Como saber se meu nome está sujo? Saiba como consultar sem sair de casa!

Muitas pessoas entram na lista de inadimplentes sem nem saber. Para não passar por essa situação, veja como saber se seu nome está sujo!

Artigo escrito por Claudia Borges em 16 de Julho de 2021

Imagem representando Como saber se meu nome esta sujo

Dar o primeiro passo para organizar a vida financeira e sair das dívidas não é fácil. Quando começamos é comum ter dúvidas sobre “como saber se meu nome está sujo”, por exemplo.

Estar com nome sujo é motivo de vergonha para muitas pessoas, inclusive algumas delas escolhem ignorar a informação, como se isso fosse resolver o assunto.

Segundo o Serasa Experian, 2021 já acumula 1,6 milhão de pessoas que deixaram de pagar suas dívidas e acabaram sendo negativadas, sendo que 39,5% da população adulta está nessa situação.

Então, que tal começar a mudança que deseja na sua vida? Descobrir a situação do seu nome na praça pode ser o primeiro passo.

Continue lendo para saber mais!

O que significa nome sujo?

Popularmente se diz que uma pessoa tem o nome sujo quando seus dados estão registrados na lista de devedores do serviço de proteção ao crédito.

O registro se dá por atrasar ou deixar de pagar uma conta, seja ela de serviço, como energia por exemplo, fatura do cartão de crédito ou boleto de contas.

Essa inclusão acontece quando duas ou mais mensalidades estão atrasadas, mas para isso, o devedor deve ser avisado pelo órgão responsável, SCPC, Serasa ou SPC.

Após a notificação, você terá 10 dias para negociar a dívida ou realizar o pagamento, e só depois desse prazo terá seu nome registrado na lista de devedores.

Posso ter problemas por estar com nome sujo?

Estar com nome sujo, a princípio, não vai te trazer consequências legais, a menos que o credor faça a cobrança de forma judicial.

No entanto, existem algumas situações do dia a dia que podem ser dificultadas se seu nome estiver na lista de inadimplentes. Algumas delas são:

Onde consultar nome sujo?

Descobrir se está com nome sujo é simples e, ao contrário do que muitas pessoas acham, pode ser feito de forma gratuita na internet.

Para isso basta consultar uma das empresas responsáveis pelo serviço de proteção ao crédito. As 4 principais empresas para saber se seu nome está sujo são:

  • Boa Vista – Consumidor Positivo;
  • Acordo Certo;
  • Serasa;
  • SCPC;

É recomendável consultar em pelo menos duas empresas, pois elas mostram dívidas de diferentes origens. Dessa forma, fazer a consulta em um único site pode deixar passar uma cobrança.

Boa Vista

O Grupo Boa vista é o detentor dos seguintes sites para consultar se seu nome está sujo: Consumidor Positivo e Acordo Certo.

Consumidor Positivo

Além de fornecer as informações das dívidas, no site ainda é possível ver as informações de crédito, como Score, por exemplo.

Para ter acesso as informações, no entanto, é preciso realizar um cadastro. Veja como:

  1. Acesse o site Consumidor Positivo;
  2. Clique na opção “Consultar CPF grátis”;
  3. Informe seu CPF;
  4. Preencha o cadastro conforme pedido;
  5. Faça a verificação por e-mail;
  6. Em seguida, os dados irão aparecer na tela.

Como os outros, o Consumidor Positivo também disponibiliza um aplicativo para consultas, veja como acessar:

  1. Faça download do aplicativo (Android | iOS);
  2. Abra o aplicativo e faça seu cadastro com os dados solicitados;
  3. Registre uma senha;
  4. Confirme seu e-mail;
  5. Veja as informações na tela.

Acordo certo

Na Acordo certo não é possível consultar suas informações de crédito, mas, a plataforma disponibiliza as dívidas registradas em seu CPF.

Além disso, o site funciona como intermediário entre você e a empresa, trazendo propostas para negociação das dívidas registradas.

Para acessar siga as seguintes orientações:

  1. Acesse o site Acordo Certo;
  2. No campo de busca digite seu CPF, em seguida escolha “Buscar minhas dívidas”;
  3. Digite sua data de nascimento;
  4. As informações aparecerão na tela.

Serasa

A Serasa Experian é uma empresa de análise e informação para decisão de crédito. A empresa disponibiliza duas maneiras para consultar a situação do seu CPF em seu banco de dados: site e aplicativo.

Para consultar no site, siga os seguintes passos:

  1. Acesse o site da Serasa;
  2. Escolha a opção “Consultar CPF grátis”;
  3. Digite seu CPF e siga os passos pedidos;
  4. Faça a verificação dos dados, escolhendo a opção que desejar;
  5. As informações aparecerão na tela.

No entanto, se você prefere consultar pelo aplicativo, deve:

  1. Acesse sua loja de aplicativos (Android | iOS) e faça download;
  2. Abra o aplicativo e arraste para o lado até aparecer o campo para colocar seu CPF;
  3. Caso você tenha cadastro no site, pode usar os mesmos dados. Do contrário siga os passos pedidos;
  4. As informações apareceram na tela.

Tanto o site, quanto o aplicativo, oferecem a possibilidade de negociar as dívidas diretamente, além disso, as empresas oferecem descontos exclusivos para essa negociação.

SPC Brasil

Uma das mais conhecidas empresas do setor, O SPC Brasil também é um dos responsáveis por cuidar da lista de proteção ao crédito.

Dessa maneira, para ajudar o consumidor a quitar dívidas, a empresa disponibiliza gratuitamente o Portal do Consumidor, onde é possível ter todas as informações das suas dívidas.

No entanto, o SPC exige que os usuários do Portal façam verificação em duas etapas, usando o aplicativo Google Autenticator (Google Play Store | Apple Store).

O site faz, ainda, verificação do e-mail, dessa maneira é importante usar um e-mail válido na hora de se cadastrar, para conseguir realizar esse passo de segurança.

Para saber se está com nome sujo no site SPC, siga as seguintes instruções:

  1. Acesse o site do SPC Brasil;
  2. Preencha os dados pedidos;
  3. Faça a validação por e-mail;
  4. Crie sua senha;
  5. Cadastre o token do Google Autenticator.
  6. Faça login.

A empresa oferece ainda a opção de consultar as informações pelo aplicativo, veja:

  1. Acesse sua loja de aplicativos (Android | iOS) e faça download;
  2. Abra o aplicativo;
  3. Faça o cadastro, preenchendo as informações pedidas;
  4. Registre uma senha;
  5. Confirme suas informações, por e-mail ou SMS;
  6. Veja os dados na tela.

Quanto tempo o nome fica sujo?

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor o prazo máximo para as empresas manterem o seu nome na lista de inadimplentes é de 5 anos.

Por outro lado, diferente do que muitos pensam, a dívida não some após esse período. A empresa pode continuar cobrando, porém de forma direta.

Ou seja, Seu nome fica limpo após esse período, mas você não deixa de dever para a empresa. Então fique atento.

5 dicas para limpar o nome

Mudar sua situação financeira pode ser menos complicado que imagina, mas sem dúvida limpar seu nome é o primeiro passo para essa conquista.

Certamente, se você está passando um momento financeiramente difícil, deve achar que limpar seu nome é uma missão impossível.

Contudo, existem algumas dicas que certamente facilitaram sua vida na hora de resolver seu nome sujo, confira quais são.

1.Conheça suas dívidas

Se você leu esse artigo até aqui, já sabe como resolver essa questão. Saber quanto você deve é, definitivamente, o primeiro passo para mudar a situação.

Estar ciente do problema e se propor a fazer algo é muito importante. Quando deixamos de lado e “escondemos a sujeira” não conseguimos avançar.

Registre suas dívidas, para isso você pode utilizar o aplicativo Mobills, de forma gratuita. Dessa forma você saberá exatamente o valor que precisa para quitar suas dívidas.

2.Saiba das suas possibilidades

Com todas as dívidas anotadas é hora de fazer um planejamento financeiro e saber quanto você pode dispender por mês para pagar suas dívidas.

Dessa maneira, é possível oferecer um valor para a empresa credora na hora da negociação, que você tem certeza que conseguira pagar.

3.Faça negociações

Negociar com seus credores é a melhor maneira de conseguir a melhor solução. Por isso é tão importante seguir o passo anterior e conhecer suas finanças.

As empresas costumam oferecer descontos maiores e melhores condições para pagamentos a vista. Então, mesmo que não seja possível quitar suas dívidas todas de uma vez, verifique a possibilidade de fazer o pagamento a vista.

E se não for possível pagar o total, veja a possibilidade de manter o valor a vista pagando de forma parcelada. Essa é outra opção que algumas empresas oferecem, quando são poucas parcelas.

Lembre-se que o interesse do credor é sempre receber, portanto é mais fácil negociar quando você busca o acordo.

4.Cuidado com seus gastos

Não se esqueça que as parcelas para quitar sua dívida não podem, de maneira nenhuma, sobrecarregar suas despesas mensais.

Portanto planeje bem antes de assumir as parcelas para quitação das suas dívidas, faça os cálculos e leve em consideração o prazo para pagamento.

5.Guarde algum dinheiro

Ao se organizar para quitar suas dívidas, você separou uma parte da sua renda para a despesa. Considere manter esse valor mensalmente, mesmo após a quitação do débito.

Pense que, ao cumprir o acordo e pagar a conta, você retirou esse dinheiro do seu orçamento. Então, que tal continuar com isso, só trocando o débito que terminou por uma aplicação financeira, por exemplo?

Seu planejamento já está contando com a retirada desse valor, logo ele não está sendo usado nas suas contas mensais. Pode ser um bom começo para poupar uma grana.

Afinal, é importante consultar se meu nome está sujo?

Como vimos ao decorrer deste artigo, sim. Saber como está seu nome no mercado é muito importante, principalmente se você tem interesse em manter sua vida financeira organizada.

Certamente, para quem quer começar a se planejar, quitar as dívidas e restaurar a saúde das suas finanças, esse é um passo fundamental.


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

Notifique-me de novos comentários via e-mail.

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


Você também vai gostar...


Escrito por Claudia Borges Jornalista

Jornalista em formação, apaixonada por boas histórias e por transformar a vida das pessoas através da educação financeira.

  • Jornalista;
  • Redatora Mobills.
.