem no bolso dos noivos.

Isso não quer dizer, porém, que o casamento perfeito não possa ser econômico.

Com planejamento, negociação, cortes e adaptações em itens considerados não tão essenciais é possível abater bastante o preço gasto na festa e realizar um casamento econômico.

Quem quer baratear os custos para a realização da cerimônia deve considerar prioridades: o que é mais importante, a festa ou a lua de mel? É um problema alugar o vestido?

Lembre-se: o casamento perfeito é o que cabe no seu bolso.

Não adianta dar uma festa caríssima e ter que lidar com contas e dívidas logo no início de sua vida de casada.

Dicas para um casamento econômico

  • Faça orçamento

Ter um orçamento é a dica número 1 para quem quer ter um casamento econômico.

Saber quanto se pode gastar de forma realista é a única forma de conseguir realizar um bom planejamento e não ter gastos mais altos que o esperado.

Uma opção para isso é fazer uma planilha de gastos, definindo limites de quanto se quer gastar com cada aspecto do casamento.

Dessa forma, você terá controle total caso em algum momento do planejamento tenha que cortar ou alterar algum item, sabendo priorizar o que é mais importante.

  • Tenha uma lista de fornecedores

Flores, decoração, alimentação, bebidas… Quem organiza um casamento precisa ter fornecedores para vários itens essenciais na festa.

Uma dica para economizar é fazer uma lista de fornecedores, entrando em contato com cada um para saber diferenciais e preços e assim conseguir escolher a melhor opção com base no custo benefício.

Para conseguir bons fornecedores é interessante pedir indicações de amigos que já se casaram e realizaram essa mesma pesquisa anteriormente. Isso pode poupar tempo e dinheiro.

  • Contrate uma cerimonialista

Apesar de ser uma despesa a mais que muitas pessoas consideram supérfluas, ter uma cerimonialista pode poupar tempo, estresse e até mesmo dinheiro.

Um profissional especializado na organização de casamentos pode te dar indicações dos melhores fornecedores e te ajudar a realizar o planejamento da festa de uma forma que se adeque ao orçamento.

É, portanto, um investimento que considerando custo benefício pode valer muito a pena, já que organizar um casamento não é uma tarefa tão fácil quanto pode parecer.

Antes de escolher a cerimonialista é importante, assim como com os fornecedores, realizar uma pesquisa para encontrar um profissional que cobre um preço que caiba em seu bolso e ofereça um serviço de qualidade.

  • Planeje com antecedência

Planejar o casamento com antecedência é uma ótima forma de conseguir descontos, além de não acumular dívidas depois da festa.

É indicado que se planeje o casamento com no mínimo um ano de antecedência, para que dê tempo de pesquisar e encontrar as melhores e mais baratas opções de diversos aspectos da festa.

Pagando com antecedência o casal consegue pechinchar por um menor preço, conseguir o local ideal e evitar reajustes de valores.

  • Analise a lista de convidados

O vizinho, o colega de trabalho que você só dá bom dia, o amigo distante e sua tia-avó de terceiro grau. Todos eles podem querer ir para seu casamento, afinal, quem dispensa uma festa?

Quando se está planejando o casamento, é preciso ter em mente que cada convidado a mais significa mais custos.

Quem quer um casamento econômico deve tentar reduzir ao máximo a lista de convidados, mantendo realmente apenas familiares e amigos próximos.

Também é importante considerar em seus cálculos que cerca de 10 a 20% dos convidados não comparecem no dia da festa, e isso acontece principalmente quando não há tanta proximidade com o casal.

Uma boa técnica é fazer duas listas: uma de pessoas que realmente não podem faltar e outra de pessoas que podem ser chamadas se sobrar espaço no orçamento.

Além disso, pedir a confirmação dos convidados enviando um STD (Save The Date, ou Guarde a Data) pode te dar a dimensão correta de quantas pessoas irão para a festa.

  • Prefira dias de semana para a cerimônia

Você sabia que realizar o casamento no sábado pode aumentar em até 40% os custos com locação?

Isso porque, por ser o dia mais cotado pelos casais, ele se torna bem mais caro.

Dias de semana, de segunda a quinta-feira, são mais econômicos, tanto para a recepção e como para o contrato de fornecedores. 

A sexta-feira pode ser uma opção meio termo para quem quer poder curtir a festa até tarde sem se preocupar com trabalho no dia seguinte e pode gastar um pouco mais.

Outra opção é realizar o casamento durante o dia, já que a locação nos turnos da manhã e tarde são mais baratas.

Também há a vantagem de que, casando durante o dia, pode-se aproveitar a iluminação natural, precisando investir menos nesse aspecto. 

  • Aposte no “faça você mesma”

Alguns itens importantes do casamento podem ser feitos utilizando a técnica de DIY (Do It Yourself, ou Faça Você Mesmo).

Lembrancinhas, iluminação, arranjos de mesa e até mesmo o buquê podem ser feitos manualmente pelos noivos.

Uma ideia é utilizar garrafas antigas e latas para fazer arranjo de flores para as mesas ou  colocar luzes de Natal para iluminação.

É importante, porém, levar em consideração seu tempo para fazer tudo isso. 

Em uma rotina corrida de trabalho você consegue parar no fim do dia para fazer decorações? Se sim, o DIY é uma ótima opção para fazer um casamento econômico.

Onde posso cortar gastos para fazer um casamento econômico?

Planejar um casamento envolve vários detalhes e aspectos que devem ser levados em consideração no momento de realizar o orçamento.

Não existe casamento sem local, vestido e buffet, certo?

Porém, com algumas dicas, é possível economizar um pouco em cada um desses itens; saiba como.

  • Local

O aluguel do local em que ocorrerá a festa pode representar parte importante do orçamento do casamento; há lugares em que a locação é caríssima.

O lugar perfeito para a cerimônia, porém, não precisa extrapolar os gastos do casal.

Se você tem algum amigo ou familiar que possui um local legal, como uma chácara ou até mesmo um salão de festa que pode ser adaptado para a cerimônia, uma solução é pedir emprestado, podendo ser esse o presente de casamento dele.

Outra opção é casar em ambientes abertos, como praças ou parques. Em alguns casos, a prefeitura não cobra nada, sendo necessária apenas uma autorização formal.

Caso não tenha nenhuma dessas opções, o jeito é pesquisar bem e pechinchar para conseguir diminuir esse custo o máximo possível.

  • Convites

Uma forma de economizar com o convite de casamento é fazer um online, o que barateia bastante custos tanto de impressão e material como de envio.

Você pode escolher diversas opções, elaborar o texto conforme desejar e enviar por e-mail ou através das mídias sociais, economizando tempo na hora de entregar convites.

Caso faça questão de ter um convite em papel, uma opção é procurar fornecedores online que enviem os convites diretamente para sua casa.

Também é possível fazer os convites no modelo DIY, elaborando-os digitalmente e imprimindo em gráfica ou mesmo escrevendo manualmente, caso você tenha uma bela caligrafia.

  • Igreja

Dependendo da igreja em que você pretende se casar, os custos para o aluguel podem ser bastante altos e pode haver fila de espera de até um ano para conseguir reserva.

Se fizer questão de um casamento na igreja, uma opção é buscar igrejas menores, que podem ficar igualmente bonitas com uma boa decoração.

O casamento religioso também pode ser realizado no próprio local da festa, sendo necessário apenas montar um espaço com altar.

Normalmente, chamar um padre ou ministro para realizar o casamento em outro local é bem mais barato que alugar a igreja inteira.

  • Vestido de noiva

Toda noiva quer ter o vestido dos sonhos para celebrar seu grande dia. 

Ateliês e lojas conhecidas costumam cobrar altos preços pela peça, devendo ser evitados por quem busca um casamento econômico.

Entrando em contato com uma costureira de confiança é possível reproduzir modelos de marca por um valor bem mais em conta.

Quem não faz questão de guardar o vestido pode optar pelo aluguel, que sai bem mais barato.

Nesse caso, é possível optar pelo primeiro aluguel. Assim, a loja faz o modelo como a noiva quer, e depois disponibiliza para locação.

  • Buffet

Um bom buffet é extremamente importante para que a festa de casamento seja um sucesso. 

É possível economizar e ainda assim ter um bom serviço realizando uma ampla pesquisa de fornecedores.

Caso o casamento seja à noite, opte por reduzir a quantidade de itens servidos no coquetel (de entrada), e sirva petiscos básicos antes do jantar.

O jantar também não precisa ser um banquete, com diversas opções de prato. Duas opções de cardápio, uma com carne e uma vegetariana, é o suficiente.

Optar por massas pode baratear ainda mais os custos, além de ser uma opção que agrada bastante o paladar geral.

  • Bebidas

Investir em bebidas destiladas e champanhe encarece bastante o orçamento. 

Compensa mais comprar bebidas como vinho, cerveja ou um drink, como caipirinha, onde o destilado estará presente em menor quantidade.

Uma opção para inovar é usar o champanhe com vários tipos de sucos naturais, formando assim os coquetéis de diversos sabores e cores.

Também é possível comprar esses itens em consignado, precisando os noivos pagar apenas por aquilo que for consumido.

  • Bolos e doces

Quantas vezes você de fato já comeu um bolo de casamento?

Apesar de lindíssimo e essencial na decoração, o bolo costuma sobrar já que os convidados costumam se encher com docinhos e outros itens da festa.

Portanto, você não precisa investir em um bolo de sete andares, por exemplo.

É possível economizar encomendando um bolo cenográfico, em que nem todas as camadas são realmente comestíveis.

Outra opção é encomendar dois bolos: um menor porém bastante decorado, para decoração, e outro que ficará na cozinha para ser distribuído, que não precisa ser tão decorado.

Sobre os docinhos, não é necessário investir tanto na variedade. Três tipos de doce são o suficiente, sendo indicado evitar nozes ou frutas vermelhas, que são mais caras.

  • Foto e vídeos

É extremamente importante que esse momento especial seja registrado para que no futuro você possa ver e mostrar as fotos para seus filhos.

Quem quer economizar pode cortar a opção de vídeo, que apesar de bastante interessante encarece o orçamento.

Para economizar nesse aspecto é importante fazer uma boa pesquisa para encontrar um profissional que tem um bom portfólio e cobre um preço que cabe no orçamento.

Se você tiver algum amigo ou familiar fotógrafo, pode pedir que a cobertura da cerimônia seja feita como um presente, ou pelo menos pedir um desconto amigo.

Para evitar de ter de contratar toda uma equipe para a cobertura da festa você pode contratar apenas um profissional para fazer as fotos dos momentos mais marcantes e fazer o restante dos registros com câmeras digitais.

  • Música

Contratar uma banda para tocar no casamento é um custo bastante alto e que pode ser evitado caso você esteja buscando um casamento econômico.

Sendo um casamento menor e mais íntimo, é possível que você mesma faça uma playlist com as músicas preferidas do casal para que fique tocando durante a festa.

Mas, se você tem algum amigo ou familiar músico, use a mesma tática do fotógrafo: pergunte se ele não topa tocar no seu casamento de graça como um presente, ou pelo menos, te oferecer um desconto.

  • Flores e decoração

É possível fazer uma decoração simples, bonita e barata utilizando DIY, como já falamos anteriormente.

Sobre as flores, dá para encontrar promoções com fornecedores se a data de seu casamento for logo após dias festivos como Dia das Mães ou Dia dos Namorados.

Opte por utilizar flores da estação, já que elas têm um preço mais baixo e duram mais durante a festa.

Dá para economizar nos arranjos utilizando bastante folhagem verde na decoração.

  • Terno do noivo

Pesquisando bastante, dá para encontrar opções de ternos baratos, já que não é necessário que o noivo use um modelo exclusivo.

Assim como o vestido, traje pode ser alugado. Em alguns locais, alugar o terno junto com o vestido pode garantir um bom desconto.

  • Aliança

Os preços de aliança podem variar bastante, seja pelo modelo, material, marca, ou mesmo pelo local da compra.

É importante fazer uma boa pesquisa e se preocupar com a qualidade, já que nesse caso o barato pode sair caro: você não quer que sua aliança descasque após um tempo.

É essencial exigir a nota fiscal e o certificado de garantia e guardá-los em alguma pasta para que não sejam perdidos.

O polimento e a gravação dos nomes dos noivos e da data do casamento costumam ser feitos gratuitamente.

  • Lua de mel

Há casais que preferem economizar na festa e gastar mais na lua de mel, assim como tem quem prefira dar uma festa de arromba e viajar para algum canto mais perto.

Dá para economizar na lua de mel buscando destinos locais; existem diversos locais turísticos brasileiros que você ainda não conhece.

Caso queira viajar para o exterior, é interessante escolher locais que não estejam em alta estação na data após o casamento.

Se você quer ir para a Europa, por exemplo, fuja dos meses entre junho e setembro, já que nesse período passagens e hospedagens são mais caras.

Épocas de dezembro, janeiro e julho também costumam ser mais caras por ser período de férias.

  • Dia da noiva

É bastante comum que no dia do casamento a noiva tenha um dia de princesa, com direito a unhas, cabelo e maquiagem.

Para economizar, cuide da sua alimentação para estar com a pele bonita, e faça depilação, sobrancelha, e unhas no dia anterior. 

No dia do casamento, faça apenas cabelo e maquiagem, escolhendo para isso um salão de confiança. 

Não adianta pagar mais barato para uma amiga fazer esse trabalho caso ela não seja profissional; você com certeza quer estar linda no grande dia.

  • Lembrancinha

Os tradicionais bem-casados podem servir de lembrancinha e, com uma boa pesquisa, não custam tão caro.

Outra opção é dar de lembrancinha para os convidados itens da decoração, como guardanapos e arranjos de mesa (que podem ser feitos por você mesma).

Conclusão

O mais importante do casamento não é o quanto foi gasto na festa, mas sim a felicidade de reunir os amigos e família para celebrar o amor.

Como mostramos, você pode sim ter uma cerimônia memorável economizando bastante: tudo isso com organização e planejamento financeiro.

Seja para se casar, viajar ou comprar uma casa ou veículo próprio, a educação financeira é a chave para alcançar seus sonhos.

Para isso é bastante importante que você se acostume a anotar gastos e realizar orçamentos.

Tudo isso pode ser feito com o Mobills, considerado o melhor aplicativo de finanças!

Comente, nos siga nas redes sociais e compartilhe este post!

E aí, o que achou do artigo sobre casamento econômico: realize a festa dos seus sonhos sem extrapolar o orçamento!?

Se gostou, então, cadastre-se na nossa Lista Vip para receber as novidades em primeira mão e compartilhe esse post com seus amigos e familiares que possam se interessar.

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, sugira novos temas e deixe seu comentário!

Quer acompanhar nosso conteúdo no Instagram? Siga @mobillsedu!

Não deixe, também, de acessar o canal do Mobills no Youtube.


VEJA TAMBÉM:

Postado em: Estilo de Vida


Escrito por Larissa Brioso

Estudante de Economia na Universidade Federal do Ceará e Educadora Financeira na Mobills. Cresci com o desejo de possuir a minha independência financeira e aos 17 anos me tornei estudante incansável das técnicas de gerenciamento financeiro e investimentos.


    Junte-se a mais de 239.950 pessoas

    Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

    Logo Mobills
    Mobills Google Play
    Mobills Apple Store
    Mobills Web