Se você chegou até este conteúdo por viver a situação em que “meu marido não tem controle financeiro”, saiba que existem bons caminhos para reverter o cenário. Vamos te ajudar!

Meu marido não tem controle financeiro: como ajudá-lo?

A vida em família é repleta de desafios, disso temos certeza. E, quando colocamos o dinheiro em jogo, uma série de problemas podem surgir. Um dos principais permeia a questão: “meu marido não tem controle financeiro, como ajudá-lo?”

Além de ser algo que obviamente é prejudicial para o outro, a falta de controle das finanças pessoais de uma pessoa tem o poder de impactar o casal e o restante da família, quando for o caso.

Isso acontece por um motivo simples: por mais que, antes de um casal, vocês sejam indivíduos, algumas decisões pessoais podem atingir ambos os lados.

As consequências podem ser positivas ou negativas e, no segundo caso, é preciso prestar muita atenção.

Caso o tema não seja discutido e enfrentado de forma saudável, uma série de problemas podem aparecer. E é justamente pensando nisso que criamos este conteúdo.

Vamos te ajudar a entender a situação e enfrentá-la junto ao seu parceiro.

A importância da educação financeira para o casal

Conforme já adiantamos, decisões individuais têm um grande poder de impactar toda a família. Afinal, vocês moram juntos, dividem contas, responsabilidades e desafios relacionados à vida financeira.

Nesse sentido, trabalhar com a educação financeira para o casal é muito importante para manter a saúde financeira de todos, o que evita grandes problemas.

Sabemos o quão perigoso o endividamento pode se tornar, não apenas de forma prática, mas também no que diz respeito à saúde do relacionamento.

Problemas financeiros causam brigas, discussões, atritos e, em cenários mais graves, podem ser o principal motivo para uma separação.

Dessa forma, falar sobre o assunto e, mais do que isso, enfrentá-lo de cara, se tornou uma necessidade para os casais. Ninguém quer viver uma vida em crise, não é mesmo?

Meu marido não tem controle financeiro: como lidar?

Se você vive uma situação em que o seu parceiro é descontrolado com as finanças, entendemos o quão complicada deve ser a rotina.

Afinal, enquanto você se organiza para manter a saúde dos gastos em casa, o outro é responsável por “atrapalhar” o bom funcionamento de algo que requer muito planejamento e controle financeiro.

Sabendo disso, entenda que esse cenário não deve se manter dessa forma. Por isso, vale fazer algumas tentativas de melhorar a situação.

Foque na expressão “tentativas”, porque ela é muito importante. Antes de mais nada, você deve ter em mente que a mobilização deve partir do outro.

Enquanto outras pessoas insistirem na mudança de alguém que não tem interesse nenhum em sair do lugar e melhorar, todo o esforço será em vão.

Pensando nisso, veja os nossos conselhos como uma forma de estimular a melhora do comportamento do parceiro, mas não espere que somente com isso será possível melhorar a situação por completo.

Em um primeiro momento, então, você deve lidar com a situação sabendo que tem o poder de ajudar, mas não de mudar alguém.

Ajudando o marido descontrolado financeiramente

Vamos, então, para o momento mais esperado deste conteúdo: as dicas práticas!

Agora que você já entendeu que esse é apenas o pontapé de um processo muito mais complexo, veja algumas formas de ajudar.

Não ignore os problemas

Se você chegou neste post, acreditamos que o primeiro passo já foi dado. Ao ignorar os problemas do casal, o que acontece, na verdade, é a criação de uma bola de neve.

Ela, por sua vez, se acumula em meio à falta de diálogo, que contribui para a sua frustração e desânimo cada vez maior. Esses sentimentos são fundamentais para incitar brigas, discussões e possíveis separações.

Agora, além de enfrentar o problema de frente, convide o outro a entender também.

Sabemos o quanto é difícil apontar questões que não são nossas. Todavia, quando elas estão te impactando diretamente, não tem como simplesmente “seguir em frente” e “lidar” com o erro alheio.

Por isso, uma boa conversa é importante para começar bem.

Tela do Mobills mostrando o controle e análise de contas

Apresente seus principais pontos que sustentam a afirmação, mostre as contas da casa, faça cálculos e aponte o quão melhor a vida poderia ser caso houvesse um controle maior.

Defina os objetivos do casal

Cada pessoa é de um jeito. Temos nossos gostos, desejos, prioridades e modos de lidar com o dinheiro e praticar o consumo.

Por isso, para que você não precise constantemente apontar “o que está errado” no seu marido, uma das melhores estratégias é definir os objetivos coletivos do casal.

Eles envolvem, obviamente, as obrigações. Luz, água, contas básicas e todo aquele gasto necessário para manter a vida saudável de vocês.

Ao estabelecer esses gastos, que são coletivos, você terá uma autonomia muito maior para adotar medidas mais “duras” quando for necessário.

Nesse sentido, se o seu marido não apresentar desejo de mudar seus gastos pessoais, isso será um problema dele, já que as contas da família estarão caminhando em dia e de forma saudável.

Além de definir as contas, pense em planos e desejos para o futuro. Vocês gostariam de comprar uma casa? Comprar um carro? Fazer uma poupança para os filhos ou quem sabe uma grande viagem?

Tela do Mobills representando objetivos comuns de casais

Ao listar de forma prática esses desejos, ambos saberão de forma clara que estão trabalhando e se esforçando em algo maior. Quem sabe, assim, o seu marido reduz um pouco os gastos desnecessários?

O mesmo acontece do lado contrário: quanto mais o descontrole permanecer, mais ele saberá o quão distante está de conquistar algo tão desejado pelo casal.

Faça orçamentos mensais

Ainda sobre o que falamos anteriormente, ao organizar as responsabilidades do casal, é interessante estabelecer orçamentos.

Eles são uma espécie de “teto” de gastos das despesas da casa que deverá ser seguida para manter a saúde financeira.

Supondo que vocês estabeleceram que um valor que será gasto com lazer em um mês específico, com o passar das semanas, será muito mais fácil identificar pontos de melhoria caso o descontrole comece a aparecer, por exemplo.

O mesmo acontece do lado contrário, quando as boas práticas de finanças estão sendo colocadas em prática. É hora, por exemplo, de pensar em juntar dinheiro e sonhar ainda mais alto.

Entenda os ganhos de cada um

É importante entender os ganhos de cada um e ser capaz de estruturar um orçamento pessoal e familiar justo, sempre que possível.

O que pode acontecer, muitas vezes, é o seguinte: um dos dois gasta de forma extremamente descontrolada. Com isso, tem disponível um valor muito pequeno para os gastos obrigatórios.

Dessa forma, o outro sempre acaba se prejudicando ao pagar contas, já que assume uma proporção maior do que dá conta.

Tela de planejamento financeiro no Mobills para manter o controle do orçamento pessoal e familiar

Com a estruturação do orçamento, esse problema provavelmente não vai mais existir, mas para que ele funcione, é preciso entender os ganhos de cada um.

Por isso, mais uma vez, é importante manter o diálogo e a sinceridade. Após ter essas informações bem claras, um cálculo deverá ser feito para ponderar o quanto cada um pode contribuir nas contas conjuntas.

Um valor de R$ 500 é sentido de forma diferente por quem ganha R$ 1.000 e por quem ganha R$ 5.000. Sabendo disso, essa estruturação deve ser feita de maneira compatível com a realidade de cada um.

Tenha paciência

Este é aquele ponto fundamental para que o processo de ajuda funcione. A paciência e consciência de que as coisas levam tempo são cruciais para que tanto você, quanto o seu marido, sejam capazes de passar por essa fase de maneira leve.

Mais uma vez, o cuidado com as finanças é um ponto muito importante na vida de qualquer casal, e devemos buscar por formas de encontrar um equilíbrio a partir de ações maduras e bem estruturadas.

Por isso, exercite a escuta, converse, seja clara em relação ao problema. Afinal, ele é sim uma questão em evidência e negativa. Gastos descontrolados são nocivos e deve ser encontrada a melhor forma de lidar com essa questão.

Conclusão: meu marido não tem controle financeiro, mas posso ajudá-lo!

Finalmente, com este conteúdo, esperamos que tenhamos te ajudado a compreender as frustrações que envolvem o cenário do “meu marido não tem controle financeiro”.

Mais do que a compreensão, esperamos também que vocês sejam capazes de resolver tudo da melhor forma possível.

Para que o processo possa ser devidamente documentado e organizado — algo muito importante para conquistar a saúde financeira — você pode contar com uma ajuda a mais.

Aqui no Mobills, oferecemos um aplicativo de controle e planejamento financeiro, para que não só você, como o seu companheiro, possam entender tudo sobre a vida financeira da família.

Com isso, serão capazes de lidar com o dinheiro de forma cada vez mais madura, realizando sonhos e deixando os momentos de crise no passado!

Se você gostou deste conteúdo “Meu marido não tem controle financeiro: como ajudá-lo?”,  conheça o Mobills, e veja todos os benefícios práticos que podemos trazer para a sua rotina.

Comente, nos siga nas redes sociais e compartilhe este conteúdo!

O que achou do artigo “Meu marido não tem controle financeiro: como ajudá-lo?”?

Se gostou, então, cadastre-se na nossa Lista Vip para receber as novidades em primeira mão e compartilhe esse post com seus amigos e familiares que possam se interessar.

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, sugira novos temas e deixe seu comentário!

Quer acompanhar nosso conteúdo no Instagram? Siga @mobillsedu!

Não deixe, também, de acessar o canal do Mobills no Youtube.


VEJA TAMBÉM:

Postado em: Finanças Pessoais


Escrito por Larissa Brioso

Estudante de Economia na Universidade Federal do Ceará e Educadora Financeira na Mobills. Cresci com o desejo de possuir a minha independência financeira e aos 17 anos me tornei estudante incansável das técnicas de gerenciamento financeiro e investimentos.

    Junte-se a mais de 239.950 pessoas

    Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

    Logo Mobills
    Mobills Google Play
    Mobills Apple Store
    Mobills Web