You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Cálculo de juros compostos

R$
R$

Resultado

EventoValores
Total investido
Total ganho em juros
Total

Quer saber como economizar mais do seu salário? Conheça o Mobills!

Manter o seu orçamento organizado talvez não seja fácil, porém o Mobills pode te ajudar nesse desafio!

O Mobills é um sistema de controle de gastos pessoais que se adequa ao seu jeito.

Badge para dowload AndroidBadge para dowload IOs

Como funciona o cálculo de juros compostos

Os juros compostos são a prática de juros sobre juros. Eles são, na maioria das vezes, usados no sistema financeiro, pois oferecem maior rentabilidade se comparados ao juro simples.

Mas um fato sobre os juros compostos é simples: esse é um dos conceitos mais importantes de investimento que você precisa dominar.

Juros é um conceito básico dentro das finanças. Um conceito que é geralmente dominado por quem busca se aventurar dentro do mundo dos investimentos. No entanto, a maioria das pessoas tende a subestimar a forma como os juros trabalham com o dinheiro e acabam se atrapalhando na hora de investir.

Vamos tentar explicar com um exemplo mais prático. Imagine-se nessa situação: você está pegando dinheiro emprestado com seu amigo. Porém, como condição do empréstimo você precisa devolver o dinheiro somado de um determinado valor.

Pois bem: esse excedente que vai ser pago ao credor (o amigo que emprestou o dinheiro) é o que chamamos de juros.

Ou seja, o juro é a remuneração paga pelo empréstimo de dinheiro.

Simples, né? Contudo, apesar de simples, muitos nutrem uma visão errada em relação a esse assunto.

No universo das finanças, compreender bem o conceito de juros é importante para fazer com que os seus investimentos tragam rendimento ao longo do tempo.

Juros simples e juros compostos

No regime de juros simples, o percentual de juros (ou taxa) incide apenas sobre o capital inicial. Isso significa que a remuneração sobre o dinheiro só incidirá sobre a quantia investida ou emprestada inicialmente.

As principais diferenças entre juros simples e compostos são as seguintes:

Juros simples

  • São pagos periodicamente (mensal ou anualmente) ao credor.
  • São iguais ao longo do tempo, mas reduzem em termos reais (efeito da inflação).
  • Nominalmente somados ao capital formariam uma reta (ex.: 1000, 1100, 1200, etc).
  • São como os frutos de uma árvore: são colhidos e consumidos.
  • Tecnicamente, ocorre a fruição imediata dos juros pelo credor.
  • Se não pagos e não incorporados ao montante, gera perda inflacionária e da porcentagem de rendimento.

Juros compostos

  • São pagos ao credor somente no vencimento.
  • São crescentes no tempo em termos reais e nominais, se a taxa for maior que a inflação.
  • Incorporados ao capital formam uma curva ascendente. (ex.: 1000, 1100, 1210, etc).
  • São como bezerros que, ao crescerem, gerarão novas bezerros.
  • Tecnicamente, ocorre a fruição diferida dos juros pelo credor.
  • Se pagos, não incorporam ao montante, que não cresce durante o período em que forem pagos.

Juros compostos são a aplicação de juros sobre juros, isto é, os juros compostos são aplicados ao montante de cada período.