Mobills
Menu Mobills
Melhores Melhores Guias Guias Ferramentas Ferramentas Mobills Mobills
outros
isca
Não
anual

5 Modelos de carta de demissão para copiar

A carta de demissão é um documento muito importante na hora de sair de uma empresa. Confira modelos para se inspirar!

Artigo escrito por Claudia Borges em 05 de Novembro de 2021

A transição entre um emprego e outro pode ser cheia de detalhes e burocracias. Então, elaborar uma boa carta de demissão pode ser um problema nessas horas.

Isso porque, existem muitas dúvidas sobre o assunto: como fazer, o que escrever, o que pode ou não ser falado no documento etc.

De maneira simples, a carta de demissão é feita quando um trabalhador quer ou precisa sair de um emprego.

No entanto, o motivo não interfere no documento, então pode ser por mudança de carreira, de emprego ou até para abrir o negócio próprio para ganhar mais dinheiro.

Sendo assim, para saber todos os detalhes sobre esse documento tão importante da vida de todo profissional, continue lendo, que separamos alguns modelos para você se inspirar e copiar também.

O que é e para que serve a carta de demissão?

A carta de demissão é um documento feito pelo empregado que oficializa para o empregador o desejo de se desligar da empresa.

Sendo assim, ela deve ser entregue no momento do pedido de demissão, devendo ser feita de próprio punho e com assinatura, data, além do nome do empregador e da empresa da qual deseja se desligar.

Para a empresa, esse é um documento importante pois comprova que o desejo de desligamento partiu do empregado. Isso porque, o valor pago de indenização nesses casos é menor.

Contudo, é importante ressaltar que a carta de demissão é necessária apenas quando a decisão de sair da empresa parte do empregado.

Tipos de cartas de demissão

Como falamos, fazer uma carta de demissão é importante quando você quer sair da empresa. No entanto, existem algumas situações que podem mudar o documento.

Dessa maneira, para não se atrapalhar com mais esse detalhe na hora de sair da empresa, separamos 5 tipos de carta de demissão, com exemplos para facilitar.

1. Carta de demissão simples, com aviso prévio

Para cumprir o mês de aviso prévio, preencha a carta dessa maneira:

“À (nome da empresa que você trabalha)

Prezados (as),

Comunico formalmente, por meio dessa carta, meu pedido de demissão e desligamento do cargo de (colocar a sua função), que exerço em vossa empresa.

Sendo assim, em conformidade com a lei, afirmo que cumprirei o prazo estipulado de aviso prévio, do dia (data de início) até o dia (data do fim).

________________, _____ de ______ de ______ (local e data)

Assinatura
______________________
Nome Completo (por extenso)”

Baixe grátis esse modelo de carta simples, com aviso prévio!

2. Carta de demissão sem aviso prévio

Nem sempre é possível cumprir o aviso prévio e seja qual for o motivo, você tem direito a isso. 

Dessa maneira, utilize como modelo o seguinte documento:

“À (nome da empresa que você trabalha)

Prezados (as),

Comunico formalmente, por meio desta carta, meu pedido de demissão e desligamento do cargo de (colocar a sua função), que exerço em vossa empresa.

Informo, ainda, que não poderei cumprir o período estipulado para aviso prévio, solicitando a dispensa imediata dos meus deveres e o encerramento do meu contrato.

A urgência de minha demissão e desligamento se dá pois, (estipular o motivo, por exemplo, começar o novo emprego).

Agradeço a compreensão,

________________, _____ de ______ de ______ (local e data)

Assinatura
______________________
Nome Completo (por extenso)”

Baixe grátis esse modelo de carta sem aviso prévio!

3. Carta de demissão detalhada, com agradecimento

Existe um ditado popular que diz que nunca devemos sair de um emprego e fechar as portas que ficaram para trás.

Sendo assim, caso queira expressar sua gratidão, use o modelo a seguir:

“À (nome da empresa que você trabalha)

Prezados (as),

Comunico formalmente, por meio dessa carta, meu pedido de demissão e desligamento do cargo de (colocar a sua função), que exerço em vossa empresa.

Desejo, antes de mais nada, expressar meu apreço e gratidão pelas oportunidades que essa empresa me ofereceu e por todo crescimento, pessoal e profissional, que tive no período que aqui estive.

Entretanto, afirmo que as circunstâncias que me levaram a tomar tal decisão são estritamente profissionais e visam alcançar alguns objetivos diferentes dos alcançados aqui.

Dessa maneira, informo que cumprirei o prazo estipulado de aviso prévio, do dia (data de início) até o dia (data do fim), como determina a lei.

________________, _____ de ______ de ______ (local e data)

Assinatura
______________________
Nome Completo (por extenso)”

Baixe grátis o modelo de carta demissional com agradecimento!

4. Carta de demissão indicando que está disposto a auxiliar na transição de atividades para outro colaborador

Dependendo do tipo de trabalho que você faça, pode ser necessário uma transição mais longa para ensinar a pessoa que irá te substituir.

Dessa forma, caso você tenha interesse e disponibilidade, pode continuar contribuindo com a empresa durante esse período de aprendizado.

Veja o modelo de carta de demissão para esse caso:

“À (nome da empresa que você trabalha)

Prezados (as),

Comunico formalmente, por meio dessa carta, meu pedido de demissão e desligamento do cargo de (colocar a sua função), que exerço em vossa empresa.

Por conhecer o processo e entender a importância do cargo que exerço, me coloco inteiramente à disposição para auxiliar meu eventual sucessor no que for preciso, durante o processo de transição.

Deixo, inclusive, meu contato pessoal para que esse auxílio possa se estender até mesmo quando expirar o prazo estipulado para aviso prévio.

Em conformidade com a lei, afirmo que cumprirei o prazo estipulado de aviso prévio, do dia (data de início) até o dia (data do fim).

_________________________

Contato

________________, _____ de ______ de ______ (local e data)

Assinatura
______________________
Nome Completo (por extenso)”

Baixe grátis o modelo desse tipo de carta de demissão!

5. Modelo de carta de demissão informal

Mesmo que sua relação com a empresa e o gestor seja mais informal, ainda é necessário providenciar o documento. 

No entanto, nesses casos, a maneira de escrever a carta de demissão pode ser um pouco diferente.

Veja um exemplo de carta de demissão informal:

“À (nome da empresa que você trabalha)

Olá, (nome do gestor).

Comunico formalmente meu pedido de demissão do cargo de (seu cargo na empresa), conforme conversamos. 

Os motivos que me levaram a tal decisão, como conversado, nada tem haver com a empresa, é apenas um desejo de mudança. 

Reitero que estou à disposição caso precisem de ajuda mesmo após o período de aviso prévio, que será do dia (data de início) até o dia (data do fim).

Agradeço a compreensão,

________________, _____ de ______ de ______ (local e data).

Assinatura
______________________
Nome Completo (por extenso)”

Baixe grátis esse modelo de carta para demissão informal!

Como elaborar uma carta de demissão?

Como tem a finalidade de informar legalmente à empresa o desejo de se desligar dela, a carta demissional é um documento importante. 

Sendo assim, é preciso cuidado na hora de escrever, prestando bastante atenção na gramática e nos nomes que irá escrever. 

Outro ponto importante é deixar claro o pedido de demissão e estipular a data que ele passa a valer, se terá aviso prévio ou será imediatamente. 

As informações que devem constar na carta de demissão, são:

  • Nome do trabalhador;
  • Nome da empresa;
  • Cargo ocupado;
  • Se irá ou não cumprir aviso prévio. Se sim, informar quantos dias;
  • Data e local de onde a carta será entregue;
  • Assinatura de próprio punho.

Ademais, todas as outras informações variam de acordo com a situação de desligamento. 

Dicas na hora de pedir demissão

Não importa qual o motivo que o levou a tal decisão, seja por ter encontrado oportunidade melhor, por não estar satisfeito com seu trabalho ou por uma mudança de profissão.

Sempre faça o possível para manter uma boa relação com a empresa. Afinal, ninguém sabe como será o futuro e você pode voltar a trabalhar nela um dia. 

Mesmo na hora de pedir demissão, existe a possibilidade de manter o respeito e a cordialidade com seus superiores. Nesse sentido, veja algumas dicas:

Converse com seu gestor

Manter uma boa relação com seu superior é sempre uma boa ideia e isso não muda na hora de pedir demissão. 

Converse com ele antes de comunicar sua decisão ao RH, dessa maneira, você garante que ele não seja deixado por último na hora de receber as notícias.

Fale com antecedência

Quanto antes você avisar para a empresa melhor será para eles se organizarem com sua substituição. Portanto, seja franco e deixe seus planos claros assim que tomar a decisão de se demitir. 

Seja sincero

Muitas empresas usam esse espaço para monitorar o nível de satisfação dos empregados com a instituição, sendo assim, seja sincero. 

Se o motivo do seu desligamento foi uma oportunidade melhor, um novo rumo na sua vida profissional ou até mesmo problemas internos, fale.

Explique seus motivos, esclareça os pontos que forem necessários, mas sempre seja aberto com a empresa.

Você pode querer saber também

Não. Apesar de ser um documento importante, ela não é obrigatória. 

Segundo a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), a falta de aviso prévio por parte do trabalhador dá direito ao empregador de descontar o equivalente ao aviso prévio.

Sendo assim, a carta de demissão é um documento preventivo que dá tanto ao empregado quanto ao empregador as garantias necessárias. 

Depende do motivo. Quando pedimos demissão de um emprego, normalmente existe um objetivo que na maioria das vezes é uma mudança profissional. 

Por outro lado, quando somos demitidos somos pegos desprevenidos e sem outras possibilidades, nessa perspectiva, é melhor pedir demissão. 

Contudo, se falarmos de direitos trabalhistas, a pessoa que pede demissão deixa de receber o aviso prévio e a multa de 40% do FGT, além do seguro desemprego

Ao entregar a carta de demissão ao empregador ele deverá preencher um “Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho”, além dos cálculos de valores a receber, como FGTS.

O exame demissional deve ser feito na clínica sugerida, dentro do prazo estabelecido pela empresa.

Ele serve para comprovar que o trabalhador sai da empresa nas mesmas condições físicas que entrou.

Em primeiro lugar, a carta de demissão deve ser entregue ao RH da empresa. No documento deve constar se o funcionário fará o período pedido de aviso prévio, que é de 30 dias.

Caso opte por não fazer, o valor correspondente a 30 dias trabalhados será descontado na hora de pegar a rescisão trabalhista.

Outra responsabilidade do trabalhador é levar a carteira de trabalho para a empresa dar baixa e fazer as anotações da rescisão.

Afinal, o que não deve ter em uma carta de demissão?

Bom, falamos bastante no decorrer deste artigo sobre como escrever uma boa carta de demissão, certo? Mas existem alguns detalhes que definitivamente devem ficar de fora do seu documento.

Para começar, mesmo que você tenha passado por uma experiência ruim na empresa, não é legal usar palavras de baixo calão ou pejorativas na carta de demissão. Por isso, sempre pondere o que irá escrever.

Além disso, é importante não ser informal demais, afinal, a carta é um documento e deve ser tratado com tal. Logo, novamente a dica é pensar bem antes de escrever.

Para finalizar, pense em como gostaria de ser lembrado na empresa e no que não gostaria de ler se fosse você recebendo a carta, assim evitará erros.



Escrito por Claudia Borges Jornalista

Jornalista em formação, apaixonada por boas histórias e por transformar a vida das pessoas através da educação financeira.

  • Jornalista;
  • Redatora Mobills.

Assine a Newsletter Mobills
Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.


.