Melhores Melhores Melhores Ferramentas Ferramentas Ferramentas Mobills Mobills

Transferências internacionais de dinheiro: o que são, custos e como fazer?

Tudo o que você precisa saber sobre transferências internacionais.

Artigo escrito por Almir Gomes em 21 de Fevereiro de 2024

Para indivíduos de alta renda com compromissos financeiros que muitas vezes ultrapassam as fronteiras do país, é fundamental entender como fazer transferências internacionais.

Neste conteúdo, exploraremos o significado dessas transações, desmistificaremos os custos associados e apresentaremos estratégias eficazes para realizá-las e o melhor banco para fazer isso.

Abordaremos as opções disponíveis, desde taxas bancárias até serviços especializados, proporcionando uma visão abrangente sobre como otimizar suas remessas e garantir que seus recursos cruzem fronteiras de forma inteligente e econômica. Vamos lá?

O que são as transferências internacionais?

Transferências ou remessas internacionais de dinheiro referem-se à movimentação de fundos financeiros entre países, do Brasil aos EUA, por exemplo.

Esse processo é comumente utilizado por indivíduos, empresas e instituições financeiras para enviar dinheiro além das fronteiras nacionais.

Geralmente, envolve a conversão de uma moeda para outra, sujeita a taxas de câmbio. Por falar nisso, faça uma simulação de conversão de moedas com a nossa ferramenta exclusiva:

Pessoas de alta renda, com compromissos financeiros globais, utilizam esse serviço para transações comerciais, investimentos, suporte a familiares no exterior ou até mesmo para diversificação de ativos.

Como funciona uma transferência bancária internacional?

As transferências internacionais podem ser realizadas por intermédio de instituições bancárias, serviços financeiros online especializados ou meios eletrônicos, cada um com suas características e custos específicos.

Uma transferência bancária internacional envolve diversos passos.

  1. Primeiramente, o remetente fornece detalhes da conta do destinatário, incluindo o código SWIFT/BIC do banco e o número da conta.
  2. O banco do remetente converte o valor para a moeda do destinatário usando a taxa de câmbio atual.
  3. Em seguida, a transação é encaminhada através do sistema bancário internacional, muitas vezes utilizando uma rede como a SWIFT, que coordena a transferência entre os bancos envolvidos.
  4. O banco do destinatário converte novamente o valor, se necessário, e credita a conta do destinatário.

É importante notar que esse processo pode envolver taxas de conversão de moeda e taxas de transferência, impactando o custo total da operação. Falaremos sobre os custos mais adiante no conteúdo.

Quando devo mandar dinheiro para o exterior?

Uma pessoa, especialmente as de alta renda, pode se deparar com algumas situações em que dependerá de um serviço de transferência internacional, tais como:

  • Investimentos e diversificação internacionais: indivíduos de alta renda podem enviar dinheiro para investir em ativos estrangeiros, como ações, títulos ou imóveis.
  • Educação no exterior: financiamento de mensalidades, despesas de vida e outras necessidades relacionadas à educação de filhos em instituições estrangeiras.
  • Negócios globais: empresários e profissionais podem realizar transferências para efetuar pagamentos a fornecedores ou parceiros comerciais no exterior.
  • Compra de propriedades: adquirir propriedades ou investir em imóveis em países estrangeiros.
  • Apoio financeiro a familiares: auxílio financeiro a membros da família que residem em outro país.
  • Viagens e estadias: cobrir despesas durante viagens prolongadas, estadias temporárias ou para aquisição de bens no exterior.
  • Pagamentos de empréstimos: cumprir obrigações financeiras, como pagar empréstimos ou hipotecas em moedas estrangeiras.
  • Tratamentos médicos internacionais: cobrir custos associados a tratamentos médicos ou procedimentos realizados em outros países.
  • Doações e caridade: contribuir financeiramente para organizações de caridade ou causas internacionais.

Quais são os valores e custos de uma transferência internacional?

Ademais, é importante estar atento à legalidade da instituição escolhida para não sofrer punições ou investigações fiscais.

Além disso, é crucial verificar as políticas específicas do banco ou serviço, ler os termos e condições, e estar ciente de todas as taxas antes de realizar uma transferência internacional.

Em resumo, a transferência deve ser realizada seguindo processos que estejam em conformidade com as normas do país de origem e da outra nação envolvida na operação.

No mais, é importante ter em mente que cada país possui suas próprias regulamentações fiscais, taxas e impostos, bem como suas leis financeiras.

Alguns dos principais custos incluem:

  • Taxas de transferência: bancos e provedores cobram uma taxa fixa por cada remessa realizada.
  • Taxas de câmbio: a conversão de uma moeda para outra envolve taxas de câmbio, que podem ser oferecidas pelo banco ou serviço e influenciam o montante final recebido pelo destinatário.
  • Taxas intermediárias: bancos intermediários, quando envolvidos na transação, podem cobrar taxas pelo processamento da transferência.
  • Margem do fornecedor: alguns provedores de serviços utilizam uma margem para oferecer taxas de câmbio menos favoráveis, aumentando seus lucros.
  • Impostos: dependendo do país de origem e destino, podem existir impostos sobre ganhos de capital ou transferências internacionais.

IOF em transferências internacionais

Para transferências internacionais, o IOF é de:

➡️ Transferência Internacional para terceiros e remessas do exterior para o Brasil: 0,38%.

➡️Transferências para contas do mesmo titular: 1,1%.

➡️Transferências para contas do mesmo titular: 1,1%.

Compra de moeda em espécie: 1,1%.

Contudo, por meio de um novo decreto, o IOF de 1,1% será zerado em 2028.

Outra boa notícia é que, nos próximos anos, haverá uma redução gradual do IOF dos cartões de crédito, débito e pré-pago.

Hoje, essa modalidade é tarifada em 6,38%. Em 2028, essa tributo também será zerado. Vai acontecer assim:

  • 2023: 6,38% para 5,38%.
  • 2024: 5,38% para 4,38%.
  • 2025: 4,38% para 3,38%.
  • 2026: 3,38% para 2,38%.
  • 2027: 2,38% para 1,38%.
  • 2028: 1,38% para 0%.

Qual o melhor banco para fazer transferência internacional?

Hoje, o banco Santander, especialmente os clientes correntistas do Santander Select, é um dos melhores para realizar esse tipo de transação entre países.

Desse modo, optar por uma conta Santander Select se revela uma escolha estratégica para quem busca eficiência e comodidade, pois há isenção de tarifas que reduzem o custo de suas remessas.

Com uma ampla gama de serviços personalizados, a conta Select oferece benefícios exclusivos, como:

  • Tarifa zero de contratação.
  • Isenção de taxas adicionais.
  • Enorme número de moedas disponíveis para câmbio.
  • Serviço online disponível 24 horas por dia pelo site ou aplicativo.
  • Isenção documental até US$ 3 mil.
  • Crédito imediato no destino (quando não exige documentação)
  • Segurança de um banco global.

Além disso, a parceria global do Santander e sua presença em diversos países garantem uma experiência financeira internacional integrada.

Dessa maneira, se você valoriza praticidade, suporte personalizado e vantagens exclusivas, convidamos você a explorar as possibilidades da conta Santander Select para otimizar suas transferências e remessas internacionais.

Abra sua conta hoje clicando no box abaixo e descubra um mundo de benefícios financeiros sob medida para suas necessidades globais.

URL Verificada
Tarifas da conta
3 meses grátis!
Tarifas de saque
R$ 0,00
Rendimento da conta
Produtos disponíveis
Cartão de Crédito, Empréstimos, Financiamentos, Investimentos
URL Verificada
  • Tarifas da conta
    • 3 meses grátis!: Após os 3 meses, você pode manter a isenção no valor do pacote Select de acordo com o volume dos seus investimentos ou pagando R$ 99,95/mês. Gratuidade na tarifa mensal do pacote de serviços ao concentrar a partir de R$ 150 mil em investimentos elegíveis.
  • Benefícios da conta
    • Isenção de tarifas: Em transferências internacionais, saques, compra e venda de moedas
    • Atendimento personalizado: Além de assessoria com especialistas
    • Programa de pontos Esfera ou Membership Rewards: Clientes Select contam com cartões que pontuam mais no programa Esfera, além da possibilidade de juntar pontos no Membership Rewards se for um cartão American Express
    • Espaços Select: Mais de 200 espaços de atendimento com conforto e privacidade.
    • 50% de redução na anuidade: Clientes Select contam com redução de 50% no valor da anuidade em cartões selecionados
    • Chat Exclusivo: Disponível 24h por dia
    • Anuidade ZERO por 12 meses no cartão Unique: Se contratado em 90 dias após abertura da conta
    • Acesso a Salas VIP no Brasil e no mundo: Os cartões Santander Select oferecem acesso em diversas salas VIP no Brasil e pelo mundo.
  • Documentos necessários
    • Documento de identidade: RG ou CNH
    • Número de CPF: CPF
  • Prós e Contras
    • PRÓS
    • Prós
      Atendimento Exclusivo
    • Prós
      Cartões com ótimos benefícios
    • Prós
      Produtos com condições diferenciadas

Como enviar e receber dinheiro pelo Santander?

Para enviar uma transferência global com o banco Santander, os passos são:

  1. Entre no aplicativo Santander e vá para o menu de Transferência Internacional. Lá, selecione a opção “Enviar dinheiro”.
  2. Escolha a moeda do destino, como o dólar, por exemplo, indique o motivo da operação e defina o valor da remessa.
  3. Selecione ou cadastre o destinatário, fornecendo o SWIFT (código do banco no exterior) e os demais dados bancários do destinatário. Confira tudo e finalize.

Por fim, para receber dinheiro de outros países:

  1. No app do Santander, use a opção “Compartilhar dados bancários” e envie para a pessoa que irá transferir o dinheiro. Lembre-se das regras de proteção dos seus dados.
  2. Verifique quando a transação estiver pronta para fechamento na seção “Receber dinheiro”.
  3. Escolha a transação desejada e o motivo da operação. A depender do motivo e do valor, o aplicativo vai lhe informar os documentos necessários.
  4. Confira as condições e finalize sua transação de câmbio, acompanhando sua concretização.


Escrito por Almir Gomes Analista de Conteúdo

Investidor buy & holder, jornalista, escritor, graduando em ciências econômicas, estrategista de conteúdo e especialista em gestão estratégica da comunicação e comunicação digital e mídias sociais.


Assine a Newsletter Mobills
Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Você também vai gostar


.
.