Como se organizar financeiramente para negociar dívidas e sair do vermelho

Dívidas são um dos maiores obstáculos para as pessoas alcançarem seu bem-estar financeiro. A sensação é de estar preso em um ciclo sem saída. Se esse é seu caso, estamos aqui para dar uma boa notícia: é possível sair dessa!

Artigo escrito por Carlos Terceiro em 14 de Setembro de 2020

Jovem pensando em como negociar Dívidas

Como se organizar financeiramente para negociar dívidas e sair do vermelho

Conheça o aplicativo Mobills

Dívidas são um dos maiores obstáculos para as pessoas alcançarem seu bem-estar financeiro. Ficar com nome sujo, receber milhares de ligações de cobrança, ver os juros fazendo o montante devido crescer a cada dia e etc.

A sensação é de estar preso em um ciclo sem saída. Se esse é seu caso, estamos aqui para dar uma boa notícia: é possível sair dessa!

Neste artigo, vamos dar dicas de como se organizar financeiramente para negociar dívidas e sair do vermelho, se livrando de uma vez por todas desse problema. Confira o que fazer a seguir!

Por que negociar minha dívida?

Para começar, é importante falarmos sobre porque é interessante negociar dívidas.

Quando você faz um acordo, os juros incidentes sobre o atraso do pagamento param de ser cobrados e você assume um novo compromisso – que pode ser quitado à vista ou em parcelas.

Essa é uma forma de pisar no freio e acabar com juros crescentes.

Descontos e condições especiais

Acredite, é possível quitar aquela dívida que se tornou grande e parece impossível de quitar.

A Acordo Certo oferece descontos e condições especiais de pagamento para você renegociar a sua dívida, à vista ou em parcelas que cabem no seu bolso.

O melhor de tudo é que a plataforma é 100% online, ou seja, você pode consultar seu CPF, encontrar e negociar sem sair de casa, em poucos cliques.

Basta acessar o site, digitar o seu CPF, realizar o cadastro rápido e visualizar a sua dívida com as condições e descontos de negociação. Confira esse vídeo que explica o passo a passo de como negociar pelo site da Acordo Certo:

Planejamento para sair do vermelho

Mesmo em condições especiais de renegociação, lidar com uma dívida requer atenção, já que é muito importante manter os pagamentos em dia.

Se você deixa de pagar alguma parcela, o acordo pode ser quebrado e você perde as condições da negociação, ou seja, o montante já pago é descontado do valor original (e não do negociado) e os juros voltam a correr.

Desta forma, é necessário realizar um novo acordo que pode não ter descontos e condições tão vantajosas quanto a primeira.

Com um bom planejamento, você consegue entender quais são suas dívidas, por qual começar a negociação e quanto dinheiro você poderá comprometer para quitação sem correr o risco de quebrar seus acordos.

Confira algumas dicas abaixo:

Liste todas as suas dívidas

Não tem como começar um planejamento para sair do vermelho sem saber exatamente o que está pendente.

Então, o primeiro passo é fazer uma lista das suas dívidas e o valor atualizado. Você pode descobrir essas informações ao consultar seu CPF no site da Acordo Certo.

É também importante considerar as dívidas que não estão em atraso, como fatura de cartão de crédito, financiamento etc.

Priorize as dívidas que quer negociar

Na hora de priorizar quais dívidas negociar primeiro, a ordem recomendada é acertar primeiro as contas de serviços essenciais, como água e luz, para evitar o corte.

Na sequência, eleja as dívidas mais caras para quitar, ou seja, aquelas com juros maiores devem ser as primeiras da “fila”.

Confira seu planejamento financeiro

Agora que você tem visibilidade da situação das suas dívidas e por onde começar a quitar, é hora de olhar para o seu orçamento e entender qual é a sua verba para negociação.

Caso você ainda não tenha feito um planejamento, essa é a hora de organizar sua vida financeira, entendendo qual é sua renda e seus gastos, quais podem ser diminuídos ou cortados e determinar um orçamento para quitação de dívidas.

Uma dica interessante e recomendada por especialistas é aplicar a regra do 50/30/20 também nesse caso: 50% da sua renda vai para gastos essenciais, 30% (que seria para gastos não essenciais) vai para pagar dívidas e guarde 20% para montar sua reserva de emergência.

Se for necessário, explore também novas fontes de renda para reforçar seu planejamento financeiro e sair do vermelho o quanto antes.

Vale a pena juntar dinheiro para quitar dívidas?

Essa é uma dúvida muito comum entre aqueles que planejam se livrar do endividamento.

Afinal, como já reforçamos, não é vantajoso assumir o compromisso de um acordo que você não consegue pagar. Pensando por essa perspectiva, pode parecer vantajoso juntar dinheiro para quitar dívidas.

Porém, é preciso lembrar que os juros de dívidas em atraso fazem com que o valor devido aumente a cada dia.

Mesmo que você decida colocar o dinheiro em alguma aplicação, os juros de dívidas são, em sua grande maioria, maiores que qualquer rendimento.

Ou seja: o total devido vai crescer mais que o seu pé-de-meia para quitação, e você continuará preso no ciclo do endividamento.

Dessa forma, fica evidente que juntar dinheiro para quitar dívidas não vale a pela. A melhor opção é negociar considerando o valor que cabe no seu bolso, com os prazos e condições que melhor atenderem suas necessidades.

Comente, nos siga nas redes sociais e compartilhe!

O que achou do artigo “Como se organizar financeiramente para negociar dívidas e sair do vermelho”?

Se gostou, então, cadastre-se na nossa Lista Vip para receber as novidades em primeira mão e compartilhe esse post com seus amigos e familiares que possam se interessar.

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, sugira novos temas e deixe seu comentário!

Quer acompanhar nosso conteúdo no Instagram? Siga @mobillsedu!

Não deixe, também, de acessar o canal do Mobills no Youtube.


VEJA TAMBÉM:


Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


    4 comentários publicados nesse artigo
      20/07/2021 às 16:39

      queria negociar minhas dividas

        20/07/2021 às 18:58

        Olá Aline! Você pode fazer a negociação das suas dívidas nos feirões de limpa nome da Serasa, no Acordo Certo, como citado no texto, ou direto nas lojas que está com dívidas.

      27/03/2021 às 23:10

      Crédito quantos dias para ser aprovado

        29/03/2021 às 09:11

        Olá, Alexsandro. O tempo de aprovação de crédito depende de cada instituição, então é muito difícil dizer um prazo exato.

    🤔 Tem dúvidas ou dicas? Comenta aqui, que nossos especialistas respondem!

    Notifique-me de novos comentários via e-mail.

    Junte-se a mais de 239.950 pessoas

    Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.


      Você também vai gostar...


      Escrito por Carlos Terceiro CEO da Mobills

      Apaixonado por finanças e investimentos, em 2014 Carlos Terceiro decidiu unir sua paixão com seu conhecimento em tecnologia para fundar o Mobills.

      • Pós graduação em finanças na PUCRS;
      • Graduado em desenvolvimento de sistemas na Estácio;
      • Investidor a mais de 10 anos.
      .