Day trade para iniciantes: veja como comprar e vender ativos no mesmo dia [Guia Completo]

É possível ganhar dinheiro na bolsa de valores no curto prazo? Leia o artigo e descubra agora as vantagens e desvantagens do day trade!

Artigo escrito por Marcos Vitor em 28 de Junho de 2021

day trade mercado

Nos últimos anos, o número de pessoas que fazem day trade cresceu exponencialmente.

Segundo dados da B3, o número de traders (investidores do mercado financeiro) não só está crescendo de forma acelerada, como está representando uma parcela cada vez maior do número total de pessoas que fazem investimentos.

Provavelmente, você já deve ter visto nos filmes aqueles profissionais que ficam o dia inteiro tentando ganhar dinheiro diante de várias telas de computadores.

Mas, com o desenvolvimento das ferramentas, hoje em dia, eles podem fazer isso com apenas um computador e sem sair de casa.

Realizando operações de curto prazo, os especuladores esperam tirar dinheiro do mercado e fazer disso uma fonte de renda.

Mas, no que consiste essa estratégia?

Neste artigo, nós vamos tratar desde a parte conceitual, passando pelas estratégias até os riscos de fazer esse tipo de operação.

Então, vamos nessa?

O que é day trade?

Day trade é o nome que se dá à operação que é aberta e fechada no mesmo dia.

Nesse sentido, não faz diferença se a negociação durou 10 segundos ou 10 horas, se foi aberta e fechada no mesmo dia, é day trade.

Os especuladores que fazem esse tipo de operação podem negociar vários ativos diferentes, como ações, derivativos, criptomoedas, entre outros.

Contudo, eles sempre preferem aqueles ativos mais voláteis para maximizarem o potencial de ganho com as oscilações diárias.

Além disso, o trader pode ganhar tanto com a queda quanto com a subida do mercado, a depender das suas análises.

Por outro lado, caso você abra e feche a operação em dias diferentes, você realizou um swing trade.

Se preferir, assista um vídeo sobre a diferença entre day trade e swing trade.

Como funciona na prática

Na prática, o especulador analisa alguns indicadores de tendência para descobrir qual é o melhor momento de entrar e de sair de uma operação.

Caso o mercado se comporte conforme suas expectativas, ele ganhará a diferença entre o preço de compra e o preço da venda do ativo.

Contudo, para fazer essas análises, os traders utilizam uma série de ferramentas que se propõem a determinar o comportamento futuro dos preços baseado no comportamento passado.

Nesse sentido, a ferramenta mais poderosa do mercado é a análise técnica.

Análise técnica

Segundo a análise técnica, é possível, através dos gráficos, identificar o melhor momento de abrir e fechar uma posição.

Nesse sentido, o que aconteceu ontem pode determinar o que acontecerá hoje, e a configuração gráfica dos preços tende a se relacionar com a direção que eles tomarão no futuro.

Os primeiros trabalhos de análise técnica datam do início do século XX, quando dois jornalistas publicavam um informativo financeiro que mais tarde viria a ser o The Wall Street Journal.

Ao longo dos anos, eles apresentaram suas teorias sobre o comportamento do mercado em artigos do jornal.

Então, o conjunto desses textos seria posteriormente reunido, gerando o que pode ser considerado o início da análise técnica.

As principais características da análise técnica são:

  • Os preços se movem em tendências e todas as notícias já estão consideradas no preço atual de mercado;
  • Analisa os dados gerados pelas transações como preço e volume;
  • Utiliza os gráficos na busca de padrões;
  • Visualiza a ação dos componentes emocionais presentes no mercado;
  • Analisa as tendências e busca determinar alvos (até onde os preços irão se movimentar).

No uso dessa ferramenta, existem alguns conceitos que você precisa conhecer.

Conceitos importantes

Para entender melhor a análise técnica, precisamos conhecer os indicadores mais usados nas análises dos traders.

Suporte

Suporte é um nível, ou região, de preços onde a força dos compradores supera a força dos vendedores.

Na prática, é quando os preços dos ativos vêm apresentando cotações cada vez mais baixas até atingirem um nível onde os compradores entram no mercado comprando esses mesmos ativos.

Isso faz com que a tendência anterior, que era de queda, seja pausada, ou, até mesmo, revertida em uma nova tendência, dessa vez de alta.

Veja o exemplo a seguir.

day trade suporte
Análise técnica – Suporte

No momento em que os compradores ganham força, a tendência anterior de baixa é pausada num primeiro momento e, logo em seguida, é revertida.

Os preços voltam a cair, mas note como as setas azuis indicam um claro ponto de suporte no gráfico. Isso é o que chamamos de reta de suporte.

Resistência

Resistência é o inverso do suporte.

As cotações vêm apresentando preços cada vez mais elevados em uma tendência de alta, mas chega o momento em que os vendedores ganham força perante os compradores.

Então, esse movimento de alta é pausado, e pode se transformar numa reversão para uma nova tendência de baixa, ou simplesmente fazer com que os preços não continuem subindo.

Veja o exemplo a seguir.

day trade resistência
Análise técnica – Resistência

Note que as cotações do ativo vinham apresentando preços cada vez maiores, numa clara tendência de alta, representada pelas setas verdes.

No momento em que os vendedores ganharam força em relação aos compradores, a tendência foi interrompida e o ativo começou a “andar de lado”, e toda vez que chegava próximo à região de resistência, voltava a cair.

Média móvel

 A média móvel é um indicador que representa a média de cotações no período estipulado.

Com isso, o especulador pode acompanhar quais foram os preços médios de um ativo ao longo do tempo.

A ideia por trás é que a média móvel suaviza os movimentos do preço, ou seja, retira os ruídos, representados pelas oscilações fortes.

Dessa forma, o comportamento do preço do ativo torna-se mais simples e claro de entender.

Contudo, existem vários tipos de média móvel: a simples, a exponencial, a ponderada e a de Hull. Ademais, o uso de cada uma delas vai depender da estratégia de cada pessoa.

Além disso, o período analisado também vai variar de acordo com a análise de cada profissional.

Veja o exemplo a seguir.

day trade média móvel
Análise técnica – Média móvel

No gráfico temos uma média móvel simples de 50 períodos em verde e uma média móvel exponencial de 21 períodos em azul.

Alguns traders consideram que, quando as linhas se cruzam, é um momento de comprar ou vender.

Além desses três conceitos, eles utilizam vários outros, como Ponto Pivô, Bandas de Bollinger, Fibonacci, Hilo, entre outras.

Por fim, eles também podem observar padrões gráficos, ou seja, quando o gráfico forma uma certa figura, pode ser um indicador de compra ou venda.

Naturalmente, quais indicadores utilizar vai depender da estratégia de cada profissional.

Vantagens e desvantagens do day trade

Naturalmente, como toda estratégia para se ganhar dinheiro, o day trade tem as suas vantagens e desvantagens.

E são elas que vamos conhecer agora.

Vantagens

  • Alavancagem: em alguns mercados, não é necessário ter todo o dinheiro do ativo para operar, basta ter uma garantia;
  • Ganhar com a queda: no day trade, é possível ganhar tanto com a queda quanto com a subida do mercado;
  • Lucros no curto prazo: nesse tipo de operação, há a possibilidade de se ter altos lucros em pouco tempo; e
  • Agilidade: o profissional pode se beneficiar das oscilações diárias da bolsa.

Desvantagens

  • Dificuldade de determinar o comportamento dos preços no curto prazo;
  • Possibilidade grandes prejuízos: quando o especulador se alavanca, ele pode ter uma perda superior à quantia aplicada na operação;
  • Custos mais altos: a alíquota de IR sobre os lucros é mais alta e a taxas de corretagem são mais frequentes;
  • Risco maior: diante da imprevisibilidade do curto prazo, existe uma grande chance de sua análise não prever as oscilações dos ativos; e
  • Necessidade de muito tempo para acompanhar o mercado.
Especulador do mercado
Especulador do mercado financeiro

Melhores cursos de day trade

A operação de day trade é muito complexa e exige muito conhecimento técnico e maturidade emocional para se manter racional diante das oscilações do mercado

Para isso, livros, e-books, vídeos, podcasts e até cursos são feitos para auxiliar o especulador a se desenvolver e aumentar as possibilidades de ganho.

Por isso, fizemos uma lista com os melhores cursos para você aprender a operação no day trade.

Curso do André Machado

Sem dúvida, um dos traders mais respeitados e bem-sucedidos do Brasil, André Machado é conhecido como o Ogro de Wall Street.

Em seu site, ele disponibiliza gratuitamente várias aulas sobre trade que foram ministradas em outros cursos e em seu canal do YouTube.

Além disso, esse curso te capacita a participar do Projeto “Os 10%”, que tem o objetivo de formar traders profissionais.

Raio-X Preditivo

Seu idealizador, Luiz Sato é um dos traders mais famosos e conceituados do país, com mais de 20 anos de experiência.

Em seu curso, ele aborda todos os assuntos relevantes para a formação de um especulador profissional do mercado.

Além das aulas, ele também oferece vários bônus extras que se mostram como um diferencial do curso.

Rafa Trader

Rafa Trader é CEO e fundador do Team Urso e idealizador do Camp Trading.

Em seu site, existem vários cursos para quem deseja ir do básico ao avançado na carreira de especulador.

Além disso, ele oferece grupos de estudo e treinamento para quem deseja se especializar.

AT Palex

Com uma equipe de traders profissionais, o AT Palex oferece um dos cursos mais completos do mercado financeiro.

Além das aulas, ele oferece treinamentos, testes, revisões e acompanhamento especializado.

Além disso, existem vários cursos adequados às mais diferentes necessidades.

Melhores corretoras para day trade

Ter uma plataforma ágil e estável é fundamental para termos um bom desempenho no day trade.

Isso porque algumas operações duram apenas alguns segundos, então é preciso ter uma informação rápida e precisa.

Pensando nisso, nós separamos as melhores corretoras para quem deseja operar na bolsa.

XP Investimentos

A XP é a maior corretora do Brasil e oferece vários tipos de plataformas diferentes com preços diferentes para quem deseja fazer trade.

Algumas plataformas são gratuitas, outras podem custar até R$ 190,00 por mês.

Além disso, a XP oferta algumas dicas e notícias para te auxiliar no processo.

Contudo, existe o custo de corretagem que pode pesar no bolso do especulador com menos recursos.

Modalmais

A Modalmais é uma das corretoras mais conceituadas do Brasil, utilizada por muitos investidores e especuladores.

Isso porque ela detém plataformas excelentes para quem deseja fazer análise gráfica com custos relativamente baixos.

Ademais, suas plataformas variam de gratuitas até R$ 150,00 por mês.

Clear

Provavelmente, a Clear é a corretora preferida dos especuladores.

Além das plataformas excelentes, seus custos baixos são o principal diferencial dessa corretora.

Caso você queira operar por conta própria, não terá nenhum custo com corretagem.

Nela, você encontrará plataformas que variam de gratuitas até R$ 160,00 por mês.

Entretanto, apesar de terem excelentes plataformas, alguns traders sugerem que comecemos a operar através de simuladores para podermos nos acostumar com a dinâmica do mercado.

Portanto, vamos conhecer agora alguns simuladores.

Simulador de day trade

Um simulador é uma ferramenta que permite que você opere na bolsa de valores sem colocar seu dinheiro em risco.

Através dessas simulações, você pode se sentir mais confiante para operar de verdade e começar a multiplicar seu capital.

Contudo, da mesma forma que as plataformas, existem uns melhores que os outros.

Por isso, separamos uma lista com os melhores para você conhecer.

É importante entender que é preciso ter uma estratégia para operar no simulador.

Isso porque, sem estratégia, você vai perder seu dinheiro virtual e nunca vai se sentir confiante para operar com dinheiro real.

Portanto, além da parte prática, estude bastante para fortalecer seus conhecimentos.

Imposto de Renda no day trade

O imposto de renda é um pouco delicado para quem faz day trade, pois a alíquota sobre o lucro é de 20% e não há isenção.

Isso significa que a cada R$ 1.000,00 reais de lucro, você terá que pagar R$ 200,00 em impostos.

Por isso, os tributos são bastante onerosos para um trader.

Mas, fique atento: o imposto é cobrado sobre o lucro mensal e não sobre o lucro de cada operação.

Ou seja, ao final do mês, você soma suas perdas e seus ganhos para calcular o imposto a pagar.

Além disso, o imposto incide somente sobre o lucro. Em caso de prejuízo, você não tem que pagar nada e ainda pode compensar o lucro de outro mês.

Por fim, essa compensação só pode ser feita com outras operações de day trade.

Mas, como você paga? Através de uma DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais).

Na DARF, você terá que pagar somente 19%, pois 1% já é retino na fonte.

Então, ao final do mês, depois de ter calculado o valor a pagar, você fará o seguinte processo:

  1. Ao final do mês, calcule o quanto você terá que pagar à Receita Federal;
  2. Digite no Google “Sicalc Web” e clique no primeiro link;
  3. Clique em “Cálculo e Emissão de Darf On Line de Tributo e Contribuições da Pessoa Física” e, depois, em “Preenchimento Rápido”; e
  4. Preencha as informações necessárias, emita a Darf e pague até o último dia útil do mês.

O boleto pode ser pago pelo celular, e o pagamento deve ser feito até o último dia útil do mês subsequente ao mês em que você obteve o lucro.

Day trade vale a pena?

Segundo um estudo feito pela FGV, com base em dados fornecidos pela CVM, 92,1% das pessoas que se arriscam no day trade param em menos de um ano.

Além disso, dos que continuam após esse período, 97% perderam dinheiro, e, quem ganhou, faturou menos de R$ 300,00 por dia.

De acordo com Bruno Giovannetti, um dos autores da pesquisa, os ganhos estão muito mais ligados à sorte do que à técnica.

Ele disse que o day trade “é muito mais parecido com cassino, em que, à medida em que a pessoa vai repetindo as jogadas, a chance de continuar acertando diminui.”

Esses dados podem ser melhor entendidos pelo fato de que o comportamento dos preços no curto prazo é imprevisível e quase impossível de determinar.

Desse modo, podemos concluir que o day trade não tem uma boa relação de risco-retorno e pode ser bastante prejudicial para o seu patrimônio.

Caso você queira tentar, é recomendável que você estude bastante e desenvolva a parte emocional para que você aumente suas chances de sucesso.

Continue aprendendo!

Gostou de aprender sobre day trade? Deixe sua opinião nos comentários, pois ela é muito importante para nós!

Veja nossos outros conteúdos sobre investimentos e finanças, no nosso Blog e no canal do Mobills no YouTube.


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


Escrito por Marcos Vitor Especialista em investimentos

Especialista em investimentos do Mobills, Marcos é estudante de economia na UFC e recentemente tirou sua certificação na área. Tem como hobby aconselhar amigos sobre investimentos.

  • Certificado de Especialista Anbima (CEA);
  • Estudante de economia;
  • ETF no Mercado Brasileiro - ANBIMA;
  • Gestão de Riscos - ANBIMA.
.